segunda-feira, 18 de março de 2019

Flores sobre o Inferno - Ilaria Tuti [Opinião]

Título: Flores sobre o Inferno
Autor: Ilaria Tuti
Editor: TopSeller
N.º de Páginas: 336

Sinopse:
O meu nome é Teresa Battaglia e vejo para além das flores que crescem no chão.

Vejo o inferno que se abre por debaixo dos nossos pés. Nos Alpes italianos, uma aldeia silenciosa encontra-se rodeada por florestas antigas cobertas de neve. Quando um homem é encontrado morto, nu e com os olhos arrancados, ninguém sabe como reagir.

A inspetora Battaglia é uma mulher de aparência frágil. Com 60 anos, o seu corpo começa a falhar. Mas conquistou a pulso o seu lugar na tantas vezes machista polícia italiana. Massimo Marini, um jovem inspetor da cidade destacado para o caso, está fora da sua zona de conforto. E pior fica quando percebe que será Teresa a orientar a investigação.

Teresa está determinada a impedir que mais alguém sofra às mãos deste assassino. Só que a disposição quase ritual do cadáver indica-lhe que este caso poderá ser apenas o primeiro de muitos. Há uma história negra escondida nestas montanhas. E ela irá descobri-la.

A minha opinião: 
O título apelativo, aliado a uma capa igualmente atrativa, levou a que colocasse este livro logo na minha wishlist e a esperar ansiosamente para que fosse publicado.  

O facto de a acção do livro se passar numa floresta antiga, com a sua população isolada do resto do mundo, fez-me lembrar os livros de Dolores Redondo. E como gostei desses livros!
De facto, ao longo da sua leitura houve muita coisa que me remeteu a Redondo, desde o mistério para lá da floresta, os rituais das suas gentes e, sobretudo o facto, de guardarem com eles todo o passado daquela localidade.

O aparecimento do corpo de um homem, nu e com os olhos arrancados leva a inspectora sexagenária Teresa Battaglia, uma mulher muito experiente na resolução de crimes, à floresta. E aí conhece o seu novo parceiro, que é tudo o que ela não esperava. 

Massimo Marini está completamente longe da sua zona de conforto. É novato e, além disso, não conhece a zona. E Teresa não se mostra muito receptiva a tê-lo por perto, colocando a sua permanência ali completamente desconfortável. Marini sente-se à parte, mas não dá o braço a torcer e quer provar que será uma peça-chave para a resolução daquilo que se vai descobrir não se tratará de um caso isolado de assassinato. 

Flores sobre o Inferno foi de uma leitura intensa, interessante, mas também um pouco lenta, daí as minhas 3* no Goodreads. 3* que contam como se fossem 3,5* caso houvesse a possibilidade de avaliar mais especificamente o livro. 

Gostei imenso da história, do mistério em volta do primeiro assassinato. 
A fragilidade da inspectora chefe dá ainda mais força ao livro, mostrando que, apesar de estar muito doente, não demonstra a ninguém o que se passa, provando que ainda está apta para estar à frente de uma investigação. 
Estou curiosa para saber como se vai desenvolver a relação entre esta inusitada dupla, pelo que espero ansiosamente pelo segundo livro da série. 


  


 



Sem comentários: