sexta-feira, 11 de maio de 2018

Maria João Fialho Gouveia narra a magnífica e fatídica história de uma das mais ilustres famílias portuguesas em «Os Távoras»

Título: Os Távoras - Entre a Virtude e o Pecado
Autor: Maria joão Fialho Gouveia
Género: Literatura / Romance
N.º de páginas: 320
Data de lançamento: 18 de maio
PVP: € 16,60

Da paixão à inveja; do luxo ao pecado; da glória à tragédia, assim se conta a magnífica e fatídica história de uma das mais ilustres famílias da nobreza portuguesa, «Os Távoras». Na voz de Dona Mariana Bernarda e Dona Teresa Tomásia, duas senhoras que em comum apenas tinham a linhagem e os costumes, Maria João Fialho Gouveia narra o percurso de uma família fascinante, dos seus tempos áureos à sua queda atemorizadora.
Entre jogos de poder e sedução e uma cidade assolada pela catástrofe, um misterioso atentado a D. José I dita o fim da prosperidade e grandeza da família Távora, lançando o futuro Marquês de Pombal, o Secretário de Estado Sebastião José de Carvalho e Melo que muito invejava o poder da casa Távora, numa cruel caça ao homem que não poupou nem mulheres nem crianças e que culminou com a ruína e quase extinção dos Távoras.
A vida faustosa desta nobre casa entrelaça-se com uma das épocas mais determinantes da história de Portugal, a de uma Lisboa boémia e opulenta que se vê devastada por um terrível terramoto. Num romance arrebatador, Maria João Fialho Gouveia descreve episódios preponderantes de uma época e de uma família simultaneamente majestosas e sombrias, marcadas pelo ócio, vaidade, escândalo, imponência e autoridade. «Os Távoras» chega às livrarias a 18 de maio.
Eventos programados: - Lançamento no Museu Condes de Castro Guimarães a 24 de maio.

Sinopse: 
Esta é a história da nobre família Távora, aqui contada na voz de Dona Mariana Bernarda e Dona Teresa Tomásia, duas senhoras desta ilustre Casa, que viveram em fausto e glória até o futuro marquês de Pombal tentar apagar a sua semente da face da Terra. Apesar de unidas pelo sangue e pela vaidade da sua estirpe, Dona Mariana e Dona Teresa não podiam ser mais diferentes uma da outra. A primeira era uma mulher religiosa e recta; já a segunda ─ sua tia e cunhada ─ entregava-se sem pruridos a uma vida de luxúria, vivendo um romance pecaminoso com El-rei de Portugal. A altivez e o poder dos grandes Távoras muito incomodavam a Sebastião José de Carvalho e Melo, Secretário de Estado. Tanto que, quando D. José I é vítima de um intrigante atentado, Sebastião José, futuro marquês de Pombal, tratou de os inculpar, prendendo-os em masmorras e conventos, sem poupar mulheres nem crianças. O Tribunal da Inconfidência, a que presidiu, torturou os réus e condenou-os a mortes cruéis. Por fim, baniu-lhes o nome, picou-lhes as armas de família, julgou tê-los calado para sempre. Mas tê-lo-á conseguido?

Sobre o autor:
Maria João Varela Santos Fialho Gouveia é filha dos anos 60 e do Estoril. Cursou Comunicação Social, Línguas e agora História. Jornalista há quase 40 anos, passou pelas várias áreas da imprensa. Hoje abraça a literatura, definindo a aventura da escrita como uma doce e viciante solidão que lhe completa a alma. Mulher de causas, mantém ainda afincada militância pelos direitos humanos e dos animais. Tem outros seis livros publicados: Fialho Gouveia - Biografia Sentimental; D. Francisca de Bragança, A Princesa Boémia; As Lágrimas da Princesa; Inês; Sob os Céus do Estoril - Um Romance entre Espiões no Estoril da II Grande Guerra; Maria da Fonte - Rainha do Povo.



Sem comentários: