quinta-feira, 26 de abril de 2018

Jo Nesbø traz-nos um thriller numa adaptação contemporânea de Shakespeare, enquanto Andri Snær Magnason apresenta-nos uma distopia

Jo Nesbø e Andri Snær Magnason são dois autores que dispensam apresentações. O primeiro por ser um dos mais célebres escritores de thrillers da atualidade, estando publicado em mais de 50 línguas e com 33 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. O segundo por se tratar de um dos mais aclamados e admirados escritores islandeses, autor de poesia, teatro, ficção e não ficção, tendo chegado também a candidatar-se à presidência da Islândia.

Se por um lado Jo Nesbø traz-nos um thriller repleto de ação e suspense através do inspetor Macbeth numa adaptação contemporânea da obra de Shakespeare, por outro lado Andri Snær Magnason confronta o leitor em LoveStar com uma distopia incrivelmente plausível, através de uma descrição criativa que apela à reflexão sobre até onde deveremos permitir que a tecnologia, cálculos e estatísticas influenciem a vida humana.

Em Macbeth, Jo Nesbø apresenta-nos o inspetor Macbeth, um homem suscetível a tendências paranoides e violentas, e concentrado em acabar com um persistente problema de drogas na cidade. Uma história irresistível de amor e culpa, de ambição política e inveja, que explora o mais negro da natureza humana e a mente criminosa.

Já em LoveStar, num futuro próximo a empresa LoveStar controla todos os aspetos da vida humana. Ingriði e Sigríður não foram calculados para ficarem juntos, mas acreditam que se trata de um erro. Uma distopia em que o marketing e a tecnologia governam o mundo, mas não conseguem eliminar definitivamente o amor e a ânsia de viver.

Título: Macbeth
Autor: Jo Nesbo
Género: Literatura / Thriller 
Tradução: Maria Dulce Guimarães da Costa 
N.º de páginas: 528
PVP: € 19,90

Sinopse de Macbeth:
Passado nos anos 70, numa cidade industrial cinzenta e chuvosa, a força policial da zona está concentrada em acabar com um persistente problema de drogas. Duncan, chefe da polícia, é um idealista e visionário, um sonho para a população e um pesadelo para os criminosos. O comércio das drogas é liderado por dois homens, um dos quais, mestre da manipulação chamado Hécate, tem ligações aos poderes mais levados. E pretende usá-las para conseguir escapar ileso.
O seu plano consiste em manipular, de forma consistente e persistente, o inspetor Macbeth, um homem já de si suscetível a tendências paranoides e violentas. O que se segue é uma história irresistível de amor e culpa, de ambição política e inveja, que explora os recantos mais negros da natureza humana, assim como as aspirações da mente criminosa.

Sobre Jo Nesbø:
é um dos mais célebres autores de thrillers do mundo. Os seus livros são bestsellers internacionais e estão publicados em mais de 50 línguas, com cerca de 33 milhões de exemplares vendidos.
Antes de se tornar escritor, Nesbo foi jogador de futebol da primeira liga norueguesa, mas uma lesão no joelho impediu-o de prosseguir com o seu sonho. Estudou Economia e formou a banda pop Di derre, que alcançou os tops na Noruega. Mas Nesbo continuou a trabalhar como analista financeiro, apesar do seu sucesso na música. Quando uma editora lhe encomendou um livro de memórias acerca da sua vida de músico «na estrada», ele escreveu, em vez disso, o primeiro livro protagonizado por Harry Hole, O Morcego.

Título: Love Star
Autor: Andri Snær Magnason:
Género: Literatura / Thriller 
Tradução: João Reis
N.º de páginas: 264 
PVP: € 16,60
Sinopse de LoveStar:
Num futuro próximo, a empresa LoveStar controla todos os aspetos da vida humana, incluindo o amor e a morte. Os seres humanos vivem agora «sem fios», o que dá rédea solta ao consumo, à tecnologia e à ciência. O serviço da REMORSOS permite eliminar dúvidas sobre caminhos que não foram seguidos, os mortos são lançados em foguetões para o espaço, de maneira a poderem regressar à Terra em todo o esplendor e o programa da inLove junta os casais perfeitos.

Ingriði e Sigríður não foram calculados para ficarem juntos, mas estão convictos de que se trata de uma mera formalidade. Mas quando a inLove une Sigríður a outra pessoa, a utopia que criaram começa a desmoronar-se.
Uma visão do futuro em que o marketing e a tecnologia governam o mundo, sem nunca conseguir contudo eliminar definitivamente o amor e a ânsia de viver.

Sobre Andri Snær Magnason:Andri Snær Magnason é um dos escritores mais célebres e admirados da Islândia, autor de poesia, teatro, ficção e não ficção. LoveStar foi «Livro do Ano» dos livreiros islandeses, foi nomeado para o Prémio Literário da Islândia e recebeu o DV Literary Award. Foi ainda selecionado para o prémio Philip K. Dick. O autor vive em Reiquiavique.


Sem comentários: