segunda-feira, 16 de maio de 2016

Novidades Planeta para maio

FICÇÃO
Título: Legado nos Ossos 
Autor: Dolores Redondo
N.º de Páginas: 504 
PVP: 19,95€ 
Nas livrarias a partir de 18 de Maio
Acaba de chegar o segundo livro da trilogia do Baztán da nova autora-sensação do thriller criminal em Espanha
«Três romances policiais de alto nível, com uma protagonista fascinante e um belíssimo olhar sobre a mitologia basca» Isabel Allende

Um thriller poderoso e intenso, repleto de tensão e intriga.
Uma história inquietante apoiada numa investigação forense exímia, e intensificada pela atmosfera mística das lendas bascas.
Uma trilogia que partilha com o romance escandinavo a sua faceta mais negra e psicólogica, e com o thriller norte-americano a parte mais racional e científica.
Peter Nardermann, produtor de Millenium, comprou os direitos para filme e as filmagens já começaram na povoação basca de Elizondo:
Mais de 1 000 000 de leitores.
Um sucesso em todo o mundo: publicado em 34 países.
O QUE SE DESTACA NESTA TRILOGIA
A protagonista, Amaia Salazar, uma inspectora da Polícia Foral, mulher forte, determinada e competente, chefia uma investigação macabra. Uma mulher independente mas ensombrada pelo passado.
A atmosfera misteriosa do vale de Baztán é a grande personagem de fundo.
A riqueza da descrição dos locais do crime, denota uma profunda investigação da autora.
A exploração da vida pessoal e segredos das personagens que a autora desenvolve de forma paralela no decorrer da investigação.
Os elementos místicos da história: a imprensa dá um nome ao perigoso assassino em série, Basajaun, uma vez que desaparece sem deixar rasto, e deixa os cadáveres de raparigas adolescentes em cenas macabras: afogadas com cordas, roupas rasgadas, pêlos púbicos rapados e as mãos dispostas em posição virginal.
A diferença: uma história poderosa onde o imaginário e a mitologia se entrecuzam na vida real.

O QUE DIZ A CRÍTICA INTERNACIONAL
«Legado nos Ossos segue a estrela de O Guardião Invisível, mas é um romance de maior maturidade, com mais interesse do que o anterior.» El Correo Español
«Mito e realidade misturam-se neste sofisticado e acutilante thriller. Todos os esqueletos batem às portas para serem libertados e são-no nesta enérgica, fascinante e cativante história.» Steve Berry, autor best-seller do The New York Times
«O pano de fundo basco dá a este thriller uma força especialmente intrigante de profundidade; as superstições e mitologias desde os dias da Inquisição espanhola penetram no mistério de tal forma que o leitor se sente transportado.» Library Journal
A HISTÓRIA
O julgamento do padrasto da jovem Johana Márquez está prestes a começar. A ele assiste uma grávida Amaia Salazar, a inspectora da Policía Foral que há um ano resolveu os crimes do denominado Basajaun, que semearam de terror o vale do Baztán. Amaia também reuniu as provas incriminadoras contra Jasón Medina, que imitando o modus operandi do Basajaun assassinou, violou e mutilou
Johana, a filha adolescente da mulher.
De repente, o juiz anuncia que o julgamento será cancelado: o réu acaba de se suicidar na casa de banho do tribunal. Face à expectativa e à irritação que a notícia provoca entre a assistência, Amaia é chamada pela polícia: o réu deixou um bilhete de suicídio dirigido à inspectora, um bilhete que contém uma mensagem concisa e inquietante: Tarttalo.
Essa única palavra que remete para a personagem fabulosa do imaginário popular basco desvendará uma trama terrífica que envolve a inspectora até culminar num trepidante desfecho.
Sobre a autora
Nasceu em Donostia-San Sebastián em 1969. O Guardião Invisível, o primeiro romance da sua Trilogia do Baztán, granjeou-lhe o entusiasmo de editores de inúmeros países e hoje são já 23 as chancelas editoriais que publicaram a obra em todo o mundo.
Para além do respeito dos leitores, foi aclamada pela crítica como uma das propostas mais originais e contundentes do thriller em Espanha, e deste modo está programada a versão cinematográfica pela mão dos produtores da trilogia Millennium, de Stieg Larsson.

Título: O Apelo do Ano
Autor: Guillaume Musso
N.º de Páginas: 336 
PVP: 17,95€
Nas livrarias a partir de 18 de Maio

Considerado o mestre do suspense, Musso constrói magistralmente uma trama que se move entre o romance e o thriller, com um fim de tirar o fôlego.

Uma intriga magistral protagonizada por personagens inquietantes.
O autor, publicado pela primeira vez em Portugal, é um verdadeiro campeão de vendas em França.
Este romance, que está traduzido em 32 línguas, é um sucesso internacional.

«Um escritor firme, muito inteligente, Guillaume Musso continua a fazer grandes romances.» Le Parisien
«Guillaume Musso conhece a arte de fazer as suas narrativas sentimentais com a eficácia dos autores de livros policiais.» L'Express
«Musso lida com a arte do suspense com a mesma habilidade dos seus mestres, os grandes escritores americanos de thrillers.» L’Express
«Musso confirma o seu talento como um grande contador de histórias.» TV Mag/Le Figaro

Nova Iorque, Aeroporto JFK.
Na cheia sala de embarque, um homem e uma mulher chocam, espalhando as suas coisas pelo chão.
Depois de uma discussão normal, recuperam os haveres e cada um segue o seu caminho.
Madeline e Jonathan nunca se viram na vida e é improvável que se voltem a encontrar. Mas, ao apanharem as coisas, trocaram inadvertidamente de telemóveis. Quando se apercebem do engano, já estão a dez mil quilómetros um do outro: ela é florista em Paris, ele tem um restaurante em São Francisco.
Não tarda para que os dois cedam à curiosidade, analisando o conteúdo dos telemóveis. Uma dupla indiscrição, que conduz a uma revelação inesperada: as suas vidas estão ligadas por um segredo que pensavam estar enterrado para sempre...

Sobre o autor
Nasceu em 1974 e descobriu a literatura aos dez anos, idade em que decidiu que um dia haveria de escrever romances. É um dos autores mais populares de França, bem como em todos os países onde as suas obras são publicadas.
Inspirado pela cidade de Nova Iorque, onde viveu quando tinha dezanove anos e travou conhecimento com viajantes de todo o mundo, regressou à sua França natal para estudar Ciências Económicas.
Os leitores facilmente notam nos seus livros as marcas que os EUA deixaram nele. Guillaume Musso divide o seu tempo entre o trabalho como professor num liceu no sul de França e os seus romances.

NÃO FICÇÃO
Título: Angola - O Regresso do Fim do Mundo 
Autor:
António Mateus
N.º de Páginas: 224 + 32 extratextos
PVP: 16,95€
Nas livrarias a partir de 18 de Maio

Três décadas de histórias da História nos cadernos de um repórter.
Uma história que faltava contar sobre Angola após a descolonização:
· A perspectiva de quem acompanhou os bastidores das conversações de paz,
· As manobras políticas que determinavam os avanços e recuos da guerra,
· Os pactos e os interesses que manobraram a vida de um povo.

Este é um livro que faz, na primeira pessoa, a viagem desde o germinar e rebentar da guerra civil, em 1975, até às últimas eleições gerais em Angola, em 2012.
António Mateus não é só o maior conhecedor português da vida e obra de Nelson Mandela. Durante quase três décadas, o autor e jornalista foi destacado pela agência Lusa como enviado especial a quase todas as rondas de conversações para retirada das tropas cubanas de Angola e independência da Namíbia, e posteriores tentativas de cessar-fogo, que tiveram lugar em Brazzaville, Kinshasa, Gbadolite, Lusaca, Pretória, Cidade do Cabo e Cairo.
Acompanhou no terreno a formação prestada às FAA pela Executive Outcomes, o último Congresso da UNITA na mata, a Cimeira José Eduardo dos Santos-Jonas Savimbi, em Lusaca, e entrevistou muitos dos principais intervenientes, de um lado e de outro, no esforço de guerra e na busca de paz.
Um olhar próximo, raro, documentado com provas, desde os mercenários que apoiaram primeiro a UNITA e depois o relançamento das forças governamentais angolanas, passando pelo drama de centenas de milhares de refugiados lusófonos, até ao contributo notável de uma unidade portuguesa, de capacetes azuis, à devolução da esperança em Angola.
É de toda essa viagem que trata este livro. Privilegiando o olhar humano e não o político e, ainda menos, o ideológico. Violações aos direitos humanos, são sempre isso mesmo, independentemente da cor política ou racial de quem as comete, dos motivos “justificativos”, ou dos objectivos a atingir.
Um livro que resgata do esquecimento as histórias da vaga de refugiados portugueses que viraram costas a Portugal e a quem Portugal virou por sua vez costas: os muitos milhares que rumaram de Angola para a África do Sul, que perderam tudo, que perderam a vida em naufrágios de
barcos superlotados, que perderam, em muitos caos, a esperança numa vida digna, enchendo campos de refugiados para eles construídos.
Seguimos percurso de repórter do autor, António Mateus, acompanhando a história do conturbado período pós colonial de Angola, marcado pela luta fratricida entre forças locais, apoiadas por potências estrangeiras, desde 1988 – cobertura dos Encontros de Brazzzaville, ao serviço da Lusa – até 2012 – cobertura para a RTP das segundas eleições gerais angolanas.
Fazemos ainda um flash-back ao período da descolonização – de 1974 a 1976 – através dos depoimentos e das histórias de refugiados que, não querendo «retornar» a Portugal (que muitos deles nem conheciam), e sim permancer em África, formaram uma coluna em direcção à África do Sul, através das chamadas terras do Fim do Mundo.
Coluna que veio a ficar conhecida como A Caravana do Fim do Mundo (título de uma reportagem premiada da autoria de António Mateus para a RTP).
O livro contém ainda anexos: uma lista cronológica das rondas finais de negociações para a Independência da Namíbia e retirada cubana de Angola e uma Cronologia Sumária dos principais eventos da História póscolonial de Angola.
Sobre o autor
Escritor e jornalista. Nasceu em 1960.
Repórter e correspondente da agência de notícias portuguesa LUSA e da cadeia de televisão estatal, RTP, em Moçambique e Joanesburgo desde 1986, o autor deste livro acompanhou Nelson Mandela durante uma década (desde a libertação deste até à sua retirada da vida pública). 
Nos 16 anos em que esteve destacado na África Austral cobriu diariamente os desenvolvimentos das guerras civis em Angola e Moçambique e respectivos processos de paz, as negociações para a retirada cubana de Angola, a inde-pendência da Namíbia e o fim do apartheid na África do Sul.
É autor de três livros relativos a essas experiências africanas.
Na Planeta, publicou o primeiro livro para jovens leitores sobre o grande es-tadista: Mandela, o Rebelde Exemplar.

Título: 100 Mandamentos para a Felicidade
Autor: Marta Davies Mertens
N.º de Páginas: 232 
PVP: 16,65€
Nas livrarias a partir de 18 de Maio

Inspirador para todas as pessoas que querem viver bem consigo próprias e com a vida, este livro promove uma espécie de detox da alma.
Cada emoção, suave ou violenta, apaziguadora ou enfurecedora, boa ou má, serve um propósito maior: a felicidade.Tudo acontece por uma razão.
Mesmo o que parece mau originará algo de bom.
Marta Davies Mertens é ela própria o maior exemplo daquilo que defende. Há sete anos e com 3 filhos, deixou um emprego muito bem remunerado para apenas sentir e perceber o que a fazia feliz.
Percebeu que era feliz a ajudar os outros a compreenderem, aceitarem e aproveitarem a força das suas emoções.
Tornou-se terapeuta das emoções.
Este livro fornece as ferramentas para compreender tudo o que sentimos, aproveitando e usando todas as nossas emoções em nosso próprio proveito.
Num registo directo e coloquial (em que o leitor é tratado por tu), a autora defende e ensina o leitor a aceitar-se como é e a compreender a sua essência, para lá daquilo que a sociedade espera que ele seja.

«A tua vida é responsabilidade tua. Só tu podes mudar tudo. O que tens a perder? Todo o tempo que não vives na primeira pessoa, é tempo desperdiçado. É tempo destrutivo. E, quanto mais entregue estiveres a tudo o que já está a acontecer agora, melhor se define a história que vieste aqui viver. Aceita. Agradece. Acredita.
Começa já.
Vive agora.
E sê feliz.»
Marta Davies Mertens

QUEM É MARTA DAVIES MERTENS
«Nasci em Novembro de 1976 em Lisboa e fui criada em Cascais. Em 1990 fui viver com o meu pai para Tavira e, passado um ano, entrei num colégio interno. Penso que nessa altura começou a minha consciência da vida e do quão difícil era viver. Sempre muito positiva para mim e para os outros, ia mascarando a minha essência e toldando a minha personalidade de modo a proteger-me neste mundo onde não podia ter medo, insegurança, dúvida, tristeza ou qualquer emoção mais real.
Tenho três filhos maravilhosos. Foram eles que me espelharam a necessidade de olhar para dentro. Foram eles que me mostraram o quanto eu estava errada. Mas o amor vence todas as dúvidas e combate todos os receios.
Agradeço cada pedra no caminho. Todos esses obstáculos permitiram-me ser quem sou hoje, numa redescoberta diária e sem medo de assumir cada dificuldade. Assumir a minha dor tem sido libertador e essa dor existe em cada um de nós, mas desde pequenos que nos ensinam a escondê-la.
Em 2009 optei por parar e sair do mercado de trabalho para me dedicar a mim mesma. Em 2010 decidi sem medo e contra todas as oposições criadas pela minha própria mente entregar-me ao meu propósito de trabalhar individualmente para o serviço do TODO.
Viver sendo real e absolutamente íntegra com o que sinto é sublime e é o caminho para cada vez mais pessoas saírem do «inconsciente colectivo», das regras e crenças que nos retiraram todo o poder para criar robots, todos ao sabor da mesma rabanada de vento…
O que mudou em mim desde que passei a confiar na vida em vez de projectar? Apenas confio que estou a servir o meu propósito na Terra, e estou a fazê-lo intuitivamente, pelos sinais que vou recebendo como se fossem coordenadas de GPS. Confio plenamente na vida. A vida sabe mais do que eu, aliás eu não sei nada. Por exemplo, neste projecto eu não fui a arquitecta, mas sim Deus, a presença divina em mim, e o Universo. Como tal, não tenho objectivos.
Hoje vivo um dia de cada vez. E, com claras intenções, materializo os meus desejos através do foco no coração. Prosperidade é muito mais que dinheiro, e a prosperidade tem vindo de diversas formas ao meu encontro. Eu sinto que estou no meu caminho, a iluminar o meu lado sombra à medida que tomo consciência dele... Quero continuar a transmutar-me, sempre. A minha cura cura mais pessoas à minha volta. Quero aceitar o que recebi para mudar, para crescer, para chegar onde devo estar. Quero ter uma visão do meu papel aqui na Terra. Quero saber o que foi destinado, onde posso estar em pleno. E isto faz-me sentido, dentro de mim, partilhado convosco.
Amo verdadeiramente e incondicionalmente! Sinto o amor tão forte aqui dentro, sem automatismos, sem jogos, sem capas, sem medos... percorre-me todas as terminações nervosas. »

É Terapeuta da Alma e Desilusionista.
Dá consultas e palestras, faz workshops, organiza retiros.
É facilitadora de Auto-Resgate do Poder Pessoal e especialista em Reprogramação
Celular e Emocional, Ciência Mental, Medicina Universal, Alinhamento Cósmico e Terapia Multidimensional.

Título: CAOS - O Manual de Acidentes e Erros
Autor: Keri Smith
N.º de Páginas: 224 
PVP: 12,95€
A partir de 18 de Maio

Este livro desafia-te a fazer tudo ao contrário do que sempre te ensinaram.
Pensa nele como o teu refúgio caótico.
Um sítio onde podes deixar-te ir, sujar e cuspir.
Enfim, fazer tudo o que não te deixam no «mundo real».
QUE O CAOS COMECE!
Aqui, as três únicas regras são:
1. Não tentes fazer coisas bonitas.
2. Não penses de mais (o erro não existe).
3. Continua, seja em que circunstância for.
A mesma criadora de Destrói este Diário e Isto Não é um Livro pede agora aos leitores para explorarem a sensação de se atirarem para fora da sua zona de equilíbrio e ordem – de propósito.
. Ousem entornar líquidos coloridos nas páginas.
. Desenhem no escuro.
. Dêem erros de ortografia criativos.
. Deixem as suas pinturas à chuva e à neve para obterem obras surpreendentes.
. Enterrem e voltem a desenterrar este autêntico cadernos de interditos.
. E não parem, por nenhuma razão.
Toda a vida te ensinaram a ser organizado: ter tudo sob controlo, não colorir fora das linhas do desenho, fazer tudo perfeitinho e, principalmente, evitar todo o contacto com coisas que deixem nódoas.

Sobre a Autora
Keri Smith é uma artista canadiana, que vive entre Nova Iorque e o seu país de origem.
Autora de vários livros bestsellers e apps sobre criatividade incluindo «Destrói este Diário»/ Wreck this Journal, This is Not a Book (Penguin), How to be an Explorer of the World -the Portable Life/Art Museum,(Penguin), Mess: A Manual of Accidents and Mistakes (Penguin), The Guerrilla Art Kit (Princeton Architectural Press), Finish This Book (Penguin), e The Pocket Scavenger (Penguin).
O principal objecto de trabalho de Keri Smith, que tem dados aulas de educação conceptual em várias universidades é o conceito de Obra Aberta proposto por Umberto Eco: peças que são completadas pelo leitor/utilizador.
Tem sido convidada para projectos de investigação e arte em Copenhaga e Londres (Olimpíadas Culturais de 2012).
É consultora do Center For Artistic Activism. O seu app Pocket Scavenger venceu o prémio de melhor app de não-ficção para adultos 2014 dos Digital Book Awards.

BD
Título: STAR WARS - A TRILOGIA DE THRAWN
Autor: Mike Baron (guião)
N.º de Páginas: 440 
PVP: 37,95€
Nas livrarias a partir de 18 de Maio
Chega agora a Portugal a banda desenhada de uma das mais aclamadas obras do universo expandido de Star Wars, adaptada dos romances de Timothy Zahna.

Um livro em capa dura, que reúne todas as adaptações a banda desenhada da famosa trilogia de romances de Timothy Zahn: a saga de três livros que narram os acontecimentosapós O Retorno de Jedi.
A Trilogia de Thrawn é considerada um dos mais importantes marcos do universo expandido de Star Wars. Muitos fãs da saga consideram-na a verdadeira continuação da trilogia original.
A narrativa original foi usada como base criativa para vários outros produtos da série, incluindo elementos de jogos, filmes e animações.
Esta adaptação a BD chega pela mão da extraordinária equipa criativa formada pelo guionista Mike Baron e os desenhadores Olivier Vatine e Fred Blanchard.
O HERDEIRO DO IMPÉRIO
Desenho e arte final: Oliver Vatine e Fred Blanchard
O DESPERTAR DA FORÇA NEGRA
Desenho e arte final: Terry Dodson e Kevin Nowlan
A ÚLTIMA ORDEM
Desenho e arte final: Edvin Biukovic e Eric Shanower

Cinco anos depois de Estrela da Morte ser destruída e de Darth Vader e o Imperador derrotados, Luke Skywalker torna-se o primeiro de uma há muito esperada linhagem de Cavaleiros Jedi, enquanto a princesa Leia e Han
Solo estão casados e esperam gémeos.
Mas a galáxia ainda não está a salvo.
A derrotada Frota Imperial encontrou um novo comandante na pessoa do último dos senhores da guerra do Imperador, o grande almirante Thrawn, que fez duas descobertas vitais capazes de destruir a Nova República de Luke e da Aliança Galáctica.

Título: STAR WARS - DARTH VADER
Autores: Kieron Gillen e Salvador Larroca
N.º de Páginas: 152 
PVP: 16,95€
Nas livrarias a partir de 18 de Maio

Continua a saga Star Wars em banda desenhada como só a MARVEL podia fazer.

Chega agora o spin-off Darth Vader.
O Lorde Negro dos Sith protagoniza a sua primeira série.
Um livro em capa dura feito por dois dos maiores talentos da BD dos nossos tempos.
Desde a primeira aparição de Vader no ecrã, converteu-se num dos vilões mais célebres da cultura popular.
Agora pode seguir Vader após o fim de Uma Nova Esperança (e das páginas da série Star Wars) nas suas aventuras solitárias, mostrando a guerra do Império contra a Aliança Rebelde na sua perspectiva!
Mas quando um Lorde Negro necessita de ajuda, a quem pode recorrer?
Enquanto Vader persegue uma vingança muito pessoal contra os rebeldes e investiga as maquinações secretas do Imperador, encontra-se com Aphra e os seus andróides letais, com quem regressa a Geonosis para erguer um exército.
Mas algumas pessoas muito poderosas não querem que Vader descubra as verdades que procura!
Com aparições especiais de Jabba, o Hutt, Bobba Fett e muitos outros!

Sobre os autores
Kieron Gillen, um dos mais sólidos talentos da Marvel, argumentista de The Wicked+The Divine e desta nova saga Darth Vader, deixou uma impressão digital na história de um dos maiores vilões de todos os tempos.
Salvador Larroca é um artista espanhol de BD.
Começou na BD trabalhando para a Marvel UK.
É principalmente conhecido pelo trabalho nas séries Ghost Rider e X-Men e Iron Man (pela que recebeu o Eisner Award 2009.


Sem comentários: