quarta-feira, 22 de julho de 2009

Livros a preços económicos com a Visão

Amanhã a Revista Visão inicia uma colecção de seis livros, intitulada Livros Proibidos, todos eles considerados obras-primas indiscutíveis, referências da literatura, escritos por verdadeiros mestres na sua arte. Segundo a revista «são seis livros polémicos, revolucionários, disruptores, provocadores, subversivos, imorais e muitas coisas mais. Escritos em três séculos diferentes por gente que foi perseguida, criticada, odiada, censurada... e lida, década após década».

Dia 23 – Emmanuelle - Emmanuelle Arsan. Pseudónimo de Marayat Rollet Andriane, Emmanuelle Arsan nasceu em Banguecoque, em 1932, e escandalizou a França, no final dos anos 50 do século passado. O seu nome não faz soar campainhas, mas a sua heroína é praticamente conhecida em todo o mundo e é ela que fará a estreia desta colecção. É a Arsan que se deve a criação de Emmanuelle, personagem que o cinema atiraria para o estrelato, consagrando as aventuras de uma mulher que vive o amor de forma total e livre, entregando-se a uma sexualidade sem tabus ou preconceitos.

Dia 30 – Fanny Hill - John Cleland. Uma viagem até aos anos de ouro do séc. XVIII. Esta é a história de uma ambiciosa prostituta londrina, mestre em todas as formas de amar. Mas pior que contar as aventuras de tal figura, em 1749, foi o autor ter cometido o pecado de acabar a história com o casamento da sua heroína, que "viveu feliz para sempre", à semelhança de qualquer dama burguesa. O atrevimento trouxe a John Cleland um galardão que nunca mais perderá: o de ser o primeiro autor com um romance proibido nos Estados Unidos.

Dia 6 História de O – Pauline Reage. História de O é outro título de que muitos estarão lembrados. Editada em França, em 1954, esta obra escandalizou - e marcou - a sociedade ocidental da época. E de tal forma que é olhada como um dos factores que mais directamente contribuíram para o surgimento dos movimentos feministas de libertação, nos anos sessenta. História de O conta as aventuras de uma fotógrafa de moda parisiense que vive um quotidiano de escravidão sexual por opção própria, um pretexto para Pauline Reage falar da sexualidade feminina sem qualquer tabu.

Dia 13 – Justine de Marques de Sade. Mais uma vez para regressar ao passado longínquo, aos primeiros anos do séc. XIX, mas agora a uma escrita indiscutivelmente masculina, a de Sade. Justine, uma figura aparentemente virtuosa, é a protagonista de todas as histórias vividas e sonhadas pelo marquês - e reza a História que de virtuoso nada tinham. Um livro que o autor fez e refez ao longo da sua vida, e que lhe custou a prisão, por ordem de Napoleão Bonaparte.

Dia 20 – Delta de Venus de Annais Nin. Annais Nin morreu em 1977. O escândalo que os seus livros provocaram, assim que se tornaram conhecidos do grande público, mostra bem que o tempo passa, mas os costumes nem tanto. Os Diários Íntimos, onde conta as suas relações amorosas com algumas celebridades da vida literária e cultural de então, como aconteceu com Henry Miller, e com a mulher do escritor, June - história que deu origem ao filme Henry and June, que contou com a prestação da "nossa" Maria de Medeiros - consagraram-na, definitivamente, como escritora. Mas é em Delta de Vénus, o livro que lhe propomos, que encontramos os melhores retratos da vida "louca" e desprendida dos anos quarenta. Retratos escandalosamente picantes, com a suave assinatura de uma mulher extremamente sensual.

Dia 27 – Memória de cantora alemã - Wilhelmine Schroeder-Devrient. De novo no séc. XIX, mas desta vez com a grande referência da literatura erótica germânica. A autoria de Memórias de Uma Cantora Alemã foi um mistério durante vários anos, mas o segredo acabou por ser desvendado. Trata-se de uma autobiografia, de aventuras amorosas e eróticas, da cantora lírica Wilhelmine Schroeder-Devrient, contadas através de cartas dirigidas a um dos mais conceituados médicos de então, o único homem que, segundo a autora, nunca a tinha tentado seduzir.

Uma colecção a não perder, livro após livro, para ler nos dias quentes de Verão, e que pode adquirir com a VISÃO por 0,50 euros (o 1.º volume) e por 1,90 euros (os restantes).

5 comentários:

Claudia Oliveira disse...

Olá,

grande noticia, ja anotei na agenda. amanha sem falta. tks

se quiseres passa no meu blog sobre livros

bj

Maria Manuel Magalhães disse...

Não tens de agradecer. Também soube desta promoção apenas hoje. Amanhã já está marcado na agenda. É sempre bom ter estas oportunidades para que possamos comprar livros bem mais em conta :)

Tive conhecimento do teu blogue no fim-de-semana e já me coloquei, inclusive, como seguidora.

Continuação de boas leituras ;)
beijinhos

Célia disse...

Obrigado pela informação! Se não te importares, vou partilhá-la no fórum, com os devidos créditos :)

Maria Manuel Magalhães disse...

Canochinha: claro que não me importo. Não há problema nenhum ;)

Gomes disse...

Obrigado pela informação! Ter-me-ia passado completamente ao lado esta colecção. Que desperdício isso seria.

Cumprimentos
Gomes

o-homem-de-giz-billboard