sexta-feira, 8 de junho de 2018

Novidade Bertrand: «António Variações – Entre Braga e Nova Iorque» - Biografia do mais icónico cantor, poeta e performer português dos anos 80

Título: António Variações - Entre Braga e Nova Iorque 
Autor: Manuela Gonzaga
Género: Biografia
N.º de páginas: 320
PVP: € 17,70

António Variações – Entre Braga e Nova Iorque Biografia do mais icónico cantor, poeta e performer português dos anos 80, em Portugal, que continua presente no imaginário de todos

O lançamento da obra está marcado para o dia 13 de junho,  pelas 19h00, no Auditório da Feira do Livro, e a sua chegada às livrarias no dia 22 de junho

Em 1982, Manuela Gonzaga conheceu e entrevistou por diversas vezes António Variações, um cantor e performer extraordinário que surgira na música portuguesa a cantar um dos grandes êxitos de Amália Rodrigues, «Povo que lavas no rio». Entre espantos, alguma crítica feroz, muitos risos de troça, mas, também, uma calorosa aceitação ampla e crescente, o artista tornou-se um verdadeiro fenómeno de popularidade e vendas.
Já se passaram quase 35 anos desde que António Variações morreu, mas o seu poderoso legado musical, a poesia tão intensa das letras das suas canções e a memória das suas aparições públicas persistem. O cantor, que desejava que o recordassem a cantar, deixou um contributo ímpar no panorama musical português, tornando-se uma figura incontornável dos nossos tempos. Fruto de uma grande investigação e rigor, António Variações – Entre Braga e Nova Iorque é o primeiro e único trabalho biográfico do artista. A obra resgata os aspetos mais marcantes da vida do cantor, da infância à morte, passando pela sua chegada, ainda menino, à grande cidade, Lisboa, que o cantor amou para toda a vida. São muito intensas e verídicas as descrições – apoiadas em testemunhos de época, familiares, amigos, conhecidos, bem como de entrevistas dadas pelo próprio António Variações –, dos quotidianos no campo e na cidade onde a criança feita adulta trabalhava de dia e estudava à noite; da sua passagem pela Guerra Colonial; da sua entrada no mundo da moda e dos cabelos; das suas viagens à procura de si mesmo, Londres, Amesterdão («prisão aberta») que explorou, como contava, até ao limite.
Das suas idas a Nova Iorque que o fascinava e outras metrópoles; até à sua fulgurante entrada no palco, quando por fim concretizou o sonho de ser cantor. A par desta história de vida, a autora traça o retrato do país, nas décadas de 40 a 80, um Portugal com fronteiras bem vincadas entre o campo e a cidade, de onde um milhão de portugueses saiu, em grande medida para as metrópoles europeias. Sem esquecer a queda do regime, as festas de abril, onde, entre alegrias, medos, surpresas e reajustamentos a realidades impensáveis, assistimos à emergência de novos paradigmas nas mentalidades. E em todos esses cenários ou palcos, António brilha. Secreto, inatingível, conhecido de muitos poucos, com poucos amigos, e uma casa que mereceria ter sido museu, ele deixou uma marca incontornável. O mínimo que se pode dizer desta biografia, para além de extremamente bem escrita, é que está suportada por uma linguagem cativante que prende do princípio ao fim e que faz plena justiça a António Variações.

«Quando quiseram saber a minha opinião sobre a ave rara de quem toda a gente falava, respondi: «amor à primeira vista». Da minha parte, é evidente. Tal como da parte de Portugal quase em peso. António Variações foi um dos raríssimos casos de amor coletivo, um maior denominador comum que atravessava todas as declinações sociais, e todas as classes etárias, para congregar à sua volta o afeto incondicional de quantos o conheciam, ouviam a sua voz e se prendiam à sua música.» – Excerto do Prólogo por Manuela Gonzaga.

Sinopse:
António Joaquim Ribeiro, mais conhecido por António Variações, foi um dos músicos e cantores mais emblemáticos dos anos 80, tendo marcado de forma inesquecível o panorama musical português.
Neste rigoroso trabalho de pesquisa, o único realizado em Portugal acerca do artista, Manuela Gonzaga traça o percurso biográfico do cantor a par de um retrato do país entre as décadas de 40 a 80, do interior à capital, passando por Amesterdão e Nova Iorque.

Sobre a autora:
Escritora e ativista, Manuela Gonzaga é natural do Porto. Tem diversas obras publicadas que vão do romance histórico (Jardins Secretos de Lisboa) à primeira e única biografia de António Variações, livro referenciado em Estudos Portugueses na Universidade de Aveiro. Autora de um registo muito plural, do romance à biografia, passando pela literatura infanto-juvenil e pelo ensaio, Manuela Gonzaga tem vários livros traduzidos e editados em francês pela Poisson Volant. Mestre em História pela Universidade Nova de Lisboa, tem quatro filhos e três netos. Paralelamente, tem erguido a sua voz pela causa animal e pela causa ambiental, dedicando-se igualmente a atividades no campo dos direitos humanos.



Sem comentários: