quarta-feira, 17 de abril de 2019

Estocolmo - Sérgio Godinho [Opinião]

Título: Estocolmo
Autor: Sérgio Godinho
Editor: Quetzal Editores
N.º de Páginas: 160

Sinopse: 
Quando Vicente responde ao anúncio de um quarto para alugar, descobre que a senhoria é Diana Albuquerque, a célebre pivô do telejornal das oito. A estupefação inicial do estudante - assim que ela lhe abre a porta - rapidamente se transforma numa forte atração mútua. Diana tem o dobro da idade de Vicente, mas é bela, sensual e respira aquela serena autoridade que conquista o espectador mais renitente. Vicente muda-se para casa de Diana, ocupando o quarto no sótão; e Diana ocupa-lhe a cama. Mas não é apenas a mulher complexa e carente que depressa mostra ser; fazendo jus ao nome, Diana é também uma predadora.
E, uma manhã, Vicente acorda para a estranha realidade de estar trancado no seu novo quarto. É vítima de sequestro, mas está apaixonado pela sua sequestradora. Finalmente, a entrada em cena da mãe de Diana - tão bela quanto a filha - vai mudar tudo.

A minha opinião: 
Sérgio Godinho é um excelente escritor de canções, e é um dos meus cantores/compositores favorito. 
A curiosidade em ler a sua prosa era muita e quando saiu o livro Estocolmo decidi, na hora, que tinha de o ler. 
A capa e a sinopse e a capa agradaram-me desde o primeiro momento, portanto parti para a sua leitura com grandes expectativas. 

Vicente é um jovem estudante universitário que quando vê o anúncio de um aluguer de um quarto não hesita. Surpreendido com a dona do quarto, que é uma jornalista conhecida, acaba por se sentir atraído por ela. Não está sozinho. Diana, apesar de bastante mais velha, sente o mesmo pelo jovem e acabam por viver uma tórrida paixão. 

No entanto, este relacionamento torna-se doentio e Diana acaba por fazer do seu inquilino, seu refém. 

O facto de um rapaz, já adulto, ser vítima de rapto era uma ideia interessante, e ainda mais quando a sua raptora era uma conhecida jornalista de televisão. 

Pensei que Godinho fosse explorar, bem, o facto do rapaz ser vítima de uma mulher famosa e apaixonar-se pelo seu carrasco, mas as expectativas saíram goradas. 
Não gostei da forma como o autor explorou o tema, e a linguagem usada também não foi a mais adequada, fazendo lembrar livros de literatura erótica. 

Em suma, não foi nada do que estava à espera.



Sem comentários: