sábado, 5 de abril de 2014

Imagem... mil palavras #5


sexta-feira, 4 de abril de 2014

O Anjo Negro, o último livro da saga de Paul Hoffman chega a Portugal no dia 14 de abril

Título: O Anjo Negro
Autor:
Paul Hoffman
Tradução: Elsa T. S. Vieira
Págs.: 456
PVP: 17,70 €

A trilogia iniciada com O Braço Esquerdo de Deus é uma das sagas do género fantástico de maior sucesso em Portugal, com cerca de 35 mil exemplares vendidos. No dia 14 de abril, a Porto Editora publica o terceiro e último livro desta aventura de Paul Hoffman, O Anjo Negro.
Para além de ter criado uma legião de fãs em todo o mundo, esta trilogia conquistou ainda a crítica, que defende que «Hoffman tem o dom da escrita» (The Financial Times) e que esta é uma «história sombria e imaginativa» (The Times). Protagonizada por Thomas Cale, o anti-herói que é encarnação da Ira de Deus, esta é uma saga que decorre num cenário atual mas inspirado no imaginário medieval, com claras reminiscências aos universos de J. R. R. Tolkien e C. S. Lewis.

Sinopse:
«A tua alegria está em arrasar coisas… O que te alegra a alma é destruição e desolação.»Thomas Cale anda a fugir da verdade. Desde que descobriu que o seu brutal treino militar tinha um objetivo – destruir o maior erro de Deus, a própria Humanidade – Cale é perseguido pelo mesmo homem que fez dele o Anjo da Morte: o papa Redentor Bosco. Cale é um paradoxo: arrogante e inocente, generoso e desapiedado, temido e venerado por aqueles que o criaram, ele já deu inúmeras provas do seu enorme poder. Mas agora Thomas Cale está fraco. A sua alma está a morrer. Enquanto as convulsões lhe percorrem o corpo, sabe que o julgamento final não esperará por um rapaz doente. À medida que o Dia do Juízo se  aproxima, a vingança de Cale leva-o ao coração dastrevas – o Santuário – onde confrontará a pessoa que mais odeia no mundo. Por fim, Cale terá de admitir que é a encarnação da Ira de Deus e decidir se se erguerá contra o Santuário dos Redentores ou se usará as suas capacidades únicas para destruir todas as coisas. O destino da Humanidade depende da decisão de Cale.

Sobre o autor:
Escritor e argumentista britânico, Paul Hoffman colaborou durante algum tempo com o organismo responsável pela classificação de filmes no Reino Unido. Escreveu o argumento de três filmes, em coautoria, e trabalhou, entre outros, com Francis Ford Coppola. O seu primeiro romance, The Wisdom of Crocodiles, deu origem a um filme protagonizado por Jude Law e Timothy Spall. Seguiu-se The Golden Age of Censorship, uma comédia negra publicada em 2007. Com O Anjo Negro conclui-se a trilogia iniciada com O Braço Esquerdo de Deus e As Quatro Últimas Coisas.


Novidades Gradiva a partir de 22 de Abril

Título: A Sereia Muçulmana
Autor: João Céu e Silva
N.º de Páginas: 184
Coleção:  «Gradiva», n.º 149

Prémio Alves Redol

O que resta a um homem que ao acordar já não compreende o mundo em que vive? Um homem que não quer fazer parte de uma família sem presente; a quem custa viver numa sociedade em crise e não se revê nas suas memórias... Só lhe resta procurar o seu destino e apostar na solidão e na imaginação que todos os homens ainda têm dentro de si. Esta é a história de um homem que quer viver num país diferente e que é obrigado a partir para o encontrar. Uma história tocante, numa prosa de grande qualidade.


Título: Cometa
Autor: Carl Sagan e Ann Druyan
Edição revista e aumentada
Coleção: «Obras de Carl Sagan», n.º 11

Enquanto assiste à novíssima série Cosmos, aconselhamos a (re)leitura das obras que lhe estiveram na génese, nomeadamente Cometa, o livro que se inicia com uma viagem aventurosa através do espaço, cavalgando um cometa, um desses «visitantes graciosos e brilhantes» que surgem nos nossos céus. Em edição revista e aumentada, com fotografias e também pinturas encomendadas expressamente para a obra, é leitura indispensável a quem já contemplou o céu e se interrogou sobre o que viu.


Título: Meu Dito Meu Escrito
Autor: Maria de Sousa
Coleção: «Fora de Colecção», n.º 413

Um roteiro da ciência pela caneta (em monólogo) de uma das primeiras e mais ilustres mulheres portuguesas de ciência.

«[...] mesmo a memória da vida nos anos precisa de encontrar uma residência para que possamos perceber melhor de onde vimos, quem somos, o que precisamos fazer para chegar, ou não, onde outros chegaram e o que outros poderão aprender com o que nós quase esquecemos.» Um testemunho irreverente e inconformado, mas também muito sensível, poético e, a passos, comovente.

Título: Do Colonialismo como Nosso Impensado
Autor:
Eduardo Lourenço
Coleção: «Obras de Eduardo Lourenço», n.º 21

«Este espantoso silêncio esconde a aventura colonial, a mais pura de toda a história. Tão pura que hesitamos chamá-la colonialista. E, no entanto, ela é certamente uma entre outras, a primeira e a última ainda de pé, sob a indiferença dos trópicos e o esquecimento do mundo. Este esquecimento faz-nos pensar, mas explica-se. Portugal não foi o único país a deixar-se esquecer desta maneira. [...] Mais tarde, a mesma Europa teve também demasiado interesse em esconder, em conjunto, este colonialismo.»

Título: A Dieta da Clínica Mayo
Coma Bem. Goze a Vida. Perca Peso
Vários
Coleção: «Fora de Colecção», n.º 414
N.º de Páginas: 256

Esta não é uma dieta da moda. Se já experimentou várias dietas e não obteve resultados, este é o programa para si, elaborado por especialistas em nutrição da clínica que é o primeiro e maior grupo integrado de profissionais de saúde do mundo sem fins lucrativos. Neste livro encontrará sugestões de mudanças simples, saudáveis e feitas com prazer, que resultarão num peso adequado, para manter ao longo da vida. Experimente e verá os resultados.



















quinta-feira, 3 de abril de 2014

Amor & Enganos - Julia Quinn [Opinião]

Título: Amor & Enganos (Série Bridgerton - Volume III)
Autor: Julia Quinn
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 384
Editor: Edições Asa
PVP: 16,90€

Sinopse:
Sophie Beckett tinha um plano ousado: fugir de casa para ir ao famoso baile de máscaras de Lady Bridgerton. Apesar de ser filha de um conde, ela viu todos os privilégios a que estava habituada serem-lhe negados pela madrasta, que a relegou para o papel de criada. Mas na noite da festa, a sorte está do seu lado. Sophie não só consegue infiltrar-se no baile como conhece o seu Príncipe Encantado. Depois de tanto infortúnio, ao rodopiar nos braços fortes do encantador Benedict Bridgerton, ela sente-se de novo como uma rainha. Infelizmente, todos os encantamentos têm um fim, e o seu tem hora marcada: a meia-noite.

Desde essa noite mágica, também Benedict se rendeu à paixão. O jovem ficou até imune aos encantos das outras mulheres, exceção feita… talvez… aos de uma certa criada, que ele galantemente salva de uma situação desagradável. Benedict tinha jurado tudo fazer para encontrar e casar com a misteriosa donzela do baile, mas esta criada arrebatadora fá-lo vacilar. Ele está perante a decisão mais importante da sua vida. Tem de escolher entre a realidade e o sonho, entre o que os seus olhos veem e o que o seu coração sente. Ou talvez não…

A minha opinião:
Conheci os livros de Julia Quinn no ano passado, por intermédio do Prémio Literário da Blogosfera, uma vez que um dos seus livros estava nomeado na categoria de Romance Histórico.
Mais uma vez a família Bridgerton é protagonista, assim como os diversos bailes de época, que imperam na procura de os jovens casadoiros encontrarem um par.
Tal como no livro anterior Peripécias do Coração somos brindados pelas sábias palavras, quase como que uma revista cor-de-rosa se tratasse, de Lady Whistledown, que vai relatando o que se vai passando no meio da aristocracia. Lady Whistledown é, sem dúvida, a personagem que mais gosto, apesar de não se saber de quem se trata realmente.
Sophie Beckett é filha ilegítima de um conde, mas ele nunca a perfilhou, mantendo-a como sua protegida na sua própria casa. Dá-lhe a educação escolar como daria a qualquer filho seu, mas a convivência com esta é ténue. 
No entanto, a sua vida muda quando o conde decide casar com uma mulher interesseira. Juntamente com ela vêm as suas duas filhas que vão infernizar a vida de Sophie, que se transforma numa autêntica cinderela. 
É num baile de máscaras que Sophie se encontra com Benedict Bridgerton e ambos se apaixonam perdidamente. Mas só Sophie fica a conhecer a identidade do seu par de dança. Benedict não descobre nada sobre a beldade com quem dançou e que desapareceu, qual cinderela, à meia-noite, mas no lugar de lhe deixar um sapato, lhe deixa uma luva a cheirar a mofo com umas iniciais.
Mas é precisamente o sapato que vai fazer com que a madrasta descubra que ela esteve presente no baile e expulsa-a de casa.
Passam-se dois anos e o Sophie e Benedict encontram-se em circunstâncias estranhas. Mas não mais se largam...
Esta é uma autêntica história de amor, um pouco cliché e lamechas, mas muito ao estilo da autora.




Paulo Coelho visita Portugal no lançamento em língua portuguesa de ADULTÉRIO

Na sequência da recente visita a Portugal, Paulo Coelho decidiu antecipar o lançamento de Adultério no nosso país.

Paulo Coelho, o escritor de Língua Portuguesa que mais livros vende em todo o mundo, esteve recentemente em Portugal. A festa em que todos os anos homenageia São José aconteceu este ano no Guincho. Na sequência desta visita, da impressão que lhe causou o país e da boa receção da comunicação social ao anúncio do seu novo livro, Paulo Coelho incluirá Portugal no lançamento mundial de Adultério em língua portuguesa. A publicação do novo romance pela chancela Pergaminho esteve inicialmente prevista para 2 de maio. Acontecerá agora a 17 de abril, dois dias depois da edição brasileira ficar disponível.
Aquando da sua visita, Paulo Coelho explicou à Comunicação Social que estava em Portugal para «agradecer a generosidade do povo português». Sobre o tema deste livro o escritor disse «um problema central da vida das pessoas hoje que ninguém aborda de forma honesta é o adultério».



A estreia de Álvaro Laborinho Lúcio na ficção, a 11 de abril nas livrarias

Título: O Chamador
Autor: Álvaro Laborinho Lúcio
Género: Ficção
N.º de páginas: 232
Data de lançamento: 11 de abril
PVP: 16,60 €

A estreia de Álvaro Laborinho Lúcio na ficção.
Num diálogo entre a imaginação e a memória, entre a fantasia e a realidade, um homem do teatro vai desfiando a trama da sua vida passada. Das ruas, praças e dos becos por onde andou, ergue o cenário de uma terra de que se apropria como sua. Da gente, esquecida ou marginalizada, constrói um alfabeto de nomes, e escolhe as personagens que «chama» para o acompanharem no caminho que conduz a uma possibilidade de verdade.
Na estreia ficcional de Álvaro Laborinho Lúcio, a itinerância intelectual, a mobilidade geográfica e social, a diversidade de tipos humanos retratados e a total disponibilidade para melhor os conhecer e compreender derivam do riquíssimo percurso pessoal e profissional do autor. Sempre ligado à Justiça, operando num setor da vida pública em que a garantia dos direitos de uns passa pela supressão dos direitos de outros, Laborinho Lúcio presta aqui homenagem aos proscritos e esquecidos da sociedade, e restitui-lhes a estatura humana que lhes é devida.

Sobre o autor:
Álvaro Laborinho Lúcio, mestre em Ciências Jurídico-Civilísticas pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e magistrado de carreira, é Juiz Conselheiro Jubilado do Supremo Tribunal de Justiça. De janeiro de 1990 a abril de 1996 exerceu, sucessivamente, as funções de secretário de Estado da Administração Judiciária, ministro da Justiça e deputado à Assembleia da República. Entre março de 2003 e março de 2006, ocupou o cargo de Ministro da República para a Região Autónoma dos Açores. Exerce atualmente as funções de Presidente do Conselho Geral da Universidade do Minho.

Apresentações do livro:





Helena Garrido e Maria Filomena Mónica apresentam "O Ataque aos Milionários" de Pedro Jorge Castro



Paixão Sublime - Lisa Kleypas [Opinião]

Título: Paixão Sublime (série Wallflowers 3)
Autor: Lisa Kleypas
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 320
Editor: 5 Sentidos
PVP: 14,40€

Sinopse:
A boca dela roçou a dele, sedosa, macia e quente… e ele sentiu o estonteante toque da sua língua. Acendeu-se-lhe, desde logo, a chama do desejo e deixou-se afogar num prazer imoderado, poderoso, como nunca havia sentido.

Quatro jovens damas da sociedade londrina procuram um bom partido. Chega a vez de Evangeline Jenner, a mais tímida, mas também a mais rica, logo que cobre a sua herança.
Para escapar às garras da família, Evie pede ajuda a Sebastian, Lord St. Vincent, um conhecido libertino, fazendo-lhe uma proposta irrecusável: que se case com ela, trocando riqueza por proteção.
Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite de núpcias, os dois não voltarão a encontrar-se na intimidade, pois Evie não quer ser mais um coração partido na longa lista de conquistas de Sebastian.
A Sebastian resta esforçar-se mais para a seduzir… ou entregar finalmente o coração, em nome do verdadeiro amor.

A minha opinião:
O pai de Evangeline está às portas da morte. Apesar de todo o sofrimento que Evie está a sentir, a tristeza de não o conseguir ver é ainda maior. A família dela quer vê-la afastada do leito do pai e já está a arquitectar um plano para a casar com um primo para que o dinheiro que ela vai herdar fique na família.

Mas Evie quer tudo, menos aliar-se a uma família interesseira que só vê nela uma forma de enriquecer.

Por outro lado Sebastian, ou melhor Lord St. Vicent, apesar do título nobiliárquico está completamente falido.

Juntando o útil ao agradável, até porque Sebastian é um homem lindo, apesar da fama de mulherengo, Evie decide propor-lhe um casamento de conveniência: ela livra-se de um casamento que não deseja e ele tornar a ficar rico depois do pai da sua noiva morrer.

Sebastian acha a proposta um pouco absurda, mas acaba por aceitar. Sem grandes perspectivas para o casamento, ambos vão partir para a descoberta um do outro e as surpresas são surpreendentes.

Previsivelmente já se saberá o desfecho deste casal, mas gostei sobretudo da mudança de Sebastian em relação à vida mundana e ao facto de não querer trabalhar. E muitas aventuras se irão passar na taberna que ficará para si depois da morte do seu sogro.

Paixão Sublime faz parte de um conjunto de livros de época, com erotismo à mistura que tem vindo a criar um número cada vez maior de adeptos. Este é o terceiro livro da série Wallflowers (um grupo de amigas e as suas aventuras amorosas) e, apesar de ser ler bastante bem não me incentivou a querer ler a série do início, nem a dar-lhe continuidade.

No entanto, para os fãs do género, e de Julia Quinn, penso que este livro está muito bem conseguido.


Novidades Saída de Emergência para Abril

Título: O Tintureiro Francês
Autor: Paulo Larcher

Nos finais do séc. XVIII, o Marquês de Pombal viu-se a braços com um fracasso na sua política de regeneração industrial: a Real Fábrica de Panos, a menina dos seus olhos, apesar de todos os esforços e despesas não consegue produzir tecidos com a qualidade dos importados.
Decide então convidar um tintureiro francês para vir a Portugal ensinar essa grande arte que, à época, fazia a riqueza e o prestígio
das nações europeias.
O artista eleito foi o polémico Stéphane Larcher, que mal chega começa a revolucionar práticas e comportamentos. Um ano depois,
cores nunca vistas vêm à luz e tecidos até então desconhecidos brilham em todo o seu esplendor. Ao partilhar a sua arte secreta com
os portugueses, Stéphane sabia estar a arriscar a vida, a reputação e a fortuna. Mas ninguém o avisou que também comprometia fatalmente o próprio coração.

Título: Revelada 
Autor: P.C. Cast

A Casa da Noite aguarda-te. Um local cheio de perigos e segredos onde os jovens marcados têm dois destinos: ou se transformam em
vampyros ou morrem destroçados.

Aproxima-se o grande final da série Casa da Noite. Após os acontecimentos do último volume, Neferet está mais perigosa do que nunca e a sua sede por vingança irá lançar o caos e a destruição entre os humanos. Zoey e os seus amigos têm que enfrentar, mais uma vez, a violência dos seus inimigos e salvar a Casa da Noite do pior. Conseguirá Zoey travar as ações de Neferet a tempo e evitar uma guerra em grande escala? O equilíbrio entre a Luz e as Trevas está seriamente comprometido e sacrifícios terríveis terão de ser feitos para preservar o mundo dos vampyros.
Neste penúltimo volume da Casa da Noite, a eterna luta entre o Bem
e o Mal chegará a um novo patamar e nada voltará a ser o mesmo.

Título: Mulher Solteira Procura Vingança 
Autor: Tracy Bloom

O que faz uma mulher quando vê a sua vida amorosa em ruínas?
Vinga-se de todos os homens que já a magoaram, claro…

Suzie Miller, uma conselheira sentimental desiludida, nem quer acreditar quando o novo namorado acaba com ela por sms. E logo a
seguir a terem feito sexo… duas vezes! Decide então que chegou a hora de fazer cada um dos seus ex-namorados sentirem a dor que ela sentiu quando foi abandonada sem qualquer pudor. Os seus métodos são algo insólitos, mas esses homens merecem a humilhação em grande escala.
Eufórica por finalmente se ter insurgido, começa também a sugerir formas escandalosas para as suas leitoras lidarem com os pesadelos
das suas relações. De repente, toda a gente quer conselhos da Suzie.
Enfim satisfeita por estar solteira e a desfrutar da sua promissora carreira, parece que a felicidade está mesmo ao virar da esquina. Até que um homem se intromete no seu caminho…



quarta-feira, 2 de abril de 2014

Prémio literário da Blogosfera 2013: os vencedores

Os vencedores do Prémio literário da Blogosfera já foram apurados.




Dia Internacional do Livro Infantil

 Este foi um dos livros mais importantes da minha infância.Quem adivinha qual é?


Private: Agência Internacional de Investigação Vol. 2 - Principal Suspeito - James Patterson [Opinião]

Título: Private: Agência Internacional de Investigação Vol. 2 - Principal Suspeito
Autor: James Patterson
N.º de Páginas: 384
PVP: 17,69€

Sinopse: 
Quando os ricos e poderosos estão em apuros, não é para a polícia que ligam…

A Private é a agência de investigação mais eficiente do mundo, criada para resolver de forma discreta os problemas dos ricos e poderosos. Jack Morgan, antigo fuzileiro naval e agente da CIA, é o seu dono. Os agentes da Private são os mais inteligentes e rápidos, e dispõem das tecnologias mais avançadas. Desta vez, é o próprio Jack Morgan que se torna o principal suspeito da morte da sua ex-namorada. Ao mesmo tempo que é vigiado pela polícia, a Máfia obriga-o a recuperar 30 milhões de dólares em material farmacêutico roubado, e a bela presidente de uma cadeia de hotéis pede-lhe que investigue uma série de assassínios ocorridos nas suas propriedades.
O Principal Suspeito é Jack Morgan.
Numa luta contra o tempo para provar a sua inocência, Jack tem de enfrentar os inimigos mais fortes e inteligentes de sempre. Com mais ação, intriga e surpresas do que nunca, "Private: Principal Suspeito" é James Patterson ao seu melhor nível.

A minha opinião: 
A vantagem em ler livros de James Patterson é que são de fácil leitura, capítulos curtos e sempre cheios de acção e cujo enredo é sempre atrativo. Isso são ingredientes suficientes para, cada vez que saia um novo livro do autor, ficar em pulgas para começar a lê-lo.


Neste segundo livro da série Jack Morgan, o principal suspeito é precisamente Jack. Quando chega de viagem depara-se com um corpo morto em cima da sua cama. E a vítima não é qualquer pessoa, mas nada mais nada menos que a sua ex-namorada. Depressa Jack percebe que lhe prepararam uma cilada, mas no imediato não consegue arranjar provas para se defender. O assassino soube muito bem montar o cenário de morte, para que todos os indícios viessem dar a Jack: a porta de casa não tem sinais de arrombamento, o disco de segurança desapareceu e não existem impressões digitais que não sejam as do investigador.

Para ajudá-lo neste caso Jack contacta os melhores amigos e seus colegas na Private, que já conhecemos do anterior livro: Justine (ex-amante e braço direito de Jack), Emilio Cruz, Sci (cientista), Mo-bot (génio da informática) e Rick del Rio (ex-colega de Jack nos fuzileiros). A Private tenta, assim, arranjar provas que eliminem Jack como principal suspeito, a par que a polícia pretende incriminá-lo a todo o custo.

Mas à semelhança do anterior livro, este não é o único crime que a Private investiga, o que imprime ainda mais acção ao livro. O caso de uma carrinha de medicamentos ilegais que é roubada, passando pelo assassinato de uma jovem atriz de cinema até à investigação de um assassino em série cujo método de matar as suas vítimas é estrangulamento em hotéis de luxo, deixam Jack e a sua equipa completamente ocupados. O certo é que todos os crimes são desvendados, deixando ao leitor uma sensação de dever cumprido por parte desta agência de detectives completamente invulgar.

Cada vez gosto mais de Jack, para mim, sem qualquer dúvida, a melhor personagem policial de James Patterson.
Primeiro livro da série:
Opinião aqui


Porto recebe a 17.ª Edição da Feira do Livro Novo e Antigo


Os livros vão tomar conta das arcadas do edifício da Reitoria nos próximos dias 4 e 5 de abril, em mais uma edição da Feira do Livro Novo e Antigo. Dez livrarias e alfarrabistas participam nesta feira que apresentará livros novos, antigos, usados ou manuseados, entre os quais algumas raridades, a preços promocionais.

Estarão representadas nesta edição as livrarias Candelabro, Homem dos Livros, João Soares, Lumière, Paraíso do Livro, Moreira da Costa, Poetria, Utopia, Varadero e, Imprensa Nacional Casa da Moeda, e Loja da Universidade do Porto.

A feira decorre entre as 10h00 e as 19h00 nas arcadas do edifício da Reitoria da Universidade do Porto.

As próximas edições da Feira do Livro Novo e Antigo da Reitoria realizam-se nas seguintes datas:
6 e 7 de junho; 3 e 4 de outubro; 5 e 6 de dezembro 2014

Os Burgueses: um retrato da classe que domina o país, a 11 de abril nas livrarias

Título: Os Burgueses
Autor:
Francisco Louçã, Jorge Costa e João Teixeira Lopes
Género: Economia/Política/Atualidade
N.º de páginas: 500
Data de lançamento: 11 de abril
PVP: 19,90 €

Quem São. Como Vivem. Como Mandam.
No seguimento de Os Donos de Portugal e Os Donos Angolanos de Portugal, Os Burgueses oferece-nos a caracterização de alguns dos elementos mais marcantes para a hereditariedade da vida da burguesia portuguesa no séc. XX e nos nossos dias, tocando em pontos como o consumo, a educação ou as escolas e explorando a mecânica da pertença e da transmissão da condição de burguês.
Um retrato direto, concreto e muitíssimo bem fundamentado da classe detentora do poder e da influência em Portugal do século XXI.
No portal www.osburgueses.net estão disponíveis documentos, elementos gráficos, bases de dados, resumos dos capítulos e outros materiais deste estudo.

Francisco Louçã é economista e professor universitário, tendo publicado recentemente Portugal Agrilhoado (2011) e, em coautoria, A Dividadura (2012) e Isto é um Assalto (2013).
Jorge Costa é formado em jornalismo, coautor de Os Donos de Portugal (2010), livro sobre o qual realizou um documentário com o mesmo título (2012).
João Teixeira Lopes é sociólogo e professor universitário, tendo publicado, entre outros, A Cidade e a Cultura (2000) e Geração Europa? (2014, no prelo).


03l Abril l 18h30 l Sessão de Autógrafos com Rute Silva Correia, autora do romance "O Ano Em que Não Ia Haver Verão"



terça-feira, 1 de abril de 2014

No dia 4 de abril, a Sextante Editora publica o novo livro de Philippe Claudel, Perfumes

Título: Perfumes
Autor:
Philippe Claudel
Tradutor: Luís de Barros
Págs.: 160
PVP: 15,50 €

Um inventário que marca uma vida
Perfumes é mais recente livro de Philippe Claudel
A 4 de abril, a Sextante Editora publica o novo livro de Philippe Claudel, Perfumes, onde cada um dos curtos capítulos é dedicado a um perfume da vida quotidiana. Organizados por ordem alfabética, os cheiros da infância, do passado e do presente, os mais delicados e os mais agressivos, têm um papel interventivo na história do narrador deste livro, que reconhece nos odores os acontecimentos marcantes a que assistiu, experiências ou pessoas que conheceu, e que despoletam emoções escondidas.
Escritor e realizador premiado, Philippe Claudel fez, aquando da escrita de Perfumes, uma retrospetiva da sua própria vida, e defende por isso que este será o seu livro mais íntimo. No catálogo da Sextante Editora está também o seu romance anterior, A investigação.

Sobre o livro:
Em 63 vinhetas, que vão de «Abeto» a «Viagem», Philippe Claudel evoca outros tantos perfumes da infância e da adolescência. Cada evocação faz ressurgir um mundo esquecido do qual sobrevivem certos traços: o pai que se barbeia, o protetor solar da mãe, o cabelo sedoso das primeiras namoradas, a canela dos bolos e o vinho quente, o feno dos campos, o pulôver do tio… Ao longo do livro desenha-se uma paisagem de abetos, de campos de terra negra e rios, e um mundo de gente simples e verdadeira regressa, pessoas que nasceram na mesma cama onde viriam a morrer. Prestando-lhes homenagem, Claudel conta a sua própria vida, as suas origens, a sua Nancy natal, os seus pais e irmãs, como nunca o fizera antes.

Sobre o autor:
Philippe Claudel é o autor do bestseller Almas cinzentas, vencedor do Prémio Renaudot 2003, do Grande Prémio literário Elle 2004 e classificado como Livro do Ano pela revista Lire em 2003. Está traduzido em mais de 30 países. Em 2007, o seu romance O relatório de Brodeck foi galardoado com o Prémio Goncourt des lycéens. Realizou o filme Il y a longtemps que je t’aime, com Elsa Zylberstein e Kristin Scott Thomas, em 2008, vencedor de dois prémios César.

Imprensa:
Claudel descreve o indescritível, o minúsculo, o impercetível, com uma fluidez desconcertante, procura a palavra justa e por vezes até a rima, diverte-se, pensa, recorda, respira o mundo com prazer, e encanta-nos.Le Point
Com um talento inegável, Claudel reanima os lugares, as cenas, as emoções, com as suas cores e cheiros, sobre um fundo belo de silêncio.Le Figaro


Novidade Texto: Guia Prático para ser um chef de cozinha

Título: Guia Prático para ser um chef de cozinha
Autor: Louise Dixon
PVP: 9,90€
e-book: 4,99
N.º de Páginas: 176

Um livro de técnicas e dicas, destinado a todos os que gostam de cozinhar e fazer experiências na cozinha. Uma colecção de informações, dicas, factos, diversão e algumas receitas e truques que podem ajudá-lo em omentos difíceis.

Quer pretenda aprender o «básico», preparar refeições rápidas, cozinhar um prato mais gourmet ou, simplesmente, utilizar novos métodos na cozinha, este é o livro ideal para si.

Desde conselhos sobre manuseamento e preparação de alimentos, aos cortes das várias carnes, passando por técnicas e truques para tornar mais saborosas as suas sobremesas, este livro está repleto de dicas e truques – velhos, novos e alguns até surpreendentes – para confecionar os pratos mais variados.
Um verdadeiro tesouro que fará vir ao de cima o melhor de cada um na cozinha.

«Este livro é um tesouro de informações, dicas, receitas, histórias e divertimento!» Country Kitchen Magazine





O autor

Louise Dixon gosta de experimentar novas receitas e técnicas na cozinha, e de as partilhar.

Colóquio "Capitãs de Abril" com Ana Sofia Fonseca, Maria Barroso, Isabel Cid, Joana Melo Antunes - Moderação Maria Inácia Rezola



Não é mentira, Miguel Esteves Cardoso tem um novo livro, o sucessor de Como é linda a puta da vida

 Mais informações a 9 de Abril

Imagem... mil palavras #4


NASCENTE: Co-produtor da série "Em Contacto" regressa com "Quando o Céu nos Ensina a Viver"

Tudo no Universo tem uma razão. Nada acontece por acaso. Esta é a principal mensagem que, acredita James Van Praagh, os nossos entes queridos que já partiram têm para nós. Autor bestseller do New York Times e o médium mais conceituado da atualidade, James Van Praagh usa a sua capacidade para comunicar com o Outro Lado, partilhando connosco a Sabedoria dos espíritos e o que aprenderam no Céu.
Co-produtor da série Em Contacto (Ghost Whisperer), protagonizada pela actriz Jennifer Love Hewitt (série trasmitida na FOX) , James Van Praagh foi ainda co-produtor dos filmes Living With the Dead e The Dead Will Tell.

Quando o Céu nos Ensina a Viver é o mais recente livro do autor americano a chegar às livrarias nacionais (Nascente I 256 pp I 16,59€) e está repleto de histórias reais e impressionantes, através das quais os espíritos demonstram a importância de resolvermos os nossos problemas em vida. Este livro é um guia completo, elaborado a partir das mensagens reveladoras daqueles que já partiram.

• Liberte-se da bagagem emocional que o prende: não fique agarrado a sentimentos de culpa, arrependimento e medo.
• Pare de culpar os outros: reconheça a importância do karma e do perdão, e seja responsável pelos seus atos. • Mude a sua forma de encarar a vida: supere obstáculos, tenha pensamentos positivos e trabalhe o seu lado espiritual.


Sobre o autor:
James Van Praag é considerado o pioneiro entre os médiums e tem sido a voz do mundo dos espíritos desde há quase 30 anos. As suas mensagens trazem conforto e paz a milhões de pessoas, mudando a sua visão sobre o mundo dos dos vivos e dos mortos. Autor bestseller do New York Times, os seus livros estão publicados em mais de 60 países e traduzidos em 50 línguas.