domingo, 14 de março de 2021

Correria dos Pássaros Presos - Ana Gil Campos [Opinião]

Desde que Cândida deixou de usar redes sociais tem a sensação de ter deixado de pertencer ao mundo, vive nele mas não existe, agora é uma anónima, um vulto que se abandonou a si próprio pela cidade. Retirou-se do mundo virtual para estar mais presente na vida, na dela e na dos outros, mas aconteceu exatamente o contrário. Sente que a puseram de parte, mas foi ela, sem prever, que se colocou assim, ausente, distante, sem existir. O mundo que nos agarra virtualmente a todos é mais vivo, intenso e forte, apoderou-se do primitivo e fez dele seu súbdito, conclui. Talvez este novo mundo seja mais verdadeiro e real do que aquele que lhe antecede. Talvez Cândida queira viver num mundo que já não existe.

A minha opinião:
Correria dos Pássaros Presos é o mais recente livro de Ana Gil Campos e é uma verdadeira surpresa. Bem escrito, com uma história cativante, este pequeno livro lê-se num ápice de tão bom que é.

A autora cria uma história em que todos são dependentes das redes sociais, uma história que se diz futurista, mas cuja realidade não está muito longe da nossa.

Cândida toma uma decisão difícil: desligar-se de todas as redes sociais. No país onde vive, toda a gente é viciada no mundo digital e os únicos amigos que têm são os virtuais já que não há qualquer espécie de diálogo que não seja feito através de um telemóvel ou de um computador.

A nossa protagonista descobre uma aldeia no meio do nada onde a rede deixou de funcionar por "decreto" do presidente da junta e onde todos os habitantes convivem como antigamente: frequentam cafés e dividem comida entre os vizinhos, organizando jantares de confraternização.

Esta é uma reflexão sobre o poder das redes sociais na nossa vida, levando ao isolamento. Um futuro que não está assim tão próximo.

Leiam que vale muito a pena.

Como é uma edição de autor, se ficaram curiosos podem sempre contactar a Ana Gil Campos através da sua página do instagram ou através do seu blogue





Sem comentários: