quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Femicídio - Pascal Engman[Opinião]

Título: Femicídio
Autor: Pascal Engman
Editor: Saída de Emergência
N.º de Páginas: 400


Sinopse: 
Não há mulheres inocentes. Com o feminismo e o movimento #metoo a ganharem força, está a crescer igualmente uma rede digital de homens que odeiam as mulheres. Eles autodenominam-se «Incels», refugiam-se nos recantos mais obscuros da Internet e estão unidos no seu desejo de vingança contra as mulheres que nunca olharam para eles. A norte de stocolmo, uma mulher é encontrada morta no seu apartamento, num ataque brutal que aponta para um único suspeito.

No entanto, quando a detetive Vanessa Frank assume a investigação fica com a sensação de que está em falta um elemento fundamental. Quando a investigação começa a apontar para o possível envolvimento da sinistra rede de Incels nos crimes, Vanessa questiona-se se o ódio destes misóginos os poderá levar a um ataque em massa, imprevisível e num lugar supostamente seguro para as mulheres…

A minha opinião: 
O movimento #metoo ganha força a cada dia que passa e isso origina a que um grupo de homens, denominados "Incels", se juntem e criem uma página no lado obscuro da internet com juras de vingança. O alvo: as mulheres. 

E vai abalar a cidade de Estocolmo. 

A norte da cidade, uma jovem mulher é assassinada na sua própria casa. O suspeito, o seu ex-namorado que se encontrava numa saida precária da prisão, jura a pés juntos que não foi ele. Mas as provas dizem o contrário. 

A detective encarregue do caso, Vanessa Frank, acaba por desconfiar que o crime poderá não ser tão fácil de resolver a e sua convicção ganha força quando é contactada por uma outra mulher que lhe faz uma revelação surpreendente. 

Apesar de ser a estreia de Pascal Engman no nosso país, este é o segundo livro da série Vanessa Frank pelo que espero que a editora publique o livro que falta. O livro agradou-me mais ainda do que estava à espera. Adorei a detective e tenho visto que cada vez mais os autores têm apostado em mulheres para serem as protagonistas das suas histórias, o que acho de louvar. Vanessa revelou ser uma mulher forte, ponderada e, apesar de solitária, uma pessoa com uma boa dose de humanidade. 

A forma como os crimes foram sendo resolvidos também me agradaram e agarraram, de tal forma que me senti completamente viciada na história. 

Em suma, Femício é um thriller fantástico e emocionante, que agarra o leitor desde a primeira página. Não é esse o propósito de um livro deste género? 
Ficaram curiosos? Leiam





Sem comentários:

o-homem-de-giz-billboard