terça-feira, 22 de abril de 2014

Novidade Oficina do Livro: "A Paixão de Senna", de Rui Pelejão

Título: A Paixão de Senna
Autor:
Rui Pelejão
N.º de Páginas: 358
PVP: 17,50€
e-book 12,99 €

A história de um homem que marcou o seu tempo e uma história daquele tempo que também marcou as nossas vidas. Um livro que em que se comemoram 20 anos sobre o desaparecimento de Ayrton Senna, após um acidente fatal no Grande Prémio de Imola, a 1 de Maio de 1994.

Sobre o livro:
Repleto de episódios de bastidores divertidos e polémicos, A Paixão de Senna é, simultaneamente, uma viagem à história do desporto mais perigoso do mundo e um retrato de um ícone do século XX.

No dia 1 de maio de 1994, antes da partida para o Grande Prémio de São Marino, em Imola, o piloto brasileiro Ayrton Senna, referindo-se à perigosíssima curva de Tamburello, dizia: «Ali, se houver um problema, só me resta fazer o sinal da cruz.»

Estas terríveis palavras soariam como uma premonição. Poucos minutos depois, o seu Williams-Renault despistava-se a quase 300 km/h naquela mesma curva. A morte em directo de Ayrton Senna, vista por mais de 700 milhões de telespectadores, marcou para sempre a F1 e uma geração inteira de adeptos.

Este livro relata pormenorizadamente a carreira do piloto, desde os tempos do karting até aos duelos com o rival Alain Prost, e revela o seu lado profundamente humano, com as suas contradições, a sua espiritualidade, os seus amores, as suas aventuras e, também, a sua relação com Portugal.

Sobre o autor:
Rui Pelejão nasceu em Lisboa em 1973 e é jornalista especializado em automobilismo. Licenciado em Comunicação Social pelo ISCSP, começou a carreira no Jornal do Fundão. Foi depois redator, chefe de redação e diretor de publicações como Jornal dos Clássicos, Autosport e Volante. Colaborou ainda com o semanário Expresso e a revista Exame. É coordenador e apresentador do programa Volante (da SIC Notícias) e autor do blogue de automóveis e viagens, Grande Turismo. Entusiasta da Fórmula 1, tem uma predileção pelos falecidos Gilles Villeneuve e Ayrton Senna, sobre o qual escreve este seu primeiro livro.

Sem comentários: