sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Bertrand publica A Hora Mágica de Kristin Hannah

Título: A Hora Mágica
Autor: Kristin Hannah
Género: Romance
Tradução: Lídia Geer
N.º de páginas: 464
PVP: 16,60 €

«Kristin Hannah é uma voz muito forte na ficção feminina» Booklist

No escarpado noroeste do Pacífico, situa-se a Olympic National Forest: centenas de milhares de hectares de sombras impenetráveis e extraordinária beleza. Do coração desta floresta antiga surge uma menina de seis anos. Sozinha e sem dizer uma palavra, não deixa transparecer nada acerca da sua identidade, do seu passado.
A pedopsiquiatra Julia Cates regressa à sua terra natal na sequência de um escândalo que lhe arruinou a carreira. A médica está decidida a libertar aquela extraordinária menina, a quem chama Alice, da prisão de um medo e isolamento inimagináveis. Para tentar chegar a ela, Julia tem de descobrir a verdade acerca do passado da criança, embora para isso precise da ajuda da sua irmã, uma agente da polícia de quem ela se afastou.
Os factos chocantes da vida de Alice vão pôr à prova a fé e a força de Julia, que tenta a todo o custo dar um lar a Alice… e a si própria.
Em A Hora Mágica, Kristin Hannah cria uma das suas personagens mais adoradas e uma história flamejante que fala da capacidade de resistência do espírito humano, do triunfo do amor e daquilo que significa ter um lar.

Sobre a autora:
É autora de inúmeros sucessos de vendas do New York Times. Nasceu em 1960 no sul da Califórnia, cresceu a brincar na praia e a fazer surf. Aos oito anos, a família mudou-se para o estado de Washington. Trabalhou em publicidade, licenciou-se em Direito e exerceu advocacia em Seattle. Quando a gravidez a obrigou a ficar de cama durante vários meses, Kristin retomou alguns textos antigos que tinha escrito em parceria com a falecida mãe, que sempre dissera que ela seria escritora. O marido encorajou-a e, assim que o filho nasceu, Kristin abandonou a anterior atividade profissional e dedicou-se à escrita a tempo inteiro. O primeiro êxito surgiu em 1990 e desde então que a sua profissão é escrever.
Já publicou 19 romances e ganhou prestigiados prémios como um Rita Award, em 2004, e o National Reader’s Choice. A sua obra está traduzida em várias línguas. Vive com o marido e o filho na costa noroeste dos Estados Unidos.
http://kristinhannah.com/


Bruno Vieira Amaral, autógrafos na Livraria Bertrand: Barreiro, Seixal e Almada



Ana Luísa Amaral no “Porto de Encontro” A poesia

A poesia está de regresso ao “Porto de Encontro”, com sessão marcada para 22 de novembro, às 17:00, na Casa das Artes
No próximo domingo, dia 22 de novembro, às 17:00, a poesia regressa ao “Porto de Encontro”. A XL edição deste ciclo de conversas com escritores é dedicada a Ana Luísa Amaral, e tem lugar na Casa das Artes (Porto).
Com E Todavia, a mais recente obra da poeta, em destaque, esta sessão conta com a participação de Isabel Pires de Lima, professora na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e ex-ministra da Cultura, sendo também de realçar a exibição de um excerto de um documentário, ainda por estrear, realizado por Nuno F. Santos. As habituais leituras serão asseguradas por Emília Silvestre.
De sublinhar que o próximo “Porto de Encontro”, o último de 2015, tem já convidado especial escolhido e data marcada: Bruno Vieira Amaral, o mais recente vencedor do Prémio Literário José Saramago, no dia 13 de dezembro (local a anunciar atempadamente).
Esta 40.ª edição do “Porto de Encontro” conta com a colaboração da Direção Regional de Cultura do Norte e tem o apoio do Jornal de Notícias, da Antena 1, do Porto Canal, das Livrarias Bertrand, da Porto Barros e da Arcádia.
Esta iniciativa está a ser divulgada no sítio do “Porto de Encontro” em www.portoeditora.pt/portodeencontro e também na página no Facebook em www.facebook.com/portodeencontro.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Novidade Bertrand: A Sexta Extinção, de James Rollins

Título: A Sexta Extinção
Autor: James Rollins
Género: Thriller
N.º de páginas: 496
Data de publicação: 13 de novembro
PVP: 17,70 €

Será tarde demais para parar a destruição da humanidade?
O décimo volume da série Força Sigma.
Uma estação de pesquisa militar envia uma mensagem angustiante, que termina pedindo que matem todos os que se encontram lá dentro.
O pessoal da base militar mais próxima acorre ao local e encontra todos os elementos da equipa mortos, não só os cientistas, mas também todos os seres vivos numa área de oitenta metros quadrados: todos os animais, plantas e insetos, incluindo as bactérias.
A terra tornou-se inteiramente estéril, e o fenómeno está a espalhar-se.
Com o intuito de travar o inevitável, o comandante Gray Pierce e a Força Sigma têm de descobrir uma ameaça que tem origem em tempos remotos, quando a Antártida era verde e toda a vida na Terra se equilibrava no fio da navalha. Seguindo as pistas de um mapa ancestral resgatado da Biblioteca de Alexandria, a Força Sigma descobrirá a verdade acerca de um velho continente e uma nova forma de morte enterrada debaixo de quilómetros e quilómetros de gelo. De segredos milenares saídos de um passado glacial até mistérios enterrados bem fundo nas selvas mais escuras dos nossos dias, a Força Sigma enfrentará o seu maior desafio de sempre: parar a iminente destruição da humanidade.
Mas será já tarde demais?

Sobre o autor:
É autor de vários thrillers internacionais, todos eles bestsellers
do New York Times, e os seus livros estão
publicados em mais de quarenta países. A sua série
Força Sigma, na qual se insere A Sexta Extinção, foi
considerada «no topo da lista das boas leituras» (New
York Times) e uma das «melhores leituras do género»
(revista People). Em cada romance, revelam-se mundos
invisíveis, descobertas científicas e segredos históricos
em que a ação tem um ritmo alucinante e a narrativa é
inteiramente original.
http://jamesrollins.com/


«Um Estranho no Coração»: A grande estreia de Eduardo Sá no romance


E se a vida nos desse uma segunda oportunidade de viver o primeiro amor? Um Estranho no Coração, a grande estreia de Eduardo Sá na ficção.

Romance de amor, de memórias, de reflexões, Um Estranho no Coração revela-nos uma faceta inesperada de Eduardo Sá. O contador de histórias continua presente, em cada página, em cada personagem. Mas desta vez usa como fio condutor uma única história, a de Gaspar; e nela projecta as suas (e as nossas) dúvidas, as decisões que tomamos, os desvios do caminho, as paragens sem porquê. E se nos oferece o balanço de uma vida vivida a medo, oferece-nos também uma ideia redentora: a segunda oportunidade, o eterno retorno.

Eduardo Sá é Psicólogo Clínico e Psicanalista, Professor da Universidade de Coimbra e do ISPA. É autor de artigos e de livros científicos na área da psicanálise e da psicossomática, e de livros de divulgação no âmbito da saúde familiar e da educação parental. Com mais de uma dezena de livros publicados na LeYa, o autor já vendeu acima de 75 mil exemplares. É director da Clínica “Bebés & Crescidos” e do Babylab – Laboratório de Psicologia do Bebé da Universidade de Coimbra. Colabora atualmente na Antena 1, na Revista Pais & Filhos e faz com Fátima Lopes o programa Amor em Tempo de Crise, na TVI.

Conheça a "Revolução da Mulher das Pevides"

A Saída de Emergência publica a reedição do romance A Revolução da Mulher das Pevides de Isabel Ricardo. Esta obra transporta-nos para os anos de terror das invasões francesas. A morte e a crueldade marchavam lado a lado com os exércitos veteranos de Napoleão. E enquanto a Família Real fugia para o Brasil, o povo ficava para suportar todo o tipo de humilhações

Na vila da Nazaré, Ana Luzindra é parteira de profissão e uma mulher simples. Para fazer frente aos canhões e balas dos franceses só tem uma arma: a sua estonteante beleza. Atraindo-os, um a um, para a morte na calada da noite, a jovem inspira toda uma comunidade e pegar em pedras e paus para expulsar os invasores. A Revolução da Mulher das Pevides, expressão da Nazaré que significa “algo insignificante”, foi tudo menos isso!

Pelo sobressalto que pregou aos franceses, e pela posterior vingança desproporcionada que estes praticaram sobre a Nazaré, acabou por ser um dos momentos mais importantes da invasão, e inspiraria o longo e árduo caminho dos portugueses e aliados até à derradeira vitória sobre as tropas do temível Napoleão. Recorrendo a uma pesquisa exaustiva, Isabel Ricardo oferece-nos um bilhete para um dos períodos mais importantes da História de Portugal.


Novidades Gradiva para novembro

Título: Histórias das Terras e dos Lugares Lendários
Autor: Umberto Eco
Colecção: «Fora de Colecção», n.º 459
N.º de Páginas: 478 
PVP: € 29,00

Novo livro de Umberto Eco

O melhor da erudição, imaginação e escrita numa obra de grande beleza

O nosso imaginário está habitado por terras e lugares que nunca existiram, nascidos da imaginação dos escritores. O autor propõe uma viagem pelos lugares lendários da literatura, dos poetas da antiguidade aos escritores contemporâneos de ficção científica, conduzindo o leitor num percurso de descoberta por essas terras de mito e fantasia. 


Título: Um Cisne Selvagem e Outros Contos
Autor: Michael Cunningham
Colecção: «Gradiva», n.º 158
N.º de Páginas: 140 
PVP: € 12,00

Lançada em simultâneo com a edição internacional, esta obra transforma os contos tradicionais em histórias su­blimes de revelação. Recontando dez histórias clássicas de fadas, Cunningham consegue aumentar‑lhes o misté­rio, dando‑lhes uma nova vida. Inclui belas ilustrações de Yuko Shimizu.

Título: Problemas & Estimativas
Resolução dos problemas do mundo no verso de um guardanapo
Autor: Lawrence Weinstein e John A. Adam
Coleção: «O Prazer da Matemática», n.º 42
N.º de Páginas: 308 
PVP: € 16,70

Quantas vacas existem na Índia? Quantos metros quadrados de pizza se comem nos EUA? Estes são exemplos de perguntas que muitas empresas de topo fazem em entrevistas de emprego, mas melhorar a ca­pacidade de aplicar conhecimentos quantitativos a múltiplos problemas da vida real é relevante por vários outros motivos. Um livro que não interessa apenas a matemáticos!

Título: Áustrias Espanhóis
Filipes portugueses

Autor:Fernando Alonso‑Fernández
Colecção: «Fora de Colecção», n.º 449
N.º de Páginas: 288 
PVP: € 22,69

Nesta obra notável, o autor traça o per­fil psicológico dos Áustrias espanhóis (Filipes portugueses), senhores de me­tade da Europa e do mundo, precurso­res do mapa geográfico que as nações tomariam à escala universal. Usando a psico‑história como método de estu­do, centra a investigação na pessoa em si, permitindo uma visão diferente dos acontecimentos.

Título: Não Saber
A arte de transformar incerteza em oportunidade
Prémio de Melhor Livro de Gestão, pelo CMI.
Colecção: «Fora de Colecção», n.º 458
N.º de Pàginas: 344 
PVP: € 14,50

Vivendo em tempos incertos e num mundo cheio de informação, este é um livro que fazia falta. Propõe‑nos que ata­quemos de frente o desconhecido, em vez de fugirmos dele, reenquadrando o conceito de Não Saber.

Título: Pfuu! Que Pivete é Este?
Autor: Glenn Murphy
Colecção: «Gradiva Júnior», n.º 152
N.º de Páginas: 168 
PVP: € 10,00

Tudo o que sempre quiseste saber sobre os cinco sentidos

Porque é que as meias suadas chei­ram tão mal? Que animal tem mais olhos? O que está dentro dos nossos ouvidos? Por que razão as aranhas fa­zem teias? Glenn Murphy responde a estas e muitas outras perguntas sobre os cinco sentidos, num livro que segue o registo de outras obras do autor, simultaneamente informativo e com grande sentido de humor.

Uma série de livros que... faz cientistas!





terça-feira, 17 de novembro de 2015

Viagem Literária faz as últimas paragens de 2015 em Beja e Faro

Mário de Carvalho e Sérgio Godinho são os convidados para a sessão de Beja, a 28 de novembro, e Gonçalo M. Tavares e Bruno Vieira Amaral viajam até Faro, no dia 5 de dezembro

No dia 28 de novembro, a partir das 17:00, o Teatro Pax Julia, em Beja, é o palco escolhido para a paragem da Viagem Literária no Alentejo, à boleia de Mário de Carvalho e do cantautor e escritor Sérgio Godinho.
Uma semana depois (5 de dezembro), o Teatro das Figuras, em Faro, recebe a última paragem de 2015: Gonçalo M. Tavares e Bruno Vieira Amaral, vencedor da edição 2015 do Prémio Literário José Saramago, são os convidados desta sessão.

Na estrada desde 25 de Abril de 2015, a Viagem Literária iniciou-se no distrito de Bragança e passou já por sete distritos. As etapas em Beja e Faro marcam as últimas sessões de 2015 deste verdadeiro festival literário itinerante, sempre à boleia de grandes autores e com uma excelente afluência de público. Em 2016, a Viagem recomeça nas Ilhas, com uma primeira paragem no Funchal, no dia 23 de janeiro.
Mário de Carvalho nasceu em Lisboa em 1944. O seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera, causou surpresa pelo inesperado da abordagem ficcional e pela peculiar atmosfera, entre o maravilhoso e o fantástico. Desde então, tem praticado diversos géneros literários, percorrendo várias épocas e ambientes, sempre em edições sucessivas. Nas diversas modalidades de Romance, Conto e Teatro, foram atribuídos a Mário de Carvalho os prémios literários portugueses mais prestigiados (designadamente os Grandes Prémios de Romance, Conto e Teatro da APE, o prémio do PEN Clube e o prémio internacional Pégaso). Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas. Recentemente, foi agraciado com o Grande Prémio de Conto "Camilo Castelo Branco" CM Vila Nova de Famalicão/APE pelo livro A Liberdade de Pátio (Porto Editora, 2014).
Cantor, compositor, escritor (para adultos e crianças), ator (de teatro e cinema), realizador, Sérgio Godinho é, para citar uma das suas canções clássicas, o verdadeiro “homem dos sete instrumentos”. Mas, numa carreira artística de invejável longevidade, que se prolonga há mais de 40 anos de modo quase intocável, foi o seu trabalho enquanto cantor-compositor que o tornou num ícone capaz de reunir à volta das suas canções gerações de diferentes idades, vivências e aspirações. “O Primeiro Dia”, “A Noite Passada”, “É Terça-Feira”, “Com um Brilhozinho nos Olhos”, “Espectáculo”, “Cuidado com as Imitações”, “Lisboa que Amanhece”, “Liberdade”, “Coro das Velhas”, “Dancemos no Mundo”, “Barnabé”, “O Velho Samurai” para apenas citar uma dúzia, atestam o seu talento para traduzir de modo pessoal, numa conjugação inseparável de palavras e melodias, experiências e emoções universais.
Bruno Vieira Amaral nasceu em 1978. Formado em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE, é crítico literário, tradutor, e autor do Guia Para 50 Personagens da Ficção Portuguesa e do blogue Circo da Lama. Colabora com a revista Ler e é assessor de comunicação das editoras do Grupo Bertrand Círculo. As Primeiras Coisas é o seu primeiro romance, e foi distinguido com o Prémio PEN CLUBE Narrativa, Prémio Literário Fernando Namora e Prémio Literário José Saramago 2015.
Gonçalo M. Tavares nasceu em 1970. Desde 2001 publicou livros em diferentes géneros literários. Os seus livros receberam vários prémios em Portugal e no estrangeiro e deram origem, em diferentes países, a diversos trabalhos artísticos e académicos. Em 2010, o seu livro Aprender a Rezar na Era da Técnica recebeu o Prémio do Melhor Livro Estrangeiro em França. É um dos dez escritores que fazem parte do Comité do Finnegan’s List 2014, European Society of Authors. Está a ser traduzido para cerca de trinta línguas.
Até setembro de 2016, esta iniciativa vai percorrer mais 7 capitais de distrito e as duas capitais das Regiões Autónomas, levando os escritores ao encontro dos seus leitores, contribuindo para a descentralização e democratização do acesso à cultura. Em cada cidade estarão à conversa dois escritores, com moderação do jornalista João Paulo Sacadura. Os espaços em que decorrerão as sessões serão, preferencialmente, os teatros municipais, por forma a permitir a participação de centenas de leitores, e os bilhetes serão gratuitos.
A “Viagem Literária” tem espaços próprios de contacto com o grande público: no site da Porto Editora, no Facebook e no Instagram.


Novidade Bertrand: Ardenas 1944, de Antony Beevor

Título: Ardenas 1944
Autor: Antony Beevor
Género: Ensaio/ História
N.º de páginas: 544
Data de publicação: 13 de novembro
PVP: 22,20 €

A última jogada de Hitler.
No dia 16 de dezembro de 1944, Hitler deu início à sua «última jogada» nas florestas e desfiladeiros cobertos de neve das Ardenas. Estava convicto de que seria capaz de dividir os Aliados se os empurrasse até Antuérpia, obrigando os canadianos e os britânicos a saírem da guerra. Embora os seus generais tivessem dúvidas sobre o êxito da ofensiva, os oficiais mais jovens e menos graduados estavam desesperados por acreditar que as suas casas e as suas famílias podiam ser salvas do Exército Vermelho, que se aproximava, vingador, de leste. Muitos exultavam perante a expectativa de contra-atacar. A ofensiva nas Ardenas, que envolveu mais de um milhão de homens, tornou-se a maior batalha da guerra na Europa Ocidental. As tropas americanas, apanhadas de surpresa, deram por si a lutar contra dois exércitos de Panzers. Os civis belgas fugiram, justificadamente com receio da vingança alemã. O pânico espalhou-se até Paris. Muitos americanos desertaram ou renderam-se, mas muitos outros mantiveram-se heroicamente firmes, atrasando o avanço alemão. O inverno rigoroso e a selvajaria da batalha tornaram-se comparáveis aos da frente ocidental. E depois dos massacres da Waffen-SS, até os generais americanos deram a sua aprovação quando os seus homens mataram alemães que se rendiam. A Batalha das Ardenas quebrou finalmente a Wehrmacht.

Sobre o autor:
Os livros de Antony Beevor incluem Paris Após a Libertação, 1944-1949 (escrito com a sua mulher, Artemis Cooper); Estalinegrado, vencedor do Samuel Johnson Prize, do Wolfson Prize na área de História e do Hawthornden Prize na área de Literatura; A Queda de Berlim – 1945, vencedor do primeiro Longman-History Today Trustee’s Award e considerado um dos melhores livros da primeira década do século XXI pelo New York Times e pelo Telegraph; A Guerra Civil de Espanha e, mais recentemente, Dia D e A Segunda Guerra Mundial.
www.antonybeevor.com


A Contadora de Histórias - Jodi Picoult [Opinião]

Título: A Contadora de Histórias
Autor:
Jodi Picoult
Género: Romance
Tradução: Maria da Graça Pinhão e José Vala Roberto
N.º de páginas: 520
PVP: 17,70€

Uma das mais bem-sucedidas escritoras da atualidade conta a história de uma amizade improvável cujo futuro sofrerá implicações vindas do passado.
Sage Singer é padeira de profissão. Trabalha de noite, a preparar o pão e os bolos para o dia seguinte, tentando fugir a uma realidade de solidão, a más memórias e à sombra da morte da mãe. Quando Josef Weber, um velhote que faz parte do grupo de apoio de Sage, começa a passar pela padaria, os dois forjam uma amizade improvável. Apesar das diferenças, veem um no outro as cicatrizes que mais ninguém consegue ver. Tudo muda no dia em que Josef confessa um segredo vergonhoso há muito escondido e pede a Sage um favor extraordinário. Se ela disser que sim, irá enfrentar não só as repercussões morais do seu ato, mas também potenciais repercussões legais. Agora que a integridade do amigo mais chegado que alguma vez teve está manchada, Sage começa a questionar os seus pressupostos e as expectativas em torno da sua vida e da sua família.
Um romance profundamente honesto, em que Jodi Picoult explora graciosamente até onde podemos ir para impedir que o passado dite o nosso futuro.

A minha opinião: 
Sage Singer é uma rapariga peculiar. Padeira de profissão, vive isolada praticamente de toda a gente. Uma cicatriz na cara impede-a de ter relacionamentos com as pessoas, levando-a a fechar-se cada vez mais. Tem como amiga a sua patroa, uma ex-freira, e um velhote que conhece de um grupo de apoio ao luto. No entanto, essa amizade está presa por um fio. O que Sage não sabe é que Josef, o velhote, carrega consigo um segredo terrível e que deseja partilhar com aquela rapariga solitária, descendente de judeus. 

Quem lê Jodi Picoult sabe que a escritora norte americana aborda sempre temas chocantes nos seus livros. A Contadora de Histórias, não é excepção. Neste penúltimo livro, publicado pela Bertrand, é abordado o tema do Holocausto, que apesar de tantas vezes repetido e batido e tantas vezes lido por mim, acaba sempre por chocar e surpreender, embora, neste caso, saber que se trata de uma história de ficção. 

«Dentro de cada um de nós existe um monstro; dentro de cada um de nós existe um santo. A verdadeira questão é qual deles alimentamos melhor, qual deles destruirá o outro.» pag. 132

Este é um livro surpreendente porque contempla uma história dentro de várias histórias. Obviamente que contá-las nesta minha opinião seria desvendar muito da magia deste livro e isso iria perder-se. Obviamente o livro não se resume às personagens de Josef e Sage, embora estas sejam determinantes para a evolução do livro. No entanto, muitas mais se seguirão que serão tão ou mais ricas.


E depressa nos embrenhamos na história de vida delas, do Holocausto, do que se viveu na Segunda Guerra Mundial, porque a Jodi Picoult tem a particularidade de fazer isso com os seus livros, daí conseguir tantos leitores por todo o mundo. 
Portugal não é excepção. 
Por isso mesmo, A Contadora de Histórias foi um dos melhores livros que li este ano. 
Excelente!



segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Novidade Bertrand: Feliz Aniversário de Danielle Steel

Título: Feliz Aniversário
Autor: Danielle Steel
Género: Romance
N.º de páginas: 256
PVP: 17,70 €

Três pessoas. Três aniversários. Três momentos decisivos.
Valerie Wyatt é a rainha da elegância. Desde que se divorciou, há já bastante tempo, criou um programa de televisão com muito êxito e chegou ao auge da carreira. Vive numa penthouse da Quinta Avenida e tem uma vida cheia de estilo.
Então, porque se sente tão deprimida? Porque todas aquelas horas que passa com o seu treinador pessoal, os cabeleireiros e cirurgiões plásticos não conseguem camuflar a verdade: Valerie vai fazer sessenta anos.
A sua filha, April, gasta todas as suas energias no restaurante original e bem-sucedido que gere em Nova Iorque. Não tem vida amorosa nem perspetivas para tal. Mas a sua vida está prestes a mudar numa manhã em que tem consciência do seguinte: tem trinta anos. e o que fez da sua vida?
Jack Adams é o crítico desportivo mais carismático da televisão. Doze anos depois da reforma, continua a sair com jovens de vinte e tal anos mãos bonitas. Mas Jack acorda no dia em que faz cinquenta anos cheio de dores nas costas, a sentir todo o peso da sua idade.

Sobre a autora:
É a mais popular das autoras contemporâneas e já entrou no Guinness World Records por ter tido um ou mais livros seus durante 381 semanas consecutivas na lista de best-sellers do New York Times.
Em 2002, a autora foi galardoada com a prestigiante Ordre des Arts et des Lettres pelo seu contributo de uma vida para a cultura mundial.
É ainda fundadora de duas instituições de solidariedade, em memória do seu filho Nick: a Nick Traina Foundation, que apoia doentes do foro psiquiátrico e crianças vítimas de maus-tratos, e a Yo! Angel!, que ajuda os sem-abrigo.
A autora, mãe de nove filhos, vive em São Francisco e Paris.
www.daniellesteel.net
www.daniellesteel.com


Apresentação do livro Uma Noite Caiu Uma Estrela, de David Machado, na Ler Devagar, dia 21 de Novembro, às 15h30



Bertrand publica Bem-vindos a Joyland de Stephen King

Título: Bem-vindos a Joyland
Autor: Stephen King
Género: Ficção
N.º de páginas: 256
PVP: 17,70 €

Quem se atreve a entrar no parque de diversões do medo?
Carolina do Norte, 1973. Na esperança de conseguir esquecer a namorada que lhe despedaçou o coração, Devin Jones, um estudante universitário, vai trabalhar na Joyland, um parque de diversões. Contudo, acaba por se ver confrontado com algo muito mais terrível: uma rapariga, Linda Gray, vítima de um perverso homicídio, cujo espírito assombra o comboio-fantasma. O assassino ainda está à solta e Devin decide encontrá-lo.
O mestre do terror mistura na mesma história um policial, uma história de terror e um romance agridoce que agarra o leitor até ao fim.

Sobre o autor:
Stephen King é um dos mais populares autores contemporâneos. Escreveu mais de quarenta livros, incluindo Carrie, A História de Lisey e Cell, Chamada para a Morte. Recebeu diversos prémios literários ao longo da sua carreira, incluindo o Bram Stoker Award, o World Fantasy Award, o Nebula Award e o prestigiado National Book Award. Conta hoje com mais de trezentos milhões de exemplares vendidos em cerca de trinta e cinco países. Números e um currículo impressionantes a fazerem jus ao seu estatuto de escritor mais bem pago do mundo.
www.stephenking.com

Apresentação de Talismã de Mário Zambujal



Novidades Planeta a partir de 18 de novembro

NÃO FICÇÃO
Título: António Sampaio da Nóvoa 
O Candidato Improvável
Autor: 
Filipe S. Fernandes
N.º de Páginas: 208 + 8 páginas 
PVP: 16,65€
Nas livrarias a partir de 18 de Novembro

«As palavras que procurei ao longo da minha vida, do meu trabalho e que agora compartilho convosco: liberdade, futuro e compromisso.»
Um livro necessário para conhecer o candidato menos conhecido pelos portugueses, mas muito reconhecido.

António Sampaio da Nóvoa foi reitor da Universidade Clássica de Lisboa entre 2006 e 2013, tendo sido o grande obreiro da fusão entre esta universidade e a Universidade Técnica de Lisboa.

A capacidade de dar uma dimensão maior aos cargos que ocupa fez dele uma voz contra a austeridade e a falta de alternativas, que teve o momento alto no discurso oficial do Dia de Portugal, das Comunidades e de Camões a 10 de Junho de 2012 em Lisboa.

Nesse mesmo dia nasceu um candidato à Presidência da República.

Era um candidato improvável, que se tornou incontornável no jogo político e que quer ser um presidente presente.

A família, a infância, a juventude, a academia e a candidatura – tudo sobre este candidato improvável, que, não sendo político, ganhou uma dimensão política inegável na sequência dos seus discursos, onde arrisca sempre falar alto sobre o estado do País.

«Fiz a minha vida na universidade. Em todos os lugares que ocupei, nunca quis ocupar lugares. Se tenho algum projecto de vida, todos os meus amigos o sabem, é poder ler e escrever até ao fim dos dias. Mas é verdade que sinto uma certa responsabilidade geracional. Sinto que quando chegamos a um determinado momento das nossas vidas, e se pudermos ajudar em certas coisas, temos a obrigação de o fazer. Sempre que seja para uma lógica de mudança, estarei disponível. Disse uma vez: “Não quero nada, mas estou disposto a dar tudo.”» Excerto do livro

Filipe S. Fernandes, jornalista e autor desta biografia não autorizada que foi escrita com o conhecimento, participação e contributo de Sampaio da Nóvoa, teve acesso a fotografias e a documentação variada, e entrevistou mais de uma dezena de pessoas – familiares e amigos, colegas da universidade e companheiros, mas também vozes críticas, opositores e adversários do candidato presidencial.

Aborda os discursos mais emblemáticos de António Sampaio da Nóvoa, que o fizeram destacar-se no plano político. E apresenta o essencial da candidatura de António Sampaio da Nóvoa – objectivos e propostas.

«O Presidente não governa, nem legisla, tem um poder moderador e regulador. Não deve, por isso, apresentar-se aos portugueses com um programa de governo. Mas o Presidente tem uma enorme responsabilidade, que recebe através da eleição por sufrágio universal e directo. Tem, por isso, a obrigação de expor, com clareza, as suas ideias para Portugal, dizer o que pensa sobre as grandes questões, agitar ideias, agir com um pensamento de futuro.» Excerto do livro

Sobre o autor:
É licenciado em Ciências da Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e jornalista. É autor de Isabel dos Santos- Segredos e Poder do Dinheiro, Fortunas & Negócios -Empresários do Século XX, Organizem-se! A Gestão Segundo Fernando Pessoa, À Minha Maneira – Como Salazar Resolveu o Grande Escândalo Financeiro do Estado Novo, As Vítimas do Furacão Espírito Santo, Homem Sonae, 20 Anos do Diário Económico e Livro de Estilo do Diário Económico. Em co-autoria: com Hermínio Santos, Excomungados de Abril; com Luís Villalobos, Negócios Vigiados, e com Isabel Canha, António Champalimaud: Construtor de Impérios. Coordenou a edição de Memórias de Economista.

Título: Mandalas e outros desenhos de Natal para colorir Autor: Antonio F. Rodriguéz Esteban
N.º de Páginas: 128 
PVP: 12,20€
Nas livrarias a partir de 18 de Novembro

Um livro especialmente dirigido ao público adulto que vai ajudar a descontrair e a serenar a mente.
Mandalas e Outros Desenhos de Natal para Colorir contém frases inspiradoras e belíssimas ilustrações com motivos natalícios que acabarão por se transformar em verdadeiras obras de arte. 
Colorir é uma terapia extremamente eficaz no combate à tristeza, à apatia ou ao stress.
E permite equilibrar a mente, aumentar a concentração e favorecer o relaxamento.
Atreva-se a explorar a dimensão de cor e atenção que lhe proporcionará uma sensação de serenidade incomparável.

Título: Desperdício Zero Na Cozinha
Autor: Alexandre Fernandes
PVP: 14,41€ 
N.º de Páginas: 144 páginas
Nas livrarias a partir de 18 de Novembro

Comer saudável é aproveitar todos os nutrientes que os alimentos nos dão: compre menos, desperdice pouco, coma melhor!
O autor e nutricionista Alexandre Fernandes, um dos convidados nas celebrações dos 70 anos da UNESCO/Dia Mundial da Ciência, propõe neste livro poupar dinheiro e energia, aproveitando cascas, talos e folhas dos alimentos, reaproveitando sobras de forma imaginativa e evitando ao máximo o desperdício.
Mais de 60 receitas saborosas e nutritivas para aproveitar integralmente os alimentos e ter desperdício zero na cozinha, no Ano Internacional dos Solos.
Desperdício Zero tem como objectivo apresentar algumas das muitíssimas receitas que previnem o desperdício alimentar, de forma a ajudar a erradicar a fome, a poupar algum dinheiro e a proteger o meio ambiente.
Diz-se que a mudança passa por comportamentos e atitudes cultivadas no dia-a-dia e que as boas acções começam em casa. Logo, essa mudança pode ser feita por si, já hoje.
Garanta a todos nós um futuro risonho preservando desde já o meio ambiente.
A alimentação é uma das maiores preocupações do nosso dia-a-dia.
Comprar os alimentos e prepará-los de maneira adequada torna-se cada vez mais importante, diante das dificuldades económicas que existem.
Por isso, um dos hábitos que devemos interiorizar no quotidiano é aproveitar integralmente todas as partes dos alimentos, para evitar o desperdício.
E isso significa aproveitar tudo o que for possível dos alimentos e nunca deitar fora o que nos pode servir como fonte de nutrientes ou ajudar-nos a alcançar uma alimentação equilibrada e saudável.
Evitando o desperdício, os gastos com a alimentação podem ser reduzidos – e muito!
Não deite fora as partes dos alimentos que podem ajudar – a qualquer um de nós, como da nossa família – a ter uma refeição mais completa, com tudo o que é necessário para o crescimento e a saúde do organismo.

RECOMENDADO POR:
. UNESCO - COMITÉ NACIONAL PARA O PROGRAMA INTERNACIONAL DE GEOCIÊNCIAS (IGCP) – PORTUGAL;
. SOCIEDADE PORTUGUESA DE NUTRIÇÃO COMUNITÁRIA

Sobre o autor
É licenciado em Nutrição e Engenharia Alimentar (2002) e em Ciências da Nutrição (2010). Realizou várias pós-graduações em diferentes áreas ligadas à saúde e nutrição e marketing é orientador em diversas formações. Presença habitual nos meios de comunicação social tem sido convidado, ao longo dos últimos anos, a participar em programas de rádio e televisão. A sua colaboração estende-se a jornais e revistas. A par da sua actividade clínica, é autor de vários livros sobre saúde e nutrição: Cascas, Talos, Folhas e Outros Tesouros Nutricionais, (Planeta, 2012), que foi um êxito, com várias edições em Portugal, publicado também em Espanha; e de Emagrecer sem Sacrifícios (Planeta, 2013) e Dieta do Chocolate (Planeta, 2015). Para mais informações consulte o site do autor: www.bemnutrir.com