quarta-feira, 3 de maio de 2017

Julia Heaberlin promete uma leitura intensa com «O que viram as flores»

Título: O que viram as flores
Autor: Julia Heaberlin
Género: Literatura / Thriller
Tradução: Ana Cunha Ribeiro
N.º de páginas: 376
Data de lançamento: 5 de maio
PVP: € 17,70

Na próxima sexta-feira, 5 de maio, chegará às livrarias o mais recente livro de Julia Heaberlin, «O que viram as flores», um thriller psicológico eletrizante que esteve no TOP5 do Sunday Times e do USA Today Bestseller.
Este livro conta a história de uma rapariga que escapou às mãos de um assassino em série e que, vinte anos mais tarde, é surpreendida com o seu passado terrível. Com um enredo intrigante, este livro tem como cenário o Texas e levanta questões sobre averdadeira identidade dos prisioneiros no correr da morte.
«O que viram as flores» tornou-se um fenómeno tão marcante internacionalmente que já tem direitos vendidos em vários países e, ainda, uma adaptação cinematográfica prevista. Para todos aqueles que procuram livros emocionantes, «O que viram as flores» garantirá uma leitura intensa.

«A não perder.» - Washington Post
«Excelente.» - The Times
«O meu livro do ano.» - Sophie Hannah

Sinopse:
Sou estrela de cabeçalhos de jornal e de histórias assustadoras à roda da fogueira.
Sou uma das quatro raparigas das susanas-de-olhos negros. A que teve sorte.
Aos 16 anos, Tessa foi encontrada num campo do Texas, quase morta e só com alguns fragmentos de memória em relação à sua chegada ali. A imprensa chama-lhe a única Susana-de-Olhos-Negros que sobreviveu a um serial killer.
O testemunho de Tessa mandou um homem para o corredor da morte.
Passados 20 anos, Tessa é artista e mãe solteira. Num dia de fevereiro, abre a janela do seu quarto e depara com um magnífico canteiro de susanas-de-olhos-negros diante de si, embora se trate de flores de verão.
Será que o homem que espera a morte é inocente? E andará o serial killer atrás dela? Ou, pior ainda, da sua filha?

Sobre a autora:
Julia Heaberlin é autora de três thrillers psicológicos de grande êxito comercial e ao nível da crítica. Muitas vezes comparada a Gillian Flynn pela qualidade da sua escrita e pelo percurso editorial com algumas semelhanças, os seus livros estão publicados numa dúzia de países. Antes de se dedicar à escrita, Julia Heaberlin foi editora de diversos jornais e recebeu vários prémios pelo seu trabalho.
Vive em Dallas com a família e está atualmente a trabalhar no seu quarto livro.




Sem comentários: