quinta-feira, 25 de agosto de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

Viagem Literária chega ao destino em Viana do Castelo

18 meses de viagem a Portugal terminam no dia 24 de setembro, no Teatro Sá de Miranda, com Manuel Jorge Marmelo e Richard Zimler
No próximo dia 24 de setembro, a Viagem Literária chega a Viana do Castelo para a sua derradeira paragem. Naquela que será a 18.ª etapa deste festival literário itinerante, o Teatro Municipal Sá de Miranda recebe Manuel Jorge Marmelo e Richard Zimler, a partir das 21:30.
18 meses e 18 cidades depois, chega ao fim uma grande viagem a Portugal, feita por escritores e leitores em torno dos livros. Este festival literário por etapas, ou por capítulos, juntou mais de 4000 espectadores, lotou teatro municipais de várias cidades, e levou a todo o país grande escritores: romancistas, poetas, jovens, consagrados, portugueses e estrangeiros. A partir das 21:30, neste evento de entrada gratuita (sujeita a levantamento prévio ou reserva de bilhete) o jornalista João Paulo Sacadura conduz uma conversa de 90 minutos entre os dois convidados. Pelo caminho, a conversa segue pelas mais recentes obras dos autores (como Macaco Infinito, de Manuel Jorge Marmelo) e pelos seus percursos biográficos e literários. No final, há ainda espaço para questões do público e, depois de terminada a conversa, para a habitual sessão de autógrafos e contacto mais direto entre os escritores e os leitores.
Participaram na Viagem Literária: Luis Sepúlveda, Valter Hugo Mãe, Laurentino Gomes, Richard Zimler, Francisco José Viegas, José Rentes de Carvalho, José Paulo Cavalcanti Filho, José Eduardo Agualusa, Rosa Montero, Teolinda Gersão, Pilar del Río, José Luís Peixoto, Mário de Carvalho, Sérgio Godinho, Bruno Vieira Amaral, Gonçalo M. Tavares, José Tolentino Mendonça, Pedro Vieira, Álvaro Magalhães, Maria do Rosário Pedreira, Alberto S. Santos e Manuel Jorge Marmelo.
Manuel Jorge Marmelo nasceu em 1971, no Porto. Foi jornalista de 1989 a 2012. Estreou-se na literatura em 1996 com o livro O Homem Que Julgou Morrer de Amor. Os mais de vinte títulos que tem publicados incluem romances, crónicas, livros infantis e contos, tendo conquistado, em 2005, o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco com O Silêncio de Um Homem Só. É autor de, entre outros, O Amor É para Os Parvos, Aonde o Vento Me Levar, As Mulheres Deviam Vir com Livro de Instruções, As Sereias do Mindelo, Uma Mentira Mil Vezes Repetida (Prémio Correntes d’Escritas), Somos Todos Um Bocado Ciganos e O Tempo Morto É Um Bom Lugar – todos publicados pela Quetzal.
Richard Zimler nasceu em 1956, em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque. Fez um bacharelato em Religião Comparada na Duke University e um mestrado em Jornalismo na Stanford University.
Trabalhou como jornalista durante oito anos, principalmente na região de São Francisco, nos EUA. Em 1990 veio viver para o Porto, onde lecionou Jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Atualmente, tem dupla nacionalidade: americana e portuguesa. Desde 1996, publicou dez romances, uma coletânea de contos e dois livros para crianças.
Na estrada desde 25 de Abril de 2015, a Viagem Literária completa agora o seu percurso de mais de 1500 km nas estradas de Portugal Continental e de 2 deslocações às Regiões Autónomas para grandes sessões no Funchal e em Ponta Delgada. Termina assim a Viagem que foi percorrendo o país à boleia dos livros e da literatura, cumprindo a sua missão de levar os escritores ao encontro dos seus leitores, contribuindo para a descentralização e democratização do acesso à cultura.
A Viagem Literária tem espaços próprios de contacto com o grande público: no site da Porto Editora, no Facebook e no Instagram.