domingo, 2 de abril de 2017 | By: Maria Manuel Magalhaes

O Poder das Pequenas Coisas - Jodi Picoult [Opinião]

Título: O Poder das pequenas coisas
Autor:
Jodi Picoult
Coleção: Grandes Narrativas nº 656
Tema: Ficção e Literatura
Título Original: Small Great Things
Tradução: Manuela Madureira
PVP: 19,90 €
Páginas: 512

Sinopse:
Bestseller do New York Times
Direitos para cinema já adquiridos
Ruth Jefferson é uma enfermeira obstetra com mais de vinte anos de experiência. Um dia, durante o seu turno , começa uma avaliação de rotina a um recém-nascido. Minutos depois é informada de que lhe foi atribuído outro paciente. Os pais do bebé são supremacistas brancos e não querem que Ruth, afro americana, toque no seu filho. O hospital acede a esta exigência, mas no dia seguinte o bebé enfrenta complicações cardíacas. Ruth está sozinha na enfermaria. Deve ela cumprir as ordens que lhe foram dadas ou intervir? O que se segue altera a vida de todos os intervenientes e põe em causa a imagem que têm uns dos outros.
Com uma empatia, inteligência e simplicidade notáveis, Jodi Picoult aborda temas como a raça, o privilégio, o preconceito, a injustiça e a compaixão num livro magistral sem respostas fáceis.

A minha opinião: 
Cada livro de Jodi Picoult e uma verdadeira surpresa. A autora norte-americana aborda, quase sempre, temas polémicos, mas sempre bem explorados e fundamentados. 

E é desta forma que a autora conquista os seus leitores, tão fiéis, ao que ela escreve. É fácil gostar-se da escrita dela. Muitos podem pensar que é lamechas, que é de lágrima fácil, talvez. Mas isso acontece porque a sua escrita nos toca tão profundamente que é impossível não nos revermos em algumas situações ou até sermos transportados para a história em si. 

Comigo acontece constantemente e este livro não foi excepção. Estava a lê-lo num local público e tive de disfarçar uma lágrima que teimava em sair. 

Mas são esses livros que me tocam realmente e me fazem pensar na sociedade atual. 

O tema do racismo é por demais falado e retratado em inúmeros livros, mas Jodi faz com que pensemos realmente nele e nas nossas acções perante tal acto. Sobretudo quando o tom da nossa pele é claro...

Como já devem ter percebido, em O Poder das pequenas coisas Picoult aborda o tema do racismo aliado à ética profissional. Ambos podem estar muito próximos e custar uma vida. E quando uma das personagens, ou melhor, uma família é supremacista branco o que poderá acontecer quando se lhes depara uma enfermeira negra? 

"Houve um momento - uma batida do coração, um sopro - em que todas as diferenças de educação e dinheiro e cor de pele se evaporaram como miragens num deserto, em que toda a gente era igual, e era apenas uma mulher a ajudar a outra"

Jodi cria uma enfermeira obstinada, batalhadora e que deseja em tudo ter uma vida com os mesmos direitos de uma pessoa branca. Mas apesar de tudo o que lutou, apesar de todas as mudanças que surgiram na sua vida, ela constata que nada muda, mesmo que tenha estudado e que se tenha inserido numa sociedade maioritariamente branca. E prova que discriminação e xenofobia anda por toda a parte, mesmo por aqueles que nos são mais próximos. Adorei Ruth pela sua sinceridade, por ter os pés bem assentes na terra e pelo seu sentido de justiça. 

"Os bebés são como uma tela em branco. Não vêm a este mundo com os pressupostos dos pais, nem as promessas que a sua Igreja dará, nem a capacidade de dividir as pessoas em grupos de que gostam e de que não gostam."

Leiam por favor. É muito bom.