segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Porto de Encontro com Valter Hugo Mãe

Uma edição especial na Casa da Música, a realizar-se na próxima quinta-feira, 10 de outubro, pelas 21:30

A XX edição do “Porto de Encontro — À Conversa Com Escritores” servirá para apresentar aos leitores do Porto o novo romance de Valter Hugo Mãe, A Desumanização, considerado já como a obra-prima do escritor.
A sessão está agendada para a próxima quinta-feira, 10 de outubro, pelas 21:30, e terá lugar na Sala Suggia da Casa da Música. A entrada é gratuita e os bilhetes já estão disponíveis na bilheteira da Casa da Música, sendo que o máximo de bilhetes que cada pessoa poderá levantar será de 4 (quatro). Todos os espetadores receberão de oferta um poster-poema “A Desumanização”.
Com moderação do jornalista Sérgio Almeida, esta edição do “Porto de Encontro” terá a participação musical de Ana Deus e Ricardo Serrano. A apresentação do livro de Valter Hugo Mãe estará a cargo por Paula Moura Pinheiro e as leituras serão feitas por Paula Miranda.

Valter Hugo Mãe nasceu em Saurimo, Angola, no ano de 1971. Licenciou-se em Direito e é pós-graduado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea. Publicou os romances: o nosso reino; o remorso de baltazar serapião, Prémio José Saramago em 2007; o apocalipse dos trabalhadores; a máquina de fazer espanhóis, Grande Prémio Portugal Telecom, categoria melhor livro do ano, e Prémio Portugal Telecom, categoria melhor romance do ano, em 2012; e O Filho de Mil Homens. A sua poesia encontra-se reunida no volume contabilidade. Escreveu diversos livros ilustrados para os mais novos, entre os quais: Quatro Tesouros; O Rosto e As mais belas coisas do mundo.
Valter Hugo Mãe é vocalista do grupo musical Governo (www.myspace.com/ogoverno), projeto que editou o EP Propaganda Sentimental, com cinco canções, através do selo Optimus Discos. Escreve as crónicas Autobiografia imaginária, no Jornal de Letras, e Casa de papel, na revista de domingo do jornal Público.
“Porto de Encontro” é uma iniciativa da Porto Editora com o apoio do “Jornal de Notícias”, Câmara Municipal do Porto, Rádio Nova, “Ler +, Ler Melhor” (RTPInformação), Porto Canal, Plano Nacional de Leitura, Bombonaria Bonitos (Foco), Barros Porto e Bertrand Livreiros.


1 comentário:

Alexandre disse...

Gostei da conferência de 2 de outubro de 2016, dia do lançamento de mais um livro de Valter Hugo Mãe, o cronista e poeta contemporâneo da literatura portuguesa que gosta de cães. Muitos lisboetas têm uma enorme inveja dele, por ele ter ganho 2 prémios, dos quais 1 deles foi o Prémio José Saramago. Às 22:05 da noite deu na RTP2 a "Página 2" com um entrevistador e Valter Hugo Mãe. Adorei!
Valter nasceu em Angola e com 2 anos e meio de idade foi viver em Paços de Ferreira, Portugal Continental. O livro que foi lançado agora chama-se «Homens imprudentemente poéticos».
A escrita inovadora e encantadora de Valter Hugo Mãe evita que o leitor feche as páginas do livro, incomodado com as cenas de extrema violência, e que, em contrapartida, decida implicar-se na leitura do romance.

o-homem-de-giz-billboard