quinta-feira, 3 de abril de 2014

A estreia de Álvaro Laborinho Lúcio na ficção, a 11 de abril nas livrarias

Título: O Chamador
Autor: Álvaro Laborinho Lúcio
Género: Ficção
N.º de páginas: 232
Data de lançamento: 11 de abril
PVP: 16,60 €

A estreia de Álvaro Laborinho Lúcio na ficção.
Num diálogo entre a imaginação e a memória, entre a fantasia e a realidade, um homem do teatro vai desfiando a trama da sua vida passada. Das ruas, praças e dos becos por onde andou, ergue o cenário de uma terra de que se apropria como sua. Da gente, esquecida ou marginalizada, constrói um alfabeto de nomes, e escolhe as personagens que «chama» para o acompanharem no caminho que conduz a uma possibilidade de verdade.
Na estreia ficcional de Álvaro Laborinho Lúcio, a itinerância intelectual, a mobilidade geográfica e social, a diversidade de tipos humanos retratados e a total disponibilidade para melhor os conhecer e compreender derivam do riquíssimo percurso pessoal e profissional do autor. Sempre ligado à Justiça, operando num setor da vida pública em que a garantia dos direitos de uns passa pela supressão dos direitos de outros, Laborinho Lúcio presta aqui homenagem aos proscritos e esquecidos da sociedade, e restitui-lhes a estatura humana que lhes é devida.

Sobre o autor:
Álvaro Laborinho Lúcio, mestre em Ciências Jurídico-Civilísticas pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e magistrado de carreira, é Juiz Conselheiro Jubilado do Supremo Tribunal de Justiça. De janeiro de 1990 a abril de 1996 exerceu, sucessivamente, as funções de secretário de Estado da Administração Judiciária, ministro da Justiça e deputado à Assembleia da República. Entre março de 2003 e março de 2006, ocupou o cargo de Ministro da República para a Região Autónoma dos Açores. Exerce atualmente as funções de Presidente do Conselho Geral da Universidade do Minho.

Apresentações do livro:





Sem comentários: