quinta-feira, 29 de setembro de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidades Planeta para outubro

Ficção
Título: Oferenda à Tempestade
Autor: Dolores Redondo
N.º de Páginas: 488
PVP: 20,95€
Nas livrarias a partir de 4 de Outubro

Chega ao fim a trilogia do Baztán, com o terceiro livro de uma série diferente, onde o imaginário e a mitologia se entrecruzam na vida real.

Mais de 1 milhão de leitores.
Um sucesso em todo o mundo
Publicado em 34 países.
Um thriller poderoso e intenso, repleto de tensão e intriga.
«Três romances policiais de alto nível, com uma protagonista
fascinante e um belíssimo olhar sobre a mitologia basca» Isabel Allende
«Dolores Redondo inova como poucos escritores conseguem num
tempo tão saturado de livros policiais.» João Céu e Silva, Diário de Notícias

Uma história inquietante apoiada numa investigação forense exímia, e intensificada pela atmosfera mística das lendas bascas.
Uma trilogia que partilha com o romance escandinavo a sua faceta mais negra e psicólogica, e com o thriller norte-americano a parte mais racional e científica.
Peter Nardermann, produtor de Millenium, comprou os direitos para filme e as filmagens já começaram na povoação basca de Elizondo.

O QUE SE DESTACA NESTA TRILOGIA
A protagonista, Amaia Salazar, uma inspectora da Polícia Foral, mulher forte, determinada e competente, chefia uma investigação macabra. Uma mulher independente mas ensombrada pelo passado.
A atmosfera misteriosa do vale de Baztán é a grande personagem de fundo.
A riqueza da descrição dos locais do crime, denota uma profunda investigação da autora.
A exploração da vida pessoal e segredos das personagens que a autora desenvolve de forma paralela no decorrer da investigação.
Os elementos místicos da história: a imprensa dá um nome ao perigoso assassino em série, Basajaun, uma vez que desaparece sem deixar rasto, e deixa os cadáveres de raparigas adolescentes em cenas macabras: afogadas com cordas, roupas rasgadas, pêlos púbicos rapados e as mãos dispostas em posição virginal.
A diferença: uma história poderosa onde o imaginário e a mitologia se entrecuzam na vida real.

O QUE DIZ A CRÍTICA INTERNACIONAL
«Legado nos Ossos segue a estrela de O Guardião Invisível, mas é um romance de maior maturidade, com mais interesse do que o anterior.» El Correo Español
«Mito e realidade misturam-se neste sofisticado e acutilante thriller. Todos os esqueletos batem às portas para serem libertados e são-no nesta enérgica, fascinante e cativante história.» Steve Berry, autor best-seller do The New York Times
«O pano de fundo basco dá a este thriller uma força especialmente intrigante de profundidade; as superstições e mitologias desde os dias da Inquisição espanhola penetram no mistério de tal forma que o leitor se sente transportado.» Library Journal

A HISTÓRIA CHEGA AO FIM
Já passou um mês desde que a inspectora da Policía Foral recuperou o filho e prendeu Berasategui. Contudo, apesar de tanto a Guardia Civil como o juiz Markina darem Rosario como morta, Amaia sente que não está livre de perigo, um desassossego que só Jonan compreende.
A morte súbita de uma menina em Elizondo é suspeita: o bebé apresenta marcas avermelhadas no rosto que indicam que existiu pressão digital e o pai da criança tenta roubar o cadáver.
A bisavó da pequenita defende que a tragédia é obra de Inguma, o demónio que imobiliza os que dormem, que lhes bebe a respiração e lhes arrebata a vida durante o sono.
No entanto, serão as análises forenses do doutor San Martín que convencem Amaia Salazar a investigar outras mortes de bebés, que depressa revelarão um rasto inaudito no vale.
Berasategui morre, de forma inexplicável na cela, o que desencadeia uma trepidante investigação que levará Amaia à verdadeira origem dos acontecimentos que assolam o vale de Baztán. E entretanto, vinda do bosque, uma impressionante tempestade chega para sepultar a mais demolidora verdade.

Sobre a autora
Nasceu em Donostia-San Sebastián em 1969. O Guardião Invisível, o primeiro romance da Trilogia do Baztán, granjeou-lhe o entusiasmo de editores de inúmeros países e hoje são já 23 as chancelas editoriais que publicaram a obra em todo o mundo.
Foi aclamada pela crítica como uma das propostas mais originais e contundentes do thriller em Espanha, e está programada a versão cinematográfica pela mão dos produtores da trilogia Millennium.

Título: A RAPARIGA DO CALENDÁRIO – Livro 4
Autor: Audrey Carlan
N.º de Páginas: 384
PVP: 17,99€
A partir de 4 de Outubro

O FENÓMENO DO ANO!
Uma nova história de êxito na auto-publicação.
Mais de 2.500.000 exemplares vendidos da série nos EUA.
1.º LUGAR NO TOP DO THE NEW YORK TIMES,
DURANTE 4 SEMANAS.
Direitos do livro vendidos para 27 países e para série televisiva, pelos mesmos produtores de Gossip Girl.
Audrey Carlan autopublicou online o seu primeiro livro, em Agosto de 2015. O sucesso foi imediato.
A editora norte-americana Waterhouse descobriu o fenómeno e publicou-o em livro - em quatro volumes -, tendo alcançado os tops de venda mais importantes, como o The New York Times e USA Today.
12 MESES. 12 VIDAS. 1 AMOR

Mia Saunders, a Rapariga do Calendário, percorreu um longo caminho.
Termina a jornada de um ano em Hollywood, Nova Iorque e Aspen.
Em Outubro, Mia começa a sua nova vida a trabalhar num programa de TV matinal, onde faz uma rubrica sobre viver em beleza. O seu homem lida com as sequelas do cativeiro, e juntos encontram maneira de fazer face a todas as tormentas.
A seguir, Mia viaja até Nova Iorque para gravar um programa sobre as razões que as pessoas têm para dar graças. Todos os sonhos se estão a realizar...excepto um.
Finalmente, em Dezembro, a nossa menina dá por si no País das Maravilhas invernal, Aspen, no Colorado, para filmar uma rubrica sobre artistas locais. Só que as circunstâncias são muito peculiares.
Prepare-se para uma surpresa quando a jornada de Mia se funde no fim que todos esperam.
Uma série sedutora, doce e tão escaldante que o seu livro pode derreter.
«Fresca, divertida, e incrivelmente sexy, a série A Rapariga do Calendário vai fazer com se apaixone uma e outra vez e morra de ansiedade por ler o próximo volume.» Meredith Wild, autora da série Hacker, n.º1 do The New York Times

Sobre a autora
Audrey Carlan é autora best-seller do New York Times, USA Today, e Wall Street Journal. Escreve histórias de amor sensuais e eróticas de forma a dar ao leitor uma experiência romântica e sexy. Vive em California Valley com os dois filhos e o amor da sua vida. Quando não escreve, ensina ioga, bebe vinho com suas souls sisters ou está com o nariz enfiado num romance ímpio.

Não Ficção

A verdadeira e violenta história da colonização portuguesa, que não é contada nos livros escolares.

Uma obra fundamental, capaz de mudar a maneira como encaramos o nascimento do maior país de língua portuguesa.

Título: A Conquista do Brasil 1500-1600
Autor: Thales Guaracy
N.º de Páginas: 208 pags + 8 extratextos
PVP: 16,95€
Nas livrarias a partir de 4 de Outubro

Como um caçador de homens, um padre gago e um exército exterminador transformaram a terra inóspita dos primeiros viajantes no maior país da América Latina.
«Este livro merece ser lido.» Laurentino Gomes, autor de 1808
A Conquista do Brasil, que alia conhecimento profundo a um texto leve, fluido e fácil de entender, conduz o leitor por uma das mais extraordinárias aventuras humanas, da épica aventura de Portugal pelo «Mar Tenebroso» à violenta ocupação nas terras então incógnitas do Novo Mundo.

A partir de documentos originais, esta obra fundamental revê aHistória do Descobrimento do Brasil e os seus principais personagens.
Entre eles estão João Ramalho, o desterrado que se adaptou à vida com os índios e fundou uma dinastia de mestiços caçadores de escravos;
Os jesuítas, que aplicaram as implacáveis directrizes da Inquisição contra uma coligação de «hereges» – os franceses protestantes e seus aliados canibais;
E nativos como Cunhambebe, líder da resistência indígena, que apavorava os portugueses colonizadores porque, literalmente, devorava os inimigos.
« [...] Um desses mitos sustenta que o brasileiro seria um povo pacífico, tolerante e cordial, que aceita de forma resignada as transformações políticas, sem sangue e sem sofrimento. Não é isso que se vê logo ao longo dos capítulos de A Conquista do Brasil. Essa é uma história violenta, cruel, repleta de sangue e sofrimento – como a de qualquer outro povo em qualquer outro período da história da humanidade.”» Laurentino Gomes, autor de 1808

Sobre o autor
Thales Guaracy, 52 anos, é escritor, jornalista e editor.
Trabalhou em alguns dos principais órgãos de comunicação social do Brasil, entre os quais a Veja, a Exame e O Estado de São Paulo.
Como escritor, lançou mais de 20 livros: romances, contos e poesia, além de reportagens e outras obras de não ficção.

Iris não sabe explicar por palavras o que sente, mas descobriu como comunicar através das tintas e dos pincéis.
O talento desta menina autista de seis anos tem sido mundialmente reconhecido e famosos, como Brad Pitt e Angelina Jolie, renderam-se às suas obras.

Título: Iris Grace
Autor: Arabella Carter-Johnson
N.º de Paginas: 264 pags + 24 extratextos
PVP: 19,95€
Nas livrarias a partir de 4 de Outubro

Contada pela mãe, Arabella, esta é a história real e comovente de como a extraordinária relação entre uma gata e uma menina autista de seis anos salvou uma família.
Iris Grace tem seis anos e autismo severo. Nos primeiros anos da sua vida, praticamente não comunicou – mal olhava para as outras pessoas, raramente sorria ou falava.
A sua mãe, Arabella, desesperava – a menina parecia presa no seu próprio mundo, inalcançável.
Um dia, a família arranjou uma gata – com quem Iris teve uma afinidade imediata. Iris comunicava com Thula como nunca antes tinha feito.
Tornou-se mais confiante e começou a explorar o mundo à sua volta.
Desabrochou.
A ligação com a gata não é a única coisa que Iris tem de notável. Ela é também uma artista extraordinariamente dotada, que sente a natureza de um modo intenso.
Com Thula ao lado, pinta durante horas, e as suas criações são impressionantes.
A mãe, fotógrafa profissional, procurou descobrir os interesses da filha. E as menina revelou cumplicidade com as telas e pincéis. Os quadros revelam a maneira como Iris se sente e como vê o mundo e foram a chave para comunicar com ela.
A gata Thula tem tido um papel fundamental na vida desta família. É uma espécie de feiticeira que conseguiu penetrar na bolha em que Iris vivia.
Com este livro, Arabella pretende pintar o autismo de outra maneira e mostrar que ser diferente pode ser brilhante.

Sobre a autora
Arabella Carter-Johnson é mãe de Iris Grace e fotógrafa profissional.
Em 2008, ela e o marido, Peter-Jon, instalaram-se nas colinas de Leicestershire, em Inglaterra.
Iris Grace nasceu em 2009 e mudou as suas vidas para sempre.
Arabella documentou a difícil e tocante história de Iris e da família em diários e fotografias.