sexta-feira, 24 de abril de 2020

A Lucidez - Célia Correia Loureiro [Opinião]

Título: A Lucidez
Autor: Célia Correia Loureiro
Formato: Ebook
N.º de Páginas: 15

"A noite estrelada - pinceladas de um Monet que almejava mostrar-te -, insinuou-se sobre as nossas cabeças. Um a um extinguiram-se os candeeiros, lavaram-se as vitrinas e as portas arrastaram-se, para depois se dar duas voltas à chave e se fazer caso de cada passo. Do Chave de Ouro vinha a única luz e, à distância, a Laurinda despedia-se com um último aceno de mão enluvada. Voltei a perguntar-me que espécie de contento lhe encurva os lábios quando sorri."
Apesar de inspirado na vida de Maria Adelaide Coelho Cunha, este conto não tem a pretensão de ser um relato biográfico. Trata-se de pura ficção aplicada a um episódio conhecido de uma tentativa de emancipação por uma mulher de meios durante a I República.

A minha opinião: 
Conto publicado em 2016 conta a história amorosa de uma mulher, casada, filha do proprietário de um jornal, que se apaixona pelo motorista da família e decide fugir com ele. 

A Lucidez é inspirado na história verídica de Maria Adelaide Coelho Cunha, filha do proprietário do Diário de Notícias, cuja história descobri com o livro de Manuela Gonzaga publicado há uns anos, Doida não e não. 

Este é um conto que está de forma gratuita na loja do Kobo e em boa hora o descarreguei e li. Gostei muito da abordagem que, de uma forma breve, contou com toda a angústia, mas também com a coragem desta mulher pertencente à alta sociedade portuguesa que enfrentou tudo e todos para viver uma vida feliz, da forma que ela escolheu. 



Sem comentários: