sexta-feira, 21 de março de 2014

a máquina de fazer espanhóis - Valter Hugo Mãe [Opinião]

Título: a máquina de fazer espanhóis
Autor: Valter Hugo Mãe
N.º de Páginas: 312
PVP: 17€

Sinopse:
Esta é a história de quem, no momento mais árido da vida, se surpreende com a manifestação ainda de uma alegria. Uma alegria complexa, até difícil de aceitar, mas que comprova a validade do ser humano até ao seu último segundo. "A Máquina de Fazer Espanhóis" é uma aventura irónica, trágica e divertida, pela madura idade, que será uma maturidade diferente, um estádio de conhecimento outro no qual o indivíduo se repensa para reincidir ou mudar. O que mudará na vida de antónio silva, com oitenta e quatro anos, no dia em que violentamente o seu mundo se transforma?

A minha opinião:
A máquina de fazer espanhóis marca a minha estreia na escrita de valter hugo mãe. Desrespeitando completamente os sinais de pontuação e as maiúsculas no início de cada frase e no nome das personagens em muito me fez lembrar Saramago, mas o que podia ser uma coisa contra em relação á leitura deste livro, tornou-o bastante agradável e especial. Resultou na perfeição.

O livro conta a história de alguns dos 93 utentes de um lar, o lar da feliz idade, protagonizados por António Silva, um velhote de 84 anos que ali é depositado quando a sua mulher, Laura, morre. O que inicialmente é tido como uma afronta da sua família, que no entender dele não o quer mais, o lar acaba por ser um espaço de convívio, de troca de impressões e de histórias do passado, onde o sr. silva trava amizades com as mais diversas personagens.

Cruzamo-nos assim com homens e mulheres que conheceram, ou não, Fernando Pessoa tendo servido de inspiração para o seu poema A Tabacaria, Eugénio de Andrade, Cubillas, mas também nos deparamos com o inspector Jaime Ramos e o inseparável Isaltino de Jesus, personagens dos policiais de Francisco José Viegas.

Mas é sobretudo no sr. silva, no sr. antónio silva já que o apelido silva é partilhado por muitos dos utentes, que nos vai desenrolando a maior parte das suas memórias, tempos do Estado Novo, de um grande amor pela sua laura, da ingratidão dos seus filhos, um que está na Grécia e que nunca o visita nem telefona e de uma Elisa que o traiu colocando-o naquele local.

Pelo lar feliz idade vão passando amigos, vão morrendo amigos, mas vai-se vivendo...

A máquina de fazer espanhóis, dedicado ao pai de valter hugo mãe que não teve oportunidade de viver a terceira idade, é uma mordaz crítica à sociedade. À sociedade passada, mas também à actual que deixa os velhos num novo lar e se esquece de os visitar, de conviver com eles, de aprender com eles.

Este foi o primeiro livro que li de valter hugo mãe, mas de certeza não será último. Muito bom. 


Excerto:
"com a morte, também o amor devia acabar. acto contínuo o nosso coração devia esvaziar-se de qualquer sentimento que até ali nutria pela pessoa que deixou de existir. pensamos, existe ainda, está dentro de nós, ilusão que criamos para que se torne todavia mais humilhante a perda e para que nos abata de uma vez por todas com piedade. e não é compreensível que assim aconteça. com a morte, tudo o que respeita a quem morreu, devia ser erradicado, para que aos vivos o fardo não se torne desumano. esse é o limite, a desumanidade de se perder quem não se pode perder. foi como se me dissessem, senhor silva, vamos levar-lhe os braços e as pernas, vamos levar-lhe os olhos e perderá a voz, talvez lhe deixemos os pulmões, mas teremos de levar o coração, e lamentamos muito mas não lhe será permitida qualquer felicidade de agora em diante."

quinta-feira, 20 de março de 2014

Depois de livros como Pânico, Medo e Colisão, chega às livrarias, no dia 25 de março, Queda, o novo thriller de Jeff Abbott, que marca a entrada deste autor bestseller na Porto Editora

Título: Queda
Autor:
Jeff Abbott
Tradução: José Vieira de Lima
Págs.: 488
PVP: 16,60 €

Depois de livros como Pânico, Medo e Colisão, chega às livrarias, no dia 25 de março, Queda, o novo thriller de Jeff Abbott, que marca a entrada deste autor bestseller na Porto Editora. «Sinuoso, repleto de reviravoltas, surpreendente» (USA Today), este é o terceiro livro do autor protagonizado por Sam Capra, agora um ex-agente da CIA que procura viver tranquilamente, mas que entrará numa corrida de cinco dias pela sua vida, num enredo pleno de ação e suspense ininterrupto.
Com já vinte anos de carreira e 13 thrillers publicados, Jeff Abbott tem sido presença assídua nas listas de nomeados para prémios de literatura policial e de suspense: esteve nomeado três vezes para o Mystery Writers of America's Edgar Allan Poe Award e duas vezes para o Anthony Award, atribuído pela World Mystery Conference.

Sinopse:
Sam tinha a vida resolvida. Abandonara o cargo de agente da CIA, após uma demorada negociação sobre os termos da rescisão, e finalmente podia dedicar-se a uma existência pacata com o filho… Até que uma mulher misteriosa, Diana Keene, entrou no seu bar e num repto surdo deitou por terra toda a sua ambição de normalidade: «Ajude-me.»
De repente, e sem aviso prévio, Sam vê-se obrigado a lutar pela sua própria sobrevivência contra os mandantes do assassinato de Diana – uma associação organizada numa rede global e com negócios obscuros, formada por pessoas influentes e poderosas, que faz uso da sua autoridade e riqueza para comandar os desígnios do mundo. Agora, a organização não mais descansará
até capturar o homem que ousou interferir com os seus planos, e fará tudo para conquistar mais um nível de poder que só Sam, com os seus conhecimentos, lhe pode garantir.
Ameaçado por tudo e por todos, resta apenas a Sam uma alternativa se quiser recuperar a sua paz de espírito: aniquilar o homem que se esconde por detrás da máquina de influências que controla o mundo.

Sobre o autor:
Escritor norte-americano, Jeff Abbott é licenciado em História e Inglês pela Universidade de Rice e trabalhou como diretor criativo numa agência de publicidade antes de se dedicar à escrita. Autor de treze livros de suspense e mistério, já esteve nomeado três vezes para o Mystery Writers of America's Edgar Allan Poe Award e duas vezes para o Anthony Award, atribuído pela World Mystery Conference. Atualmente vive em Austin com a mulher e os dois filhos.
Obras como Pânico, Medo, Colisão ou Adrenalina tornaram-no famoso em todo o mundo.

Imprensa:
Queda move-se com uma força descontrolada; é leitura impossível de largar. Book Reporter
O autor bestseller Jeff Abbott junta uma vida de entusiasmos e suspense em apenas cinco dias [de história] (…). Abbott ultrapassa-se quando combina redes complexas de intriga com surpresas psicológicas e ação em abundância. Publishers Weekly
A série Sam Capra melhora com cada novo título, e Queda afirma-se como um «livro obrigatório» para os fãs de thrillers e ação. Associated Press

Sempre o Diabo: uma nova voz da ficção norte-americana chega às livrarias a 11 de abril

Título: Sempre o Diabo
Autor: Donald Ray Pollock
Género: Romance
Tradução: Maria do Carmo Figueira
N.º de páginas: 328
Data de lançamento: 11 de abril
PVP: 17,70 €

«Isto é o grau máximo da crueza que a ficção americana pode atingir. É uma experiência inesquecível.» San Francisco Chronicle
«Tentem imaginar uma rixa de bêbados entre um Hemingway rústico e um Raymond Carver estimulado a anfetaminas.» Daily Telegraph

Localizado no sul rural do Ohio e da Virginia, Sempre o Diabo segue um elenco de magnéticas e bizarras personagens, desde o fim da Segunda Guerra Mundial até aos anos 60: Willard Russell – veterano atormentado pela carnificina no Pacífico Sul –, que não consegue salvar a sua bonita mulher, Charlotte, da morte agonizante de um cancro, apesar do sangue sacrificial que derrama sobre o tronco das orações. Carl e Sandy Henderson, a equipa de marido e mulher assassinos em série, rolando pelas autoestradas da América, em busca de modelos para fotografar e exterminar. Roy, o pregador tratador de aranhas, e o seu sócio, Theodore, deficiente e exímio guitarrista. No meio de tudo isto, Arvin Eugene Russell, o filho órfão de Charlotte, que cresce e se transforma num homem bom, mas também violento à sua maneira.
Ligando a perversão de um Oliver Stone (em Assassinos Natos) aos cambiantes religiosos e góticos de Flannery O’Connor, Donald Ray Pollock tece os fios da intriga de forma tensa e arrebatadora, revelando a enorme mestria de um novo narrador americano.

Sobre o autor:
Donald Ray Pollock teve a sua estreia literária em 2008, com a publicação de Knockemstiff, um conjunto de histórias que lhe valeu o aplauso da crítica. Em 2009, recebeu a bolsa PEN/Robert W. Bingham. Trabalhou como operário de uma fábrica de papel no Ohio, entre 1973 e 2005. Posteriormente, fez uma licenciatura na Universidade Estatal do Ohio. Sempre o Diabo é o seu primeiro romance e o seu primeiro livro a ser publicado pela Quetzal.


"Vivi com um Santo" do cardeal Stanislao Dziwisk, secretário pessoa de João Paulo II

Para assinalar a canonização de João Paulo II no dia 27 de abril a Esfera dos Livros publica um livro escrito pelo cardeal Stanislao Dziwisz, que foi secretário pessoal de João Paulo II durante 40 anos.

Vivi com um Santo percorre a vida extraordinária de um gigante do nosso tempo à procura dos traços da sua santidade, que vai ser proclamada solenemente, no dia 27 de abril.

8 anos depois da sua morte será possível compreender melhor o Papa que mudou a História da Igreja e do Mundo, mas também ver Karol Wojtyla numa dimensão mais humana, mais íntima, mais pessoal.

Este é um livro que mostra o mistério da santidade de Karol Wojtyla através do testemunho do homem que esteve tanto tempo tão próximo dele, ao alcance dos seus olhos.  

«Vivi junto de um santo. Ou pelo menos, durante quase quarenta anos, todos os dias vi de perto a santidade como sempre pensei que ela devia ser.»

Oito anos depois da morte de João Paulo II, o cardeal Stanislao Dziwisz, seu secretário pessoal, percorre a vida extraordinária de um gigante do nosso tempo à procura dos traços distintivos dessa santidade que vai ser proclamada solenemente. Agora, depois do tempo já ter feito decantar paixões, juízos e preconceitos, será possível compreender melhor o Papa que mudou a História da Igreja e do Mundo, mas também ver Karol Wojtyla numa dimensão mais humana, mais íntima, mais pessoal. A acompanhar-nos nesta viagem vai estar o homem que esteve tanto tempo tão próximo dele. Ao alcance dos olhos. Mas também próximo dele com o coração. «Continuei a ver a sua santidade naquela multidão incrível de pessoas que foi dizer-lhe o último adeus e que começou a visitar o seu túmulo. Era o seu povo.»

O mistério da santidade de Karol Wojtyla através do testemunho do homem que viveu mais perto dele.

Sobre o autor:  
Stanislao Dziwisz (1939), ordenado sacerdote por Karol Wojtyla em 1963, foi seu secretário pessoal durante quase quarenta anos. Atualmente é cardeal arcebispo de Cracóvia. Escreveu com Gian Franco Svidercoschi Uma vida com Karol (A Esfera dos Livros).

Gian Franco Svidercoschi, jornalista, acompanha já há meio século os factos do mundo religioso. Foi subdiretor do Osservatore Romano.


Assírio & Alvim recupera o Anuário de Poesia de autores não publicados, que terá edição anual

Na véspera do Dia Mundial da Poesia, a Assírio & Alvim anuncia o regresso do Anuário de Poesia de autores não publicados, que passará a ser publicado anualmente, a 21 de março. Com esta iniciativa pretende-se criar um espaço nobre para a divulgação de novos autores que, embora ainda não tenham publicado o seu primeiro livro, demonstrem já talento, originalidade e consciência poética.
Este Anuário de Poesia de autores não publicados teve uma curta existência entre 1984 e 1987, mas, ainda assim, deu a conhecer a um público mais vasto, pela primeira vez, muitos novos autores. Alguns consagraram-se e têm vindo a publicar regularmente, como Adília Lopes, José Alberto Oliveira, Manuel Afonso Costa, Manuela Parreira da Silva ou Maria do Rosário Pedreira. Outros trilharam caminhos diversos e não é sem surpresa que, vinte anos mais tarde, lemos os seus nomes nos índices de autores: Francisco Bélard, Jorge Colombo, José Eduardo Agualusa, Luís Miguel Queirós, Maria Teresa Dias Furtado, Marina Tavares Dias, entre tantos outros.
O regulamento e a composição do júri responsável pela escolha dos poemas que integrarão o Anuário de Poesia de autores não publicados 2015 serão anunciados brevemente. Ainda assim, e a partir de hoje, todos os que queiram participar poderão enviar até dez poemas originais para o endereço anuario@assirio.pt, em conjunto com uma breve apresentação sua e respetivos contactos.
Para mote deste Anuário recupera-se, também, aquilo que o júri da primeira edição, composto por Fernando Luís, José Agostinho Baptista e José Bento, escreveu em 1984, no final da sua «Nota do Júri»: «Gostaríamos que os poetas escolhidos para esta coletânea sentissem uma íntima satisfação, não triunfalista, por se lerem aqui; e alguns dos que recusamos, acaso nem sempre com acerto, vejam na nossa recusa um esforço na defesa da sua qualidade futura, para que as dificuldades encontradas sejam para eles um desafio, saibam persistir e os encontremos um dia nas páginas dum bom livro, ainda que então não nos seja possível lembrar seu nome».




Aniversário Clube do Livro SIC

O Clube do Livro SIC, uma parceria entre a SIC e a Guerra e Paz Editores, comemora hoje o terceiro aniversário. Desde 2011, com o lançamento de «Só Vivemos Duas Vezes», de Ana Martins Silva, testemunho sobre um caso específico de cancro, o linfoma de Hodgkin, o Clube do Livro SIC tem procurado cumprir o objectivo de fazer de cada livro uma lição de vida.

Com 32 títulos já publicados e com mais de 330 mil exemplares vendidos, a colecção converteu-se numa referência do mercado, tendo em livros de figuras da própria SIC os seus principais bestsellers, em particular «Acreditar, Rezar, Amar», de Maria Helena, apresentadora de “A Vida nas Cartas –O Dilema” e «Alta Definição, O Que Dizem os Teus Olhos» e «Alta Definição, A Verdade do Olhar», ambos de Daniel Oliveira.

Também no romance, o Clube do Livro SIC projectou novos autores, colocando nos tops nacionais os romances «Todas as Palavras de Amor», de Ana Casaca, e «O Inferno no Vaticano», de Flávio Capuleto.


Para Luís Marques, administrador da SIC, a colecção é também “uma forma de prolongarmos os motivos de emoção, de divertimento e de aprendizagem que a antena da SIC já proporciona. É importante que os leitores, tal como os telespectadores, se divirtam e tenham ao seu alcance outras formas de conhecimento.”

Para Manuel Fonseca, administrador da Guerra e Paz, este acordo “é um exemplo de uma interacção feliz entre dois suportes tão distintos como a televisão e o livro. O segredo da colecção está na sua diversidade, com abertura tanto a conteúdos televisivos, como a conteúdos mais tradicionais do mundo do livro.”

O terceiro aniversário será marcado com o lançamento de um romance, «A Volta ao Medo em 80 Dias», obra que marca a estreia de um romancista consagrado, José Jorge Letria, no Clube do Livro SIC.


Apresentação da antologia de poesia "Os Cinco Enterros de Pessoa", de Juan Manuel Roca


quarta-feira, 19 de março de 2014

Teolinda Gersão de encontro marcado com o Porto

No próximo domingo, o “Porto de Encontro” tem como convidada Teolinda Gersão, numa altura em que chega às livrarias o seu novo romance, Passagens.
A Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, acolhe a XXV edição do “Porto de Encontro”, que se realiza no próximo dia 23 de março, às 17:00. A convidada de Sérgio Almeida, jornalista que modera este ciclo de conversas com escritores, é Teolinda Gersão.
Passagens, o seu mais recente romance – chega às livrarias a 21 de março – será um dos temas da conversa que revisitará a obra de Teolinda Gersão, que inclui 14 livros de ficção e inúmeras distinções: por duas vezes o Prémio de Ficção do PEN Clube (O silêncio, 1981, e O cavalo de sol, 1989), o Grande Prémio de Romance e Novela da APE (A casa da cabeça de cavalo, 1995), o Prémio Fernando Namora (Os teclados, 1999), o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco (Histórias de ver e andar, 2002), o Prémio Máxima de Literatura (A mulher que prendeu a chuva e outras histórias, 2008), o Prémio da Fundação Inês de Castro (2008), o Prémio Ciranda e o Prémio da Fundação António Quadros (A Cidade de Ulisses, 2011). Nesta edição, destaque ainda para a participação especial de Nuno Carinhas e
de José Carlos Tinoco.

Nos 100 anos da Grande Guerra, conheça João Ninguém

Título: João Ninguém, Soldado da Grande Guerra
Autor: Capitão Menezes Ferreira
Notas e enquadramento histórico de David Castaño
Género: História
N.º de páginas: 112
Data de lançamento: 4 de abril
PVP: 14,40 €

“Este livro de Menezes Ferreira é um impressivo retrato da participação portuguesa na Primeira Guerra que permite abrir várias portas e colocar questões sobre um conjunto de acontecimentos que moldaram o século XX e condicionaram a história política do país, constituindo um excelente ponto de partida para todos aqueles que pretendem conhecer este momento marcante da história contemporânea universal e as suas implicações em Portugal.”

Menezes Ferreira nasceu em Lisboa em 1889. Foi um militar com um conhecimento efetivo e prático do envolvimento de Portugal na Grande Guerra: não só integrou a primeira força expedicionária enviada para Angola e participou na batalha de Naulila, como acompanhou desde a primeira hora a constituição do Corpo Expedicionário Português e a sua progressiva integração na frente, participando na reorganização das forças portuguesas que se verificou após La Lys. Além disso, aderiu à República, tendo sido ajudante de Brito Camacho, líder do Partido Unionista, e envolveu-se numa conspiração militar contra o regime instituído a 28 de Maio.




Sobre o autor:
David Castaño, doutor em História Moderna e Contemporânea, mestre em História das Relações Internacionais e licenciado em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE, é atualmente bolseiro de pós-doutoramento da FCT no IPRI/UNL, onde desenvolve um projeto de investigação centrado no processo de consolidação da democracia portuguesa. Tem-se dedicado ao estudo da história contemporânea de Portugal e da história das relações internacionais. Foi investigador no Centro de Estudos de História Contemporânea do ISCTE-IUL e colaborou em diversos projetos de investigação, tendo publicado estudos em revistas científicas e em capítulos de livros. Foi um dos coordenadores da obra Portugal e o Atlântico, 60 anos dos Acordos dos Açores, e é autor do livro Paternalismo e Cumplicidade: as relações luso-britânicas 1943-1949, que foi galardoado em 2005 com o Prémio Teixeira de Sampayo. Mário Soares e a Revolução é a sua obra mais recente. Em coautoria com o general Garcia dos Santos, publicou pela Bertrand em 2013 o livro Apontamentos Políticos. Eanes e os Partidos.


A Rapariga-Corvo - Erik Axl Sund [Opinião]

Título: A Rapariga-Corvo , As Faces de Victoria Bergman Vol 1
Autor: Erik Axl Sund
N.º de Páginas: 368
PVP: 17.70€

Sinopse: 
A psicoterapeuta Sofia Zetterlund está a tratar dois pacientes fascinantes: Samuel Bai, um menino-soldado da Serra Leoa, e Victoria Bergman, uma mulher que tenta lidar com uma mágoa profunda da infância. Ambos sofrem de transtorno dissociativo de personalidade.
A agente Jeanette Kihlberg, por seu lado, investiga uma série de macabros homicídios de meninos em Estocolmo. O caso está a abalar a investigadora, mas não tem tido grande destaque devido à dificuldade em identificar os meninos, aparentemente de origem estrangeira.
Tanto Jeanette como Sofia são confrontadas com a mesma pergunta: quanto sofrimento pode um ser humano suportar antes de se tornar ele próprio um monstro?
À medida que as duas mulheres se vão aproximando cada vez mais uma da outra, intensificam-se os segredos, as ameaças e os horrores à sua volta.

A minha opinião: 
Uma série de macabros homicídios de jovens em Estocolmo vai juntar Jeanette Kihlberg, a agente encarregue de investigar o caso, e Sofia Zetterlund, uma psicoterapeuta, que tem como principais pacientes um menino-soldado da Serra Leoa, e uma mulher misteriosa de seu nome Victoria Bergman.

A Rapariga-Corvo é o primeiro livro de uma trilogia (As Faces de Victoria Bergman) criada pela dupla Erik Axl Sund, prima por capítulos curtos, compostos por uma narrativa forte e, por vezes, enigmática, que se torna difícil para o leitor largar o livro. Dei-me por mim, diversas vezes, a precisar de ir fazer outras coisas, mas sempre a adiar para saber o que viria no capítulo seguinte.

O estado dos cadáveres, a violência perpetrada às vítimas e de tal forma forte e bem descrito, sem quaisquer rodeios, que faz deste trhiller um dos melhores que li nos últimos tempos.

No decorrer das investigações Jeanette depara-se com a violência dos ataques que os miúdos sofreram, antes de terem sido mortos. Os seus corpos apresentam vestígios de anestésicos, muito comuns a serem administrados por dentistas, o que a leva a seguir uma pista que a levará a um pedófilo referenciado anteriormente. Lutas de seres humanos, como de cães se tratasse, também são colocadas como hipótese. Mas a investigação parece não levar a lado nenhum, até que pede a ajuda de Sofia Zetterlund, uma terapeuta habituada a lidar com pessoas mais fragilizadas, vítimas de adultos, como o caso de um menino feito soldado na guerra da Serra Leoa, ou então Victoria, agora uma mulher, mas que em criança sofreu abusos por parte do pai.

Este caso vai juntá-las na busca do assassino, mas noutras coisas mais. O casamento de Jeanette com um artista fracassado está na corda bamba, o relacionamento de Sofia com Mikael também já viu melhores dias, o que as leva a tornarem-se mais próximas...

A Rapariga-Corvo é um thriller psicológico que nos leva a desconfiar de tudo e todos, a analisar cada personagem ao pormenor, a conviver com as múltiplas personalidades de ambos os pacientes de Sofia, e no fim ficarmos espantados com o desvendar do mistério, e a desejar que chegue Julho (data da publicação do segundo volume) para acompanharmos uma história que ficou completamente em aberto.



terça-feira, 18 de março de 2014

Elizabeth Adler e Sandra Brown - Novidades Quinta Essência

Título: Reencontro em Barcelona
Autor: Elizabeth Adler
Preço: € 15.9
Nas livrarias a 11 de Março
100.000 livros vendidos em Portugal

A dupla de detetives Sunny Alvarez e Mac Reilly está de volta com mais intriga, escândalo e suspense neste maravilhoso romance que a levará das colinas de Hollywood até às ruas de Barcelona.
Bibi Fortunata, cantora, atriz e celebridade é uma estrela do mundo do espetáculo. No auge da sua carreira é detida por suspeitas de ter assassinado o amante e a mais recente amante deste, que era também a sua melhor amiga.
Bibi tornou-se notícia de primeira página, pelos piores motivos, mas a polícia nunca conseguiu provar nada e Bibi foi libertada, ainda com o pálio da suspeita a pender sobre a sua cabeça, partindo para Barcelona, onde pura e simplesmente desapareceu.
Quando Paloma, a filha de Bibi, pede ajuda a Mac e Sunny, eles não conseguem resistir à tentação de resolver aquele mistério de uma vez por todas. Quem matou o amante de Bibi e a amante deste? Quem quereria incriminar Bibi?
Com as descrições exuberantes, reviravoltas no enredo e personagens cativantes que são a imagem de marca de Elisabeth Adler, vai ser impossível parar de ler Reencontro em Barcelona.

«Divertido... sexy... um livro que se lê de uma assentada.» Publishers Weekly
«Um dos melhores livros que li nos últimos anos. » Romance Reviews Today
«Tão divertido como um avião particular abastecido de champanhe, o romance sexy e cintilante de Adler é uma excelente adição à série com Mac Reilly.» Booklist

Título: Portas da Meia-Noite
Preço: € 14.9
Nas livrarias a 11 de Março


Uma encruzilhada entre morte e desejo

Numa encruzilhada entre a morte e o desejo, uma mulher saboreará um prazer a que nenhum mortal será capaz de sobreviver.
No árido e gélido deserto do Alasca, a ex-agente da polícia Jenna Darrow consegue sobreviver a um acontecimento inexplicável que a fere no corpo e na alma. Contudo, a sua fuga traz-lhe um desafio ainda maior. No seu interior estão a ocorrer mudanças estranhas, e ela luta consigo própria para tentar compreender e controlar uma nova fome. Para isso, refugia-se em Boston no recinto da Ordem, uma antiga raça de guerreiros vampiros cuja própria existência está rodeada de mistério. Possivelmente, o mais misterioso de todos é Brock, um macho alfa melancólico de olhos negros e aspeto ameaçador cujas mãos têm o poder de consolar, curar... e seduzir.
Enquanto recupera com os cuidados de Brock, Jenna sente-se atraída pela missão da Ordem: fazer com que um inimigo cruel e o seu respetivo exército de assassinos pare de submeter a humanidade a um reino de terror. Apesar da determinação de ambos em lutar contra os próprios sentimentos e deixar-se levar apenas por uma atração física, Jenna e Brock ver-se-ão envolvidos num desejo muito mais selvagem do que a vida e mais forte do que a morte... Até que um segredo do passado de Brock e a mortalidade de Jenna submeterão o amor proibido que ambos sentem um pelo outro a uma última prova de fogo.

A Raça vive entre a humanidade há milhares de anos, mantendo uma paz provisória baseada no sigilo, no poder e na justiça feita pelos formidáveis guerreiros da Ordem.
Mas agora está prestes a começar uma guerra de sangue dentro da Raça. Os vampiros estão a tornar-se Renegados em cada vez maior número, alimentando-se indiscriminadamente, matando humanos nas ruas. Cabe à Ordem parar a propagação da ameaça de dominação dos Renegados - e, ao fazê-lo, cada um dos guerreiros será forçado a enfrentar os seus demónios, os seus segredos mais obscuros, os seus medos mais profundos. Alguns conhecerão o triunfo, outros a perda, mas cada guerreiro pode contar com uma coisa: o amor, quando o encontra, vem muitas vezes no pior momento possível, com a mulher menos provável… e fará ajoelhar cada um desses poderosos machos.

«Fazer com uma longa série evolua de forma intrigante não é tarefa fácil. Porém, Lara Adrian parece fazê-lo com aparente facilidade. Será interessante ver o que vem a seguir!» Romantic Times BookReviews

«Uma excelente adição para a série Raça da Meia-Noite.» Fresh Fiction

«Os leitores que adoram esta série irão adorar a nova adição ao enredo. Os que leem Lara Adrian pela primeira vez irão gostar da história por todas as suas complexidades e subtilezas, bem como pelo seu maravilhoso romance e suspense.» Eye on Romance

Título: Tornado
Preço: € 16.6
80 milhões de exemplares vendidos

Ela procura o assassino da irmã… e talvez seja a próxima vítima

Bellamy Lyston tinha apenas doze anos quando a irmã mais velha, Susan, foi morta num dia de feriado tempestuoso em finais de Maio. O medo que Bellamy tem de tempestades é uma herança do furacão que destruíra todas as provas que pudessem existir no local do crime, juntamente com aquilo de que se recordava do que acontecera realmente durante os momentos mais devastadores desse dia.
Atualmente, dezoito anos mais tarde, Bellamy escreveu um livro de grande sucesso que se baseia no assassínio de Susan. Uma vez que o livro se tinha inspirado no trágico acontecimento que continua a amargurar a sua família, ela decidiu publicá-lo sob um pseudónimo, a fim de os proteger de uma publicidade indesejada. Mas quando um repórter oportunista descobre que o livro é baseado em factos verídicos, a identidade de Bellamy é revelada a par do escândalo da família.
Além disso, Bellamy torna-se alvo de alguém sem escrúpulos que, ou por querer que a verdade subjacente ao assassinato de Susan continue por desvendar ou, ainda mais ameaçador, por estar determinado a vingar-se por um homem acusado e condenado injustamente.
Para poder identificar quem anda a assediá-la, Bellamy vê-se confrontada com os fantasmas do seu passado, entre os quais se inclui Dent Carter, o namorado instável e irresponsável de Susan – um dos primeiros suspeitos de ter cometido o crime. Dent, com esta e outras máculas no seu passado, está firmemente decidido a limpar o seu nome, para o que precisa da memória bloqueada de Bellamy. Contudo, as suas recordações, até então bloqueadas – depois de desbloqueadas – constituem novos perigos imprevisíveis.
Enquanto Bellamy aprofunda cada vez mais o mistério que envolve o assassínio de Susan, põe a descoberto elementos perturbadores do crime que colocam em questão o caráter daqueles que lhe são mais queridos. Embora atormentada por recordações parciais e com os sentimentos que nutre por Dent em conflito, está determinada a não parar até descobrir quem assassinou Susan. Isto é, a menos que o assassino ataque primeiro...

«Um clássico Sandra Brown, uma história com muita tensão romântica e perigo arrepiante!» Romantic Times

«Brown combina habilmente uma forte caracterização com enredos que mantêm o leitor sempre na expetativa… Um bom thriller à moda antiga.» Kirkus

Sandra Brown desenvolve meticulosamente um elenco estelar, envolvendo-as num thriller tenso e brutal, com inúmeras reviravoltas que conduzem a revelações impressionantes e a uma conclusão de roer as unhas.... Pergunto-me agora porque esperei tanto tempo para desfrutar do trabalho desta talentosa escritora. Recomendo vivamente Tornado. A sua história multifacetada, complexa e cheia de suspense é enriquecida com boas descrições vívidas e um diálogo inteligente. Se gosta de suspense romântico, Tornado é um livro que vai querer ler de uma assentada.» USA Today








Portugal, a Flor e a Foice, de J. Rentes de Carvalho, chega esta sexta-feira às livrarias

Título: Portugal, a Flor e a Foice
Autor: J. Rentes de Carvalho
Género: Ensaio
N.º de páginas: 240
Data de lançamento: 21 de março
PVP: 15,50 €

Um olhar heterodoxo sobre os dias da Revolução. Trinta e nove anos depois da primeira edição na Holanda, o livro, que será também reeditado naquele país, chega finalmente aos leitores portugueses.
Lançamento no dia 22, sábado, às 17h, na Fnac Chiado, com apresentação de Henrique Monteiro.
No ano em que se comemora o 40.º aniversário da Revolução dos Cravos, a publicação de Portugal, a Flor e a Foice, até aqui inédito em Portugal, promete dar que falar.
Escrito em 1975, em cima dos acontecimentos que então convulsionavam Portugal (e que eram acompanhados com entusiasmo e apreensão pela Europa e o resto do Mundo), Portugal, a Flor e a Foice é a observação pessoal que um português culto e estrangeirado faz do seu país em mudança.
Nesta apreciação aguda e de tom sempre crítico, todos os mitos da História Portuguesa são, senão destruídos, pelo menos questionados: o Sebastianismo, os Descobrimentos, Fátima; denunciadas instituições como a Monarquia e a Igreja; e impiedosamente escalpelizado não apenas o antigo regime mas também, e sobretudo, o 25 de Abril.
Com acesso a círculos restritos nos anos que antecederam e sucederam a Abril de 1974, e a documentos ainda hoje classificados, J. Rentes de Carvalho faz uma História alternativa da Revolução e das suas figuras de proa, em que novos factos e relações de poder se conjugam num relato sui generis, revelador e, no mínimo, desconcertante.

Sobre o autor:
J. Rentes de Carvalho nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia, onde viveu até 1945. Obrigado a abandonar o país por motivos políticos, viveu no Rio de Janeiro, em São Paulo, Nova Iorque e Paris. Em 1956 passou a viver em Amesterdão, na Holanda, como assessor do adido comercial da Embaixada do Brasil. Licenciou-se (com uma tese sobre Raul Brandão) na Universidade de Amesterdão, onde foi docente de Literatura Portuguesa entre 1964 e 1988. Em 2012 foi galardoado com o Grande Prémio de Literatura Biográfica APE/Câmara Municipal de Castelo Branco 2010-2011 com o livro Tempo Contado. Em 2013 foi-lhe atribuído o Grande Prémio de Crónica APE/Câmara Municipal de Sintra, pelo livro Mazagran. Os seus livros Com os Holandeses, Ernestina, A Amante Holandesa, Tempo Contado, La Coca, Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, O Rebate, Mazagran, Mentiras & Diamantes e agora Portugal, a Flor e a Foice estão atualmente disponíveis na Quetzal, que continuará a publicar o conjunto das suas obras.




BOOKSMILE: A miúda que explode invenções e o rapaz que gosta de saltar para caixotes do lixo!

Estimular a imaginação das crianças é um fator essencial para um crescimento saudável. E, os livros assumem um papel primordial, sobretudo quando falamos de raparigas e rapazes que estão a iniciar a leitura autónoma (7+) e que já gostam de escolher as histórias que os vão divertir durante horas.

«Existe algo mais importante que a lógica: a Imaginação. Se a idéia é boa, jogue a lógica pela janela.» - Alfred Hitchcock

Lisa Bum e Martin Nauta vão cumprir, como personagens, este papel na perfeição. Só é preciso ter cuidado para que Lisa não faça o livro ir pelo ares e o Martim Nauta não decida saltar das páginas e desaparecer no espaço. Situações que pela lógica não aconteceriam, mas «se a ideia é boa, jogue a lógica pela janela.»

O Diário de Lisa Blum: Uma Aventura Explosiva é o primeiro volume de uma nova coleção, e já está à venda em todo o país (Booksmile I 128 pp I 6,59€).

Sinopse:
A Lisa Bum está a divertir-se à grande! Na companhia do seu melhor amigo, o cão Einstein, ela vai tentar capturar um perigosíssimo espião e, ao mesmo tempo, dar uma lição à sua colega má. Tudo isto, num dia só, é normal para a Lisa Bum, aprendiz de inventora e aspirante a agente secreta.








Sobre a autora:
A autora Emily Gale nasceu em Londres e trabalhou durante muitos anos como editora de livros infantis antes de aventurar na escrita. Autora de mais de 20 títulos infantis e para jovens adultos, Emely Gale vive hoje em Melbourne, na Austrália, com os seus dois filhos e dois cães.

 Martim Nauta: A Louca Corrida Espacial é igualmente o primeiro volume de uma nova coleção, já à venda, perfeita para rapazes e raparigas a partir dos 7 anos (Booksmile I 128 pp I 6,59€).

Sinopse:
O Martim tem um novo colega de escola: é o Assis, um miúdo um bocado estranho que durante os recreios se esconde num caixote do lixo.

Curioso, o Martim decide espreitar lá para dentro mas não encontra cascas de banana nem restos de pizza. Em vez disso, descobre botões e luzes a piscar! Está prestes a começar uma louca corrida espacial! Com muito humor e ação, desenhos e desastres, este livro vai prender a tua atenção até ao fim.

O autor já dispensa apresentações, uma vez que Tim Collins já é bem conhecido dos jovens leitores, fruto do sucesso em Portugal das coleções O Diário de um Vampiro Banana e Bananus Maximus.








Apresentação do livro O Segredo para Alcançar o Sucesso na Escola



A 28 de março, Debbie Macomber estreia-se no catálogo da Porto Editora com Laços de Vida, o seu romance mais recente

Título: Laços de Vida
Autor:
Debbie Macomber
Tradução: Clara Caldeira
Págs.: 360
PVP: 16, 60 €

A 28 de março, Debbie Macomber estreia-se no catálogo da Porto Editora com Laços de Vida, o seu romance mais recente. Neste novo livro, a autora dá-nos a conhecer uma delicada história de amor e amizade e personagens por quem se torce do início ao fim, ingredientes que já conquistaram milhares de leitores em todo o mundo e que fizeram de Debbie Macomber uma escritora de sucesso, com mais de cem títulos publicados. Recentemente, a associação Romance Writers of America premiou-a com o Nora Roberts Lifetime Achievement Award, galardão que se veio juntar a outros tantos prémios de que a sua obra tem sido merecedora.

Sinopse:
Durante anos, o objetivo de vida de Libby Morgan foi tornar-se sócio- -gerente da conhecida e competitiva firma de advogados onde trabalha. Para tal sacrificou tudo – amizades, casamento e o sonho de criar uma família. Quando finalmente é chamada à administração, Libby mal contém a sua felicidade, mas não está preparada para a notícia que irá receber: face às dificuldades económicas, Libby é despedida.
Sem perspetivas de trabalho, Libby aproveita para cuidar das amizades que descurou. Assim, enquanto retoma velhos hábitos, passa a frequentar uma loja de malhas local onde nutrirá amizades que lhe mudarão a vida. É ali que conhecerá a doce e sensível Lydia, a proprietária da loja e a sua espirituosa filha adolescente, Casey; bem como a melhor amiga desta, Ava, uma jovem muito tímida e ingénua, que carrega um segredo que não ousa contar a ninguém. Não tardará que Libby considere aquela loja a sua segunda casa e aquelas mulheres inspiradoras a sua nova família.
Consegue mesmo encontrar o amor na figura de um médico enigmático conhecido por doutor Coração de Pedra.
Mas quando tudo finalmente se parece recompor, Libby é confrontada com uma fantástica oferta de trabalho que, caso aceite, poderá ameaçar a felicidade pessoal conquistada há tão pouco tempo. Que opção escolher quando os dois mundos são tão incompatíveis?

Sobre a autora:
Debbie Macomber é uma das grandes autoras bestseller do New York Times. Presença assídua nos tops de várias publicações, é das escritoras mais lidas em todo o mundo, com mais de 170 milhões de exemplares vendidos.
Galardoada com inúmeros prémios RITA e Holt Medallion, já venceu o RT Book Reviews Lifetime Achievement Award, o B. Dalton Award e em 2010 a associação Romance Writers of America atribuiu-lhe o Nora Roberts Lifetime Achievement Award.

Imprensa:
Há uma razão para os fãs de Debbie Macomber continuarem a pedir mais livros. Os leitores são completamente absorvidos pelas personagens, enquanto estas descobrem a felicidade, o propósito e o sentido da vida. Booklist
Macomber compreende como ninguém a natureza complexa das amizades, bem como a linguagem emocional que as mulheres usam com os amigos. New York Journal of Books
Laços de Vida combina os temas de sucesso de Debbie Macomber – o romance e a amizade, em conjunto com a procura de uma mulher pelo sentido da vida – tudo maravilhosamente embrulhado numa aconchegante história de amor. Book Reporter
Uma história doce que toca no fundo do coração. RT Book Reviews



BOOKSMILE: Os Mundos de Mia continuam a espalhar magia e encanto


Os Mundos de Mia saltaram dos ecrãs de televisão para as páginas dos livros!

O sucesso mundial alcançado pela série Os Mundos de Mia é comprovado por números e pelos sorrisos das crianças que, quando sentados à frente da televisão, vibram com as aventuras de Mia, do príncipe Mo, da guerreira Yuko e da maléfica rainha Panthea.

Transmitida em mais de 80 países, Os Mundos de Mia vão chegar ao Grande Ecrã em 2015, e o clube de fãs ascende aos milhões nas mais variadas plataformas online: site internacional, Facebook e Youtube. Agora, e à semelhança de muitos outros países, as crianças portuguesas vão também poder disfrutar deste mundo mágido de elfos e unicórnios através da leitura de deliciosos livros. E são sete os que já chegaram às livrarias, de três coleções bem divertidas: Série Ilustrados (5+), Série Atividades (5+) e Série Histórias (7+).



Depois de Os Mundos de Mia: Falar com Unicórnios e Os Mundos de Mia: A Esperança de Centopia, chega agora às livrarias Os Mundos de Mia: O Herói Improvável, n.º 3 da Série Ilustrados (5+), perfeitos para as meninas e meninos que estão a começar a aprender a ler, e para pais e educadores poderem passar tempo de qualidade com as crianças.

Os Mundos de Mia: Livro de Colorir com Atividades é o segundo volume da Série Atividades (5+) e vai estimular a imaginação e criatividade nas crianças.

Os Mundos de Mia: O Segredo de Lyria é o segundo volume da Série Histórias (7+), perfeito para estimular o gosto pela leitura numa fase tão importante da vida escolar.

E, com a chegada da Primavera, as lojas vão encher-se de magia e pintar-se de cor-de-rosa. É que aos livros vão juntar-se os brinquedos inspirados na série e, ainda, uma imensa linha de material escolar.


Lançamento Os Rapazes dos Tanques








NASCENTE: A coragem para ultrapassar o medo e promover a autoconfiança

Coragem: Ultrapassar o Medo e Promover a Autoconfiança, já à venda em todo o país (Nascente I 256 pp I 16,59€), é um livro poderoso escrito por Debbie Ford, autora bestseller de desenvolvimento pessoal, que partilha nesta obra pormenores íntimos da vida dela que incluíram a dependência de drogas, uma traição dolorosa, um divórcio e um diagnóstico de cancro.

Ao longo da jornada para superar os seus problemas e revelar a CORAGEM que sempre residiu dentro dela, a autora descobriu sete princípios poderosos que agora partilha.

«Estes princípios irão revelar a sua coragem e mudar a sua vida, permitindo que confie em si mesma e se expresse sem medo.
• Descubra como aceitar e vencer as suas falhas, dúvidas, fraquezas e medos.

• Aprenda a ser confiante e a sentir-se bem com a sua vida.

• Encontre a sua verdadeira força, explorando a parte de si que tem o poder de concretizar tudo.

Liberte-se dos seus medos e inseguranças. Converta-os em poder, força e confiança.»






Debbie Ford é conferencista, formadora e especialista em transformação pessoal. Durante mais de 20 anos, orientou dezenas de milhares de pessoas no processo de aprenderem a amar, a confiar e a reconhecer como são.

Pioneira na inclusão do estudo e da integração da sombra humana na psicologia moderna e nas práticas espirituais, foi produtora executiva do filme The Shadow Effect, um documentário transformacional apaixonante e visualmente empolgante com a participação de Deepak Chopra e Marianne Williamson. Fundadora do Ford Institute for Transformational Training, organização de formação emocional e espiritual, recebeu o prémio Alumni pela sua contribuição nos campos da Psicologia e da Espiritualidade.






VOGAIS: A Equação do Casamento

Os dados estatísticos dizem que o número de divórcios em portugal estagnou em 2012, fruto, não só da nova conjuntura económica, mas também pela maior informalidade das relações. A média encontra-se, segundo os últimos dados estatísticos, em 15,7 anos.

Os primeiros divorciados registados nos censos em Portugal são de 1911: eram 2685. Um século depois, são mais de 600 mil. Mas muitos são os casais que, hoje em dia, recorrem a terapeutas para tentar perceber e ultrapassar problemas matrimoniais.

Mas, o primeiro passo pode passar por pegar num livro, como A Equação do Casamento escrito pelo reputado psicanalista brasileiro Luiz Hanns, e tentar identificar as forças e vulnerabilidades da relação e aprender a solucionar os problemas, ajustando os desejos e as necessidades de cada um.

«Não percebemos ainda quão complexo é o atual projeto de felicidade no casamento. Não fomos preparados para ele. Ainda pensamos que o amor resolve tudo ou que, com bom senso, equacionaremos as coisas. Contudo, as estatísticas mostram que a maioria não consegue fazê-lo. O número crescente de divórcios, o incremento das queixas, a insatisfação matrimonial e a dificuldade dos solteiros em achar um companheiro são testemunhos da árdua tarefa de ajustar tantas expectativas.

Testada e consolidada nos últimos quatro anos pelo reputado psicanalista Luiz Hanns, em consultas, cursos práticos e workshops, a Equação do Casamento é um método universal, simples e eficaz que permite reconhecer rapidamente os padrões e ciclos dos relacionamentos duradouros, bem como identificar as convergências e divergências no casal — e poderá ajudá--lo a melhorar ou salvar o seu casamento.

A equação recorre às seis dimensões cruciais para que o casal continue a sua vida em comum e tenha satisfação em fazê-lo:

Compatibilidade psicológica;
Saber conviver a dois;
Graus de consenso;
Atração e vida sexual;
Ciclos de vida, pressões e frustrações externas;
Vantagens de permanecer casado ou numa relação duradoura.

Seguindo os conselhos de Luiz Hanns, poderá criar a equação do seu casamento e identificar as forças e vulnerabilidades da sua relação, discutir o que pode (ou não) ser mudado e aprender a solucionar os problemas, ajustando os desejos e as necessidades de cada um. Saiba como:
Recuperar um casamento em crise * Conviver com um parceiro difícil * Melhorar uma relação sem afinidades e encanto * Reconhecer as suas necessidades e as do seu parceiro * Desenvolver a sintonia sexual com o seu parceiro * Lidar com um caso extraconjugal.

Sobre o autor: 
Luiz Hanns é psicólogo, psicanalista e investigador em psicoterapia comparada. Excerce a sua atividade enquanto terapeuta de casais há mais de 20 anos, sendo um dos mais requisitados profissionais do Brasil.
É conferencista sobre casamento e educação de filhos, dando frequentemente entrevistas aos media sobre estes temas. Doutorado em Psicologia pela Pontifíca Universidade Católica de São Paulo, foi presidente da Associação Brasileira de Psicoterapia e consultor do Conselho Federal de Psicologia. 







Lançamento de Portugal, a Flor e a Foice, de J. Rentes de Carvalho, no próximo sábado, na Fnac Chiado



segunda-feira, 17 de março de 2014

Novidades Planeta para Março

NÃO FICÇÃO NACIONAL
Título: Manual de Teatro
Autor: Antonino Solmer (direcção)
N.º de Páginas: 400
PVP: 18,85€
Nas livrarias a partir de 19 de Março

UMA OBRA ÚNICA

PARA TODOS OS QUE FAZEM, VÊEM, APRENDEM
E ENSINAM A FAZER TEATRO

Quinze anos depois da primeira edição, chega agora um livro que não envelheceu e que merece regressar às livrarias.
Manual de Teatro nasceu de uma vontade e de um repto lançado por Antonino Solmer (actor, encenador, professor de teatro) a um grupo de profissionais, alguns dos quais haviam sido seus alunos.
O repto foi: «Vamos fazer aquele livro que cada um gostaria de ter tido para consultar quando fomos estudantes de Teatro, quando somos professores de Teatro ou, simplesmente, quando temos curiosidade em relação ao universo teatral e aos processos de construção do espectáculo».
Assim nasceu esta obra, que 15 anos depois do seu lançamento, a avaliar pelos pedidos dos leitores, parece ter quase sempre estado em falta nas livrarias. O que não é verdade, uma vez que esta é a sua quarta edição, mas revela bem a dimensão da falta que fazia – e continua a fazer – a todos aqueles a quem se dirige.
De facto, neste volume estão reunidas informações, sugestões e pistas para o trabalho teatral que o leitor só a muito custo e em muitas fontes diferentes conseguiria, até agora, reunir. O leitor interessado encontrará neste Manual, não só um valioso quadro cronológico comparativo de toda a história do teatro, como uma perspectiva sucinta da evolução dos estilos e formas de representação e um glossário de termos teatrais.

Encontrará também ferramentas de trabalho teóricas e práticas para todo o processo de construção e promoção de um espectáculo, desde o espaço cénico vazio até à organização da bilheteira e ao spot promocional - formação de actores, produção, dramaturgia, encenação, cenografia, maquinaria de cena, figurinos, maquilhagem, som, luz, entre tantos outros.

«Gostei do livro, tão didáctico, tão bem feito, preenchendo não uma, mas várias lacunas» Vítor Pavão dos Santos
«A qualificação das pessoas e das organizações do teatro passa também pela existência de meios como este, que vem com indesmentível qualidade preencher uma lacuna gritante do universo editorial português. Parabéns!» Catarina Vaz Pinto
«O simples folhear do livro dá de imediato a noção do trabalho sério aqui investido, bem como da utilidade das matérias abordadas.» Maria Helena Serôdio

Sobre o autor:
Antonino Solmer, que concebeu e dirigiu esta obra, reunindo a equipa de autores que lhe deu forma, nasceu em Lisboa em 1950. Formado como actor e encenador pela Escola Superior de Teatro e Cinema, estagiou na Polónia com Jozef Szajna, tendo passado Teatr Studio de Varsóvia, Academia Superior de Estudos Cenográficos e de Encenação, Escolas Superiores de Varsóvia e de Cracóvia, e Teatr Laboratorium (de Jerzy Grotowski).
Actor de teatro, rádio, cinema e televisão (A Tragédia da Rua das Flores e Duarte e Companhia foram dois grandes sucessos populares seus), dirigiu e encenou nas décadas de 80 e 90 o grupo de teatro Contra-Regra, com Eduarda Dionísio.
Foi professor de Interpretação do Curso de Formação de Actores da Escola Superior de Teatro e Cinema e da ACT. Foi director do Teatro da Trindade e sub-director do Teatro Nacional D. Maria II. Como escritor, actividade a que se tem dedicado nos anos recentes, tem publicados livros de ensaio e poesia.



FICÇÃO ESTRANGEIRA

Título: Dias de Esplendor Dias de Sofrimentos
Autor: Juliet Grey
N.º de Páginas: 328
PVP: 19,95 €
Disponível a partir de 19 de Março

Depois de Transformar-se em Maria Antonieta, chega o segundo livro desta trilogia arrebatadora que relata a transformação de uma arquiduquesa austríaca mimada na indiferente, poderosa e bela rainha Maria Antonieta.

Maria Antonieta faz parte do imaginário colectivo como a última rainha de França, que acabou por ser guilhotinada e muito se tem escrito sobre ela, desde a sua beleza à suposta frivolidade.
Mas a imagem que fizemos desta rainha não corresponde exactamente à verdade e foi baseada em estudos e descobertas recentes que a Juliet Grey narra a vida de Maria Antonieta, desde o seu tempo de arquiduquesa de Áustria, aos tempos de Delfina em que foi confrontada com um casamento sem consumação durante sete anos, até à sua morte.
«Juliet Grey tem o dom e o talento de fazer renascer Maria Antonieta. Muitos autores já escreveram sobre esta rainha de França, mas nenhum conseguiu, como Grey, dar-lhe tamanha voz e dimensão.» Examiner.com

Direitos vendidos para mais de 20 países.

Paris 1774.
Na tenra idade de dezoito anos, Maria Antonieta ascende ao trono francês ao lado do marido, Luís XVI. Mas por detrás da extravagância da jovem rainha, com vestidos de seda elaborados e vertiginosos penteados, escondem-se medos profundos em relação ao seu futuro e ao da dinastia Bourbon.
Das dores do casamento à alegria de conceber uma criança, da paixão por um militar sueco, Axel von Fersen, ao devastador Caso do Colar de Diamantes, Maria Antonieta tenta elevar-se acima dos boatos e rivalidades do seu círculo. Mas a revolução floresce na América e uma ameaça muito maior paira junto dos portões dourados de Versalhes, que pode afastar a monarquia francesa para sempre.

«Retrato vivo e sensível de uma jovem princesa numa corte hostil, uma das descrições mais conseguidas da rainha decapitada.» Lauren Willig, The New York Times bestselling author

Sobre a autora:
É uma escritora especializada em temas da realeza e particularmente dedicada a Maria Antonieta, além de actriz profissional de teatro clássico com inúmeros papéis de virgens, feiticeiras e vilãs no seu currículo. A autora e o marido dividem o seu tempo entre Nova Iorque e Southern Vermont.

Título: Lágrima
Autor: Lauren Kate
N.º de Páginas: 320 páginas
PVP: 17,76€
Nas livrarias a partir de 19 de Março

Uma nova série da mesma autora da inesquecível tetralogia romântica e sobrenatural Anjo Caído, volta a conquistar o coração dos leitores.

Uma saga épica com segredos devastadores e magia negra.
Um mundo onde tudo o que amamos pode ser levado pela corrente. Uma nova série cheia de aventura, batalhas, romance e mitologia, cuja heroína descobre que uma antepassada com o coração partido de amor verte uma lágrima que inunda a Atlântida.

«Lágrima é um daqueles livros que nos mantém agarrados à leitura durante horas a fio sem conseguirmos parar. O final deixa-nos a chorar pelo próximo livro. Recomendo-o vivamente!» Booklist

Tudo o que amamos pode ser levado pela corrente...
NUNCA, NUNCA CHORES...
A mãe de Eureka Boudreaux instilou esta regra na filha há anos. Mas agora a mãe partiu, e onde quer que Eureka vá, ele está lá: Ander, o rapaz alto, de cabelo louro-claro, que parece saber coisas que não devia, que diz a Eureka que ela corre um grande perigo e que a deixa sempre à beira das lágrimas. Mas Ander ignora o maior segredo de Eureka: desde que a mãe se afogou num acidente bizarro, Eureka deseja morrer.

Resta-lhe pouco que lhe desperte o interesse, apenas o amigo mais antigo, Brooks, e uma estranha herança: um medalhão, uma carta, uma pedra misteriosa e um livro de outras eras que ninguém compreende.
O livro encerra uma história assombrosa sobre uma rapariga que ficou destroçada e chorou tanto que formou um continente no mar... e há algo na história que é misteriosamente familiar.
Eureka está prestes a descobrir que a narrativa antiga é mais do que uma história, que Ander pode falar verdade... e que a sua vida é muito mais obscura e oculta do que alguma vez imaginou.

Sobre a autora:
Nascida e criada em Dallas, Lauren Kate estudou em Atlanta, mas foi em Nova Iorque que se iniciou na escrita. Depois da publicação de The Betrayal of Natalie Hargrove, descobriu o êxito com Anjo Caído. Lauren Kate é professora e tem um mestrado em Escrita Criativa pela Universidade da Califórnia – Davis. Reside com o marido em Los Angeles.
Visite o sítio da autora em: http://laurenkatebooks.net/

INFANTIL/JUVENIL

Título: Francisco o Nosso Papa 
N.º de Páginas: 32
PVP: 11,70€
Nas livrarias a 19 de Março

Um livro que ensina aos mais jovens, não só os valores e o significado das palavras, mas também formas concretas de as pôr em acção.

Sabias que há palavras que podem mudar o mundo?
Palavras que, como pirilampos, levam a sua luz por onde voam?
Neste livro há 9 palavras para construir um mundo como o  desejamos.

São 9 palavras que estruturam o discurso, as ideias e a acção do papa.

Explicar o significado destas 9 palavras às nossas crianças, tal como as entende o papa, é semear a esperança de que necessitamos num futuro melhor para elas.
Estas palavras percorrem o livro, desenhando passo a passo o sonho de Deus para o seu povo: que entre todos semeemos uma Nova Terra.

Este livro reúne uma série de valores que o nosso papa procura transmitir com as suas mensagens e atitudes. Aqui os mais novos vão encontrar o seu significado, aquilo que Francisco nos diz acerca delas e um conjunto de ideias para as pormos em prática e lhes darmos vida. A mensagem de Francisco, o nosso papa, explicada em 9 simples palavras onde cabem a esperança num futuro melhor para todos os homens e mulheres.

Título: Vende-se mãe
Autor: Care Santos
N.º de Páginas: 136
PVP: 12,20€
Nas livrarias a 19 de Março

Com esta história divertidíssima, Care Santos ganhou um importante prémio de literatura juvenil em Espanha – uma história em que se defende que ninguém é perfeito, mas que entre pais e filhos não há, afinal, diferenças que o carinho não possa superar.

Óscar quer vender a mãe.
Porquê? Porque acha que desde que nasceu o grão-de-bico ela já não gosta dele como gostava... Para além daquela lista de coisas em que ela consegue ser uma autêntica seca! Blergh!
E a melhor amiga dele tem uma ideia genial: pôr um anúncio online!

Anúncio
«Vende-se mãe de 38 anos, cabelo castanho claro, não muito alta (mas baixinha também não), olhos castanhos, bastante bonita. Faz muito bem lasanha, pizza de quatro queijos e crepes de fiambre. Gosta de ir aos parques de diversões. É muito carinhosa e tem uma voz agradável. Sabe um monte de histórias. Quase nunca ralha.» (Bem, esta última frase é estratégia de marketing...).

Com esta história divertidíssima, Care Santos ganhou o prémio Barco a Vapor, um importante galardão espanhol de literatura juvenil, e mais de 100.000 exemplares foram vendidos em Espanha.

Recomendado para crianças a partir dos 7 anos

Sobre a autora:
Care Santos nasceu em Mataró, Espanha, em 1970. Já publicou mais de 40 livros, tanto para crianças e jovens como para adultos e conquistou vários prémios, entre eles o prémio “Barco a Vapor”, por Vende-se Mãe. Care Santos, gosta de cozinhar, de viajar, de escrever contos e de contar histórias. É uma pessoa divertida, carinhosa e muito conversadora (e é mesmo assim, confirma esta editora portuguesa, que já a conheceu!! :)
Certo, certo, é que, quando diz aos seus três filhos que vão imediatamente para a cama, que comam as verduras todas ou que lavem bem as orelhas, eles acham que ela não é assim tão divertida, nem tão boa cozinheira... E nem lhes passa pela cabeça que ela é uma das melhores autoras de livros infantis e juvenis de Espanha. Nessas alturas, eles acham que ela é uma mãe tão chata como todas as outras mães... Mas gostam imenso dela... e não consta que alguma vez tenham tido a ideia de pôr um anúncio como o do Óscar!