terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

O Som das Coisas que Começam - Evita Greco [Opinião]

Título: O Som das Coisas que Começam
Autor:
Evita Greco
Coleção: Grandes Narrativas nº 680
Tema: Ficção e Literatura
Título Original: Il Rumore delle Cose che Iniziano
Tradução: Maria das Merces Peixoto
PVP: 16,50 €
N.º de Páginas: 248

Sinopse:
Ada aprendeu com a avó, Teresa, a não ter medo e a não perder a coragem: sempre que algo de belo parece desaparecer, ela deve apurar o ouvido e prestar atenção aos sons. Só assim será possível reconhecer os sons das coisas que começam. Alguns são simples e têm uma magia especial: uma orquestra no momento de afinar os instrumentos, o vento uivante na tempestade, o tilintar de chávenas de café todas as manhãs... Mas na vida nem sempre sabemos reconhecer as coisas belas - quando deixamos de acreditar em nós próprios, ou quando alguém parte. Para Ada, agora que Teresa está gravemente doente, o medo de ficar só é tão forte que a tolhe.
Mas ela conhece Giulia, a enfermeira que a encoraja, e Matteo, o homem que a surpreende com o amor incondicional. Giulia e Matteo irão confirmar que o amor significa prestar atenção aos sons que ninguém, exceto cada um de nós, consegue ouvir. E Ada irá aprender que, mesmo quando as coisas estão a terminar, algures no mundo elas estão também a começar.

A minha opinião: 
Ada e a sua avó Teresa são inseparáveis. Teresa é a sua única família e protege Ada como se fosse a coisa mais preciosa do mundo. Pelo menos do seu mundo é. E ensina-a a dar valor às coisas pequenas, a estar atenta a tudo o que a rodeia, a viver feliz com pouco. E a agarrar-se a pequenas coisas que a façam feliz. 

Teresa é uma mulher que facilmente cativa. Uma mulher batalhadora, que faz tudo pela neta, depois que esta é abandonada pela mãe. Um a mulher que decide tirar carta depois que sente que a neta gostaria de mostrar aos colegas de escola que também ela tem carro e não precisa de fazer um longo percurso a pé para ir para a escola. Mas apesar de achar tudo isso uma trivialidade, Teresa nunca sai de casa com um belo par de sapatos e um batom. 

Mas eis senão que tamanha cumplicidade entre as duas está prestes a terminar. Teresa tem cancro e terá de permanecer no hospital para que lhe sejam administrados os medicamentos e tratamentos necessários para que tenha uma vida digna até que a morte chegue. 

Ada permanecerá no hospital dias a fio, acompanhando a avó nesta longa caminhada. É lá que conhece Matteo, um delegado de informação médica. Apaixonam-se e vivem uma linda história de amor.  

Um pouco ingénua, Ada vê tudo cor-de-rosa e sob o prisma da confiança desmesurada. No entanto, a vida vai mostrar-lhe que nem tudo é bonito como a avó sempre lhe mostrou. Apesar de tudo, Teresa continua a fazer ver as coisas por um outro prisma, arranjando sempre "desculpas" para as coisas estarem a acontecer daquela forma. 

O Som das Coisas que Começam é um livro simples, mas belo. Contado de uma forma quase que poética. 

Não é uma história que nos surpreende, mas penso não ser isso que a autora pretende. O que prende sim é a magia existente entre avó e neta, a dedicação das duas, os sorrisos, o som que ambas partilham e que tanto admiram e a visão de ambas para ver tudo de forma positiva.

Para mais informações sobre o livro podem ver aqui 




Sem comentários:

o-homem-de-giz-billboard