segunda-feira, 23 de abril de 2018

A Estranha Morte da Europa por Douglas Murray

A Desassossego convidou Douglas Murray, editor do The Spectator para vir a lisboa nos dias 9 e 10 de maio, falar sobre o livro A Estranha Morte da Europa.

A Estranha Morte da Europa é o relato de um continente e de uma cultura à beira do suicídio, segundo o autor. A queda nas taxas de natalidade, a imigração em massa e a cultura da autodesconfiança e do ódio tornaram os europeus incapazes de se defender e de resistir à sua transformação abrangente como sociedade.

Este livro não é apenas uma análise da realidade demográfica ou política, é também o testemunho de um continente em autodestruição. Em cada capítulo, Murray dá um passo atrás e analisa os temas mais profundos que estão por detrás da possível morte da Europa, de uma atmosfera de ataques terroristas em massa à estável erosão das nossas liberdades. Aborda o desapontante falhanço do multiculturalismo, a viragem de Angela Merkel em relação às migrações e a fixação do Ocidente na culpa.

Viajando até Berlim, Paris, Escandinávia, Lampedusa e Grécia, o autor desvenda o mal-estar no coração da cultura europeia e ouve as histórias daqueles que chegaram vindos de longe. E termina com duas visões da Europa – uma de esperança e uma pessimista – que retratam um continente em crise e oferecem uma escolha do que podemos fazer no futuro.

Sobre o autor: 
Douglas Murray é editor associado da The Spectator e escreve frequentemente para várias publicações, incluindo o The Sunday Times e o The Wall Street Journal. Foi diretor do Centre for Social Cohesion, que reúne especialistas que estudam o extremismo e o terrorismo no Reino Unido, e é atualmente diretor associado da Henry Jackson Society. É presença frequente na comunicação social britânica, tendo já discursado no Parlamento inglês, no Parlamento Europeu e na Casa Branca.





Sem comentários: