segunda-feira, 23 de abril de 2018

E se a Terra fosse o planeta mais absurdo do universo?


Depois da publicação de Como Parar o Tempo, a Topseller publica o novo livro de Matt Haig — Os Humanos.

Um alien apropria-se da identidade de um génio matemático para destruir as provas de uma descoberta que poderá representar um avanço gigantesco para a Humanidade.

Contudo, acaba por se afeiçoar aos humanos e tem uma escolha a fazer: obedecer às ordens da sua espécie ou dar uma oportunidade ao berlinde azul do Universo.

Sinopse:
E se a terra fosse o planeta mais absurdo do universo?

O professor Andrew Martin, génio matemático, acaba de descobrir a chave para os maiores mistérios do Universo. Ninguém sabe do salto que isto representará para a Humanidade… exceto seres evoluídos de outro planeta.

Determinados a impedir que esta revelação caia nas mãos de uma espécie tão primitiva quanto os humanos, estes seres enviam um emissário para destruir as provas. E é assim que um alien intruso, completamente alheio aos costumes, chega à Terra. Rapidamente, ele descobre que os humanos são horrendos e têm hábitos ridículos — comida dentro de embalagens, corpos dentro de roupas e indiferença por trás de sorrisos… Esta espécie não faz sentido!

Durante a sua missão, sob a pele e identidade de Andrew Martin, este alien sente-se perdido e odeia todos os terráqueos. Exceto, talvez, Newton, um cão. Contudo, quanto mais se envolve com os que o rodeiam mais fica a perceber de amor, perda, família; e de repente está contagiado: será que afinal há qualquer coisa de extraordinário na imperfeição humana?

«Divertido e original. Matt Haig analisa e satiriza as nossas noções de amor, casamento, imortalidade e misericórdia, com uma elegância e astúcia cativantes.» — The Times

«O romance hilariante de Matt Haig põe a raça humana sob a lupa.» — The Guardian

Os Humanos é uma edição Topseller (17,69€ | 320 pp.) e os primeiros capítulos estão disponíveis aqui.


Sobre Matt Haig:
Matt Haig foi jornalista, tendo colaborado com o Guardian, o Sunday Times e o Independent. Escreveu o seu primeiro livro em 2004 e, desde então, nunca mais parou. Autor bestseller com obras para adultos e para o público mais jovem, venceu o Blue Peter Book Award, o Smarties Book Prize e foi três vezes finalista do prémio literário Carnegie Medal.

Os seus livros estão traduzidos em mais de 30 línguas. O Guardian considerou a sua escrita «deliciosamente estranha», e o New York Times tem-no como um «escritor de grande talento» capaz de narrativas «divertidas, fascinantes e arrebatadoras».

Saiba mais sobre o autor em: www.matthaig.com.



Sem comentários: