sábado, 3 de outubro de 2015

Novidade Bertrand: A Última Viagem do Lusitania


Título: A Última Viagem do Lusitania
Autor: Erik Larson
Género: Não-ficção Narrativa
N.º de páginas: 464
Data de lançamento: 2 de outubro
PVP: 19,90€

«Larson é um dos mestres modernos da não-ficção narrativa… Um excelente livro sobre um grande tema, que fará com que este acontecimento ecoe por novas gerações de leitores.» The New York Times Book Review

A 1 de maio de 1915, no décimo mês da Primeira Guerra Mundial, um navio de luxo partiu de Nova Iorque em direção a Liverpool, com um número recorde de crianças e bebés a bordo. Os passageiros sentiam-se estranhamente à vontade, mesmo após a Alemanha ter declarado as águas em redor da Grã-Bretanha como zona de guerra. Os submarinos alemães aterrorizavam, desde há meses, o Atlântico Norte, mas o Lusitania era um dos transatlânticos mais rápidos que existiam, e o seu capitão, William Thomas Turner, depositara toda a sua confiança na conduta de guerra que, durante um século, tinha mantido os civis protegidos de ataques.
No entanto, a Alemanha estava determinada a mudar as regras do jogo, e Walther Schwieger, capitão do Unterseeboot-20, não tinha quaisquer problemas com isso. Detritos, a possibilidade de nevoeiro e um segredo muito bem guardado, entre outros, convergiram para que se desse um dos maiores desastres de sempre.
Entusiasmante e relevante, A Última Viagem do Lusitania capta o drama e poder emocional de um episódio trágico cujos pormenores profundos e seu real significado foram, durante décadas, obscurecidos pela História.

Sobre o autor:
Erik Larson é o autor de No Jardim dos Monstros e O Demónio na Cidade Branca, ambos publicados pela Bertrand, bem como de outras obras de não-ficção.
Tem colaborado com diversos jornais e revistas, como o Wall Street Journal e a Time. Ele e a mulher dividem o tempo entre Seattle e Nova Iorque.
http://eriklarsonbooks.com/

Imprensa:
«A história do ataque ao Lusitania por um submarino alemão já foi contada várias vezes; no entanto, a versão de Larson tem novos pormenores e o seu estilo irresistível, pelo qual se tornou conhecido.» People
«Um mestre do suspense na não-ficção.» USA Today
«Larson tem uma enorme experiência em tratar a não-ficção como o mais refinado romance… » The New York Times
«Incrível e assustador. O cuidado de Larson com os pormenores faz com que fiquemos agarrados à leitura deste livro.» Entertainment Weekly

Sem comentários: