sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Planeta: Grandes Novidades para a Rentrée

Romance Literário
A Mulher Louca, de Juan José Millás
Nas livrarias: Setembro
O reconhecido escritor espanhol, autor de livros como O Mundo ou O que sei dos Homenzinhos, regressa com um romance surpreendente. Uma história em que o leitor decidirá o que é verdadeiro e o que é falso. Uma investigação sobre os limites da realidade e da ficção numa obra que condensa a essência de Millás: humor inteligente, diálogos excepcionais e uma escrita provocatória.

O autor vem a Lisboa dia 1 de Outubro para o lançamento deste novo livro. 

O Céu Voltou (título não definitivo) de Clara Sánchez
Prémio Planeta 2013
Nas livrarias: Outubro
Vencedor do Prémio Planeta 2013, um dos mais altos galardões literários em Espanha, este romance leva-nos a crer que o azar está predestinado. Clara Sánchez conta a história de uma jovem modelo com uma mão-cheia de êxitos pela frente, até ao momento em que os avisos de uma desconhecida para perigos futuros mudam o rumo da sua vida.

ETHEL – Amanhã em Lisboa, de Cesário Borga
Nas livrarias: Outubro
É o segundo romance do jornalista Cesário Borga, que se estreou na ficção com assinalável êxito com O Agente da Catalunha. Uma história de amor e espionagem sobre um fresco histórico de Lisboa durante a Segunda Guerra Mundial. Ethel leva o leitor aos meandros do tráfico de volfrâmio na estação catalã de Canfranc e ao drama dos refugiados judeus que fogem à perseguição e à guerra. Lisboa palpita de vida como se estivéssemos a percorrê-la nos anos 40, as ligações subterrâneas e políticas entre Portugal, Espanha e Alemanha são-nos reveladas em histórias que nos surpreendem, e os amantes tentam lutar contra as poderosas marés da História, que querem arrancá-los à força de qualquer final feliz...

A Casa Azul, de Cláudia Clemente
Nas livrarias: Setembro
A estreia no romance de uma contista e dramaturga reconhecida e premiada, autora entre outros de O Caderno Negro e A Fábrica da Noite. Uma história de amor improvável que se desenrola na última metade do século XX que mergulha na alma humana e na nossa história recente, quer de Portugal, quer da Europa.

O Homem que era Salazar, de autor anónimo
Nas livrarias: Outubro
Uma ficção de autor anónimo que se constrói como uma «Parábola do Portugal contemporâneo para uso dos cidadãos desprevenidos», O Homem que Era Salazar parte de uma ideia simples: e se Salazar voltasse hoje, em 2014, a Portugal e à política «à portuguesa»? Um livro que vai dar muito que falar, com ilustrações de Nuno Saraiva.

Romance Histórico
Nove Mil Passos, de Pedro Almeida Vieira
Nas livrarias: Novembro
Assinalando os 10 anos do lançamento de Nove Mil Passos magnífico romance sobre a construção do Aqueduto das Águas Livres, a Planeta reedita aquele que foi o primeiro romance de um dos maiores romancistas históricos portugueses da actualidade, Pedro Almeida Vieira, com um esclarecedor prefácio de Miguel Real.

A Guerra dos Primos – A Princesa Branca, de Philippa Gregory
Nas livrarias: Novembro
O nome desta autora best-seller é sobejamente conhecido do público português e a Planeta vai reeditar toda a série A Guerra dos Primos, começando pela publicação deste 5.º volume da série. A história desenrola-se em plena Guerra das Rosas, agitada por tumultos e intrigas. Philippa Gregory dá vida a este drama de família através das suas mulheres, começando com a história de Isabel Woodville, a Princesa Branca. A autora explora o maior mistério até hoje por resolver, baseando-se numa investigação perfeita e recorrendo ao seu inimitável talento como contadora de histórias.

Ensaio
Como Sobreviver a Portugal Continuando a ser Português, de Gabriel Magalhães
Nas livrarias: Outubro
Do escritor e professor Gabriel Magalhães, romancista vencedor do Prémio de Revelação da APE e ensaísta, uma reflexão séria, poderosa e radicalmente não-alinhada a quaisquer «capelinhas» do pensamento e da sociedade lusa. Como Sobreviver a Portugal Continuando a Ser Português navega entre a Revolução e o Espírito de uma forma surpreendente, reflectindo sobre a pequena política do nosso quotidiano e os grandes desastres que dela se antecipam. Historiando essa qualidade do «ser português» e as margens entre as quais se move, propõe-nos uma via para sobrevivermos ao polvo tentacular que historicamente nos estrangula sem perdermos o lado bom de sermos portugueses. Provocatório, intenso, leve, divertido, profundo, promete deixar a perplexidade a trabalhar na cabeça do leitor.

Não Ficção
A Vida Secreta de Fidel Castro, de Juan Reinaldo Sánchez
Nas livrarias: Outubro
Juan Sánchez, o antigo guarda-costas do histórico líder cubano Fidel Castro relata neste livro hábitos de um homem dependente dos vícios do capitalismo, que o comunismo de Cuba nunca tolerou. O seu estilo de vida foi o de um capitalista, sem quaisquer limites. Um livro que apresenta um lado nunca conhecido de Fidel, os seus luxos, os seus devaneios, contados pelo homem que tinha a funções de provar todos os vinhos e alimentos que ofereciam ao ex-líder de Cuba, ou afugentar tubarões quando Fidel Castro decidia fazer pesca submarina.

João Paulo II - Estou muitas nas mãos de Deus, de Arcebispo Stanislaw Dziwisz
Nas livrarias: Outubro
Livro inédito com notas pessoais do papa João Paulo II que o seu ex-secretário  particular Stanislaw Dziwisz, actual arcebispo de Cracóvia, não queimou, contrariando a última vontade do Papa. Estas anotações, escritas em polaco, com passagens em latim, incluem palavras soltas, meditações mais desenvolvidas, muito ricas em referências bibliográficas e cuidadosamente classificadas e datadas pelo autor. Um livro fundamental sobre este papa que foi canonizado em Abril último, publicado em simultâneo por todas as editoras do grupo Planeta.

O Mundo nas Tuas Mãos, de Elsa Punset
Nas livrarias: Setembro
Depois do êxito do livro Uma Mochila para o Universo, a conhecida especialista em educação emocional, regressa com um livro que promete ajudar a melhorar a nossa forma de nos relacionarmos com os outros.

Guiness World Records 2015 – 60 Anos
Nas livrarias: Outubro
Uma edição comemorativa dos 60 anos do Guinness World Records 2015 com imagens das pessoas, animais e produtos mais surpreendentes do planeta, que incluem recordes como: a maior língua humana com 10,1cm, a mais pequena caravana com 2,39m, ou o cão mais rápido do mundo. Uma edição em capa dura que inclui páginas com realidade aumentada para que possa ver os recordes em 3D.

Fantástico
Magisterium, de Cassandra Clare & Holly Black
Nas livrarias: Outubro
O primeiro livro de uma série de cinco, escrito por duas autoras best-seller do romance fantástico: Holly Black, autora de Crónicas de Spiderwick e Cassandra Clare, reconhecida pelos livros da série Caçadores de Sombras e cujo 1.º livro Instrumentos Mortais- A Cidade dos Ossos, foi adaptado para filme e passou o ano passado nas salas de cinema portuguesas.

Cassandra Clare e Holly Black vêm a Lisboa, no mês de Novembro, para o lançamento deste novo livro.

A Cidade do Fogo Celestial, de Cassandra Clare
Nas livrarias: Novembro
Sexto livro da série Caçadores de Sombras- Instrumentos Mortais. Uma fantasia urbana povoada por vampiros, demónios, lobisomens, fadas, e que é um autêntico romance de acção explosiva.

Infanto-Juvenil
Destrói Este Diário, de Keri Smith
Nas livrarias: Outubro
Finalmente chega a Portugal o best-seller mais improvável e mais genial de sempre! Destina-se a todos aqueles que já quiseram manter um diário gráfico mas têm medo de começar, ou desistem logo ao início, ou não conseguem chegar ao fim do caderno...Este é um diário ilustrado que desafia o seu dono a ser o mais inventivo, destemido e subversivo possível todos os dias para, no final, ter conseguido produzir um objecto tão único, fascinante e intransmissível como uma impressão digital - um livro-objecto-de-arte em que o céu é o limite e um exercício de liberdade e criatividade que nenhuma pessoa criativa, de nenhuma idade, vai dispensar!

O Filho de Neptuno, de Rick Riordan
Nas livrarias: Novembro
Depois do fenómeno de vendas mundial que foi a saga Percy Jackson, chega agora, do mesmo autor, o segundo livro de uma nova série Os Heróis do Olimpo. O regresso ao universo mitológico de Percy Jackson, desta vez com novas personagens.


Novidade Chiado Editora: O Sentido das Palavras, de Isabelle Fochier

O sentido das palavras:
A primeira vez…o primeiro amor…o primeiro perdão.
O que poderia ser uma simples história entre adolescentes banais, rapidamente se revela muito mais intensa e também preocupante, pois quando Marie engravida e escolhe uma saída, que a seus olhos é a melhor para o momento, as suas vidas vão precipitar-se numa sucessão de problemas graves.
Que consequências surgem na vida de todos, quando se opta pelas soluções mais simples?​

Sobre a autora:
Um romance que nos encanta desde a primeira página. Tem personagens com personalidades marcantes e uma história que nos envolve até ao fim. Não é apenas mais um livro romântico com uma história cliché, muito pelo contrário, esta obra foge ao cliché e transporta-nos para um romance único com um desvendar fantástico que nos surpreende ao longo da leitura.

Isabelle Fochier é natural de Coimbra, de mãe francesa e pai português, Isabelle Fochier nasceu em 1966. Passou os três primeiros anos da sua infância em Portugal, e depois seguiu os pais até França para uma pequena cidade de L’Ile de France. Em 1973 regressa a Portugal onde fará os seus estudos. Casada desde 1985, passará novamente vários anos em França, onde nasce a filha. Dedicando o seu tempo entre o lar e a educação da filha, começa nessa altura a dar os primeiros passos na escrita. Entre duas culturas distintas, a francesa e a portuguesa, assume-se como uma romântica incorrigível, aliando o calor mediterrânico à frieza de um país nórdico.






quinta-feira, 31 de julho de 2014

Fome de Fogo - Erik Axl Sund [Opinião]

Título: Fome de Fogo
As Faces de Victoria Bergman - Livro II
Autor: Erik Axl Sund
Tradução: Agneta Öhrström B., Rita Chuva
Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 416
Editor: Bertrand Editora
PVP: 17,70€

Sinopse:

Os esforços de Jeanette Kihlberg para solucionar os casos dos meninos mortos são cerceados quando um homem de negócios é assassinado em Estocolmo, naquilo que parece ser uma morte ritualística. Alguns pormenores sugerem um ato de vingança. Mas vingança de quê?
Entretanto, Jeanette continua à procura da desaparecida Victoria Bergman e as suas investigações levam-na a um colégio interno de elite, bem como à Dinamarca e a acontecimentos do seu próprio passado. Por seu turno, a psicoterapeuta Sofia Zetterlund tenta encontrar-se a si própria. À semelhança do primeiro livro desta trilogia, somos confrontados com voltas e reviravoltas e um final absolutamente inesperado.

A minha opinião: 
"O passado que nunca morre, não é passado" - William Faulkner

Fome de Fogo é o segundo livro da trilogia As Faces de Victoria Bergman, que começou com o livro A Rapariga-Corvo. Se no primeiro livro acompanhámos a investigação do caso dos meninos mortos, no segundo esta investigação é posta de parte pela detective Jeanette, uma vez que o assassinato de um homem de negócios em Estocolmo vai passar para primeiro plano. No entanto, como o decorrer da investigação Jeanette vai descobrindo que este assassinato pode muito bem estar relacionado com o caso anterior. Pelo menos tem um ponto em comum: Victoria Bergman.

A Rapariga-Corvo foi dos melhores livros que li este ano pelo que estava cheia de expectativas relativamente a este segundo livro. As peças soltas deixadas no primeiro livro fizeram-me que quisesse que chegasse Julho depressa para pegar em Fome de Fogo.

Victoria Bergman continua a estar como protagonista da história. Apesar de sádica e macabra consegui gostar um pouco da personagem, talvez porque se compreende completamente o porquê dela ser assim. Confesso que houve partes da sua vida que me foram chocando ao longo do livro a ponto de eu própria querer que ela faça justiça, mesmo que para isso o faça com dor e sofrimentos atrozes para com as suas vítimas.

À semelhança do livro antecessor, a dupla erik axl sund dá continuidade à violência, aos capítulos curtos e reveladores da personagem principal, levantando um pouco o véu do que se irá passar no terceiro livro, no final deste Fome de Fogo. Mais uma vez coloca os leitores com desejos de ler o próximo o mais rapidamente possível. Infelizmente As Instruções de Pitonisa só chegará para Outubro.

Relativamente a Victoria, se nós, leitores, pensávamos que estava tudo esclarecido em relação a ela... enganamo-nos profundamente...

 Excelente!



Excerto: 
"Não se perdoa uma traição. Aprende-se a viver com ela." - pag. 115
"O objecto do amor é apenas uma imagem idealizada que não coincide com a realidade. Quem está apaixonado só ama a sensação de estar apaixonado." - pag. 362

A minha opinião de:

 A Rapariga-Corvo

A estante está mais cheia #18

Rapariga Silenciosa, o último livro de Tess Gerritsen, teve de vir para a minha estante. Sou fã da autora.

Apesar de As Horas terem sido um dos melhores livros que já li nunca tive oportunidade de ler mais sobre Michael Cunningham. Agora, por gentileza da Gradiva, vou estrear-me (quase) com o autor e espero gostar. O livro é A Rainha da Neve.

Da Planeta chegou Vestido para a Morte, mais um livro de Donna Leon que promete. E da Topseller chegou Em Segredo de Catherine McKenzie que será a minha próxima leitura.

Uma Casa na Escuridão de José Luís Peixoto foi comprado com uma promoção da Bertrand Online. Aproveitei um desconto de 40% e decontei algum dinheiro acumulado no cartão.
Invisível é o novo livro editado na Topseller de James Patterson. Este foi enviado pela editora. Mais um gentileza à qual agradeço.

Hoje chegou um encomenda que fiz na Fnac. Dois livrosde Kathy Reichs que estavam com 50% de desconto e o último livro da trilogia de Pedro Garcia Rosado. Com um vale de desconto que tinha no cartão estes três livros ficaram pelo valor total de 5,87€

Um Gosto na Imperfeição de Francisco José Viegas sai hoje com a Revista Sabado. Como gosto do autor não resisti à sua compra. A fotografia serve ainda para mostrar o meu novo anel, com formato de um livro ;)



terça-feira, 29 de julho de 2014

Novidade Marcador: As Cinco Coisas Que Não Podemos Mudar à venda a partir de 6 de Agosto

Título: As Cinco Coisas Que Não Podemos Mudar
Autor: Dr. David Richo
Editora: Marcador
Nº de Páginas: 256
PVP: 15,50 €

A FELICIDADE DEPENDE DA CORAGEM QUE TEMOS DENTRO DE NÓS

As cinco coisas que não pudemos mudar:
Tudo muda e acaba;
As coisas nem sempre acontecem como planeamos;
A vida não é sempre justa;
A dor faz parte da vida;
As pessoas não são amáveis e leais o tempo todo.

Existem algumas coisas sobre as quais não temos qualquer controlo. As nossas vidas são feitas de reviravoltas inesperadas, finais indesejados e desafios complicados.

Neste livro, o Dr. David Richo afirma que, na realidade, o nosso medo e a nossa luta contra o inevitável são a verdadeira fonte dos nossos problemas. Assim que aprendemos a aceitar e a compreender estes factos, apercebemo-nos de que eles são exatamente aquilo de que precisamos para ganhar coragem, compaixão e sabedoria e assim encontrar a verdadeira felicidade.

«Um livro lúcido, estimulante e revelador – um guia maravilhosamente útil para a aceitação da vida como ela é» MARTHA BECK, autora de Finding Your Own North Star

Sobre o autor:
DR. DAVID RICHO é psicoterapeuta, professor, escritor e promotor de workshops. O seu trabalho centra-se nos benefícios da consciência e da bondade para o crescimento pessoal e o bem-estar emocional. É autor de vários livros, tais como How to Be na Adult in Relationships e As Cinco Coisas que Não Podemos Mudar. Vive em Santa Barbara e São Francisco, Califórnia.


Livro à venda a partir de 6 de Agosto






Novidade Marcador: Os Apanhadores de Conchas à venda a partir de 6 de Agosto

Título: Os Apanhadores de Conchas
Autora: Rosamunde Pilcher
Editora: Marcador
Nº de Páginas: 432
PVP: 17,50€

Um livro de laços e ligações: de uma família, das suas paixões, das mágoas e desgostos por ela vividos durante três gerações.

Um enredo de pessoas reais - mães e filhas, maridos e amantes -, inspirado em valores e ideias tangíveis que tocam verdadeiramente todos os leitores.

UMA HISTÓRIA EXTRAORDINÁRIA

O fio condutor do romance é uma famosa pintura a óleo intitulada «Os Apanhadores de Conchas», criação do pai de Penelope, e que atinge um valor fabuloso no mercado. O destino deste quadro, que para Penelope simboliza a ligação da família e o elo entre várias gerações, pode tornar-se, afinal, o motivo fundamental para a sua definitiva separação.



A ÚNICA VERDADE GENUÍNA É AQUELA QUE SÓ O CORAÇÃO PODE DAR

Sobre a autora:
Rosamunde Pilcher nasceu em 1924 e escreve desde muito nova. Editou o seu primeiro livro, Half-way to the Moon, em 1949 usando o pseudónimo Jane Fraser. Só depois de ter publicado dez livros optou por assinar com o seu verdadeiro nome. A Secret to Tell, publicado em 1955, foi, assim, o primeiro dos vinte e três romances que escreveu já sob o nome de Rosamunde Pilcher.
Tem uma carreira longa e distinta como romancista e autora de contos. Foi com o enorme sucesso do livro Os Apanhadores de Conchas que alcançou o reconhecimento e fez da sua obra um marco no mundo literário. Os Apanhadores de Conchas foi também adaptado a uma série de televisão em Inglaterra.
Os seus «bestsellers» September e Coming Home foram adaptados ao cinema, assim como Winter Solstice, uma das suas obras mais recentes. Em 2002 a autora recebeu o prémio OBE - Most Excellent Order of the British Empire – por serviços prestados à literatura.

Livro à venda a partir de 6 de Agosto


segunda-feira, 28 de julho de 2014

Poupe 20€ nos dois primeiros da trilogia O Século de Ken Follett



Romance de Miguel Sousa Tavares traduzido e publicado em Itália

O mais recente romance de Miguel Sousa Tavares chegou este mês às livrarias italianas com a chancela da editora Neri Pozza. Com tradução da também escritora Romana Petri, Alba Sporca prepara-se agora para conquistar os leitores estrangeiros.

Para o jornal La Repubblica, o novo romance de Miguel Sousa Tavares é um livro que tem todos os requisitos para repetir o êxito do romance anterior. Apresentado aos leitores como um livro sobre o Portugal dos últimos 40 anos, rico em personagens e em reviravoltas, Madrugada Suja é o 4º livro do escritor publicado em Itália.

Sousa Tavares puxa os mil fios do intricado enredo com a perícia de um mestre de marionetas. E o leitor é apanhado logo na rede, preso pela curiosidade e por um sentido de progressivo encantamento, acrescenta o La Repubblica na crítica literária feita ao romance.

Em Portugal, Madrugada Suja foi o romance do ano em 2013 com mais de 90.000 exemplares vendido

Bestseller «A Bela Americana», de Jess Walter - Um dos melhores livros do ano chega esta quinta-feira às livrarias

A ASA irá publicar a edição portuguesa do bestseller Beautiful Ruins, o tão aclamado romance do escritor Jess Walter que está atualmente a ser adaptado ao cinema.

Considerado “a leitura perfeita de férias”, o livro, cujo título em português é A Bela Americana, chegará às livrarias a 31 de julho.

Traduzido em 28 países, A Bela Americana foi incluído na selecção de Melhores Livros do Ano de uma série de publicações e sites, como The Guardian, The Times, The Sunday Times, Entertainment Weekly, Publishers Weekly, Kirkus Reviews, Goodreads, Barnes and Noble, Amazon, entre muitos, muitos outros. O livro vendeu nos Estados Unidos um milhão de exemplares.

Jess Walter, vencedor, em 2005, do prémio Edgar Allan Poe, assina aqui o seu melhor romance até ao momento. A Bela Americana, que tem por cenário uma aldeia costeira no mar da Ligúria, é um romance invulgar, que nos dá a ler um diário perdido, de cortar o coração, e nos fala de um músico vergado ao álcool e desesperado por se reencontrar.

Sobre o livro:
Pasquale é um italiano sonhador. Tem 20 anos, vive numa aldeia costeira no mar da Ligúria, é dono do hotel local. Está na praia no dia em que uma inesperada hóspede chega de barco. É uma americana alta, frágil, de uma beleza aparentemente banal. Vai caminhando hesitante pelo cais, aproxima-se, até que se vira e o olha de frente. E o seu rosto, visto no ângulo certo, é o rosto perfeito. E o momento, aquele momento – perceberá Pasquale mais tarde –, vai durar uma vida inteira.
Desde a primeira página, percebemos que A Bela Americana é um romance invulgar. Porque nos dá a ler um diário perdido, de cortar o coração. Porque nos fala de um músico vergado ao álcool e desesperado por se reencontrar. Porque nos revela um Richard Burton torturado pelo amor de Elisabeth Taylor nas filmagens de Cleópatra. E porque todas essas personagens, tão imperfeitas, tão impossivelmente românticas, estão misteriosamente ligadas umas às outras.
E todas elas existem apenas porque, um dia, a bela americana desapareceu sem deixar rasto. E porque um italiano sonhador, passado meio século, cruzou o Atlântico na esperança de a reencontrar.

Sobre o autor:
Jess Walter escreveu oito livros, alguns dos quais chegaram ao primeiro lugar na lista dos mais vendidos do New York Times. Foi finalista do National Book Award em 2006 e, no mesmo ano, finalista do prémio PEN Literary nas categorias de ficção e não ficção; recebeu, em 2005, o prémio Edgar Allan Poe. O seu trabalho está traduzido em 30 línguas e os seus contos foram publicados em várias publicações, como Best American Short Stories, Harpers, e Esquire.
O autor vive com a mulher e os três filhos na mesma casa onde cresceu, no estado de Washington.