quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

A sobrevivência de uma família em Portugal nos séculos XVI a XIX

Título: Entre a Fogueira e a Nobreza
Autor: Isabel Braga Abecassis
N.º de Páginas: 248 páginas + 16 (cores)
PVP: 16,00 €
Género: Não Ficção/História de Portugal
Nas livrarias a 18 de Janeiro
Guerra e Paz Editores

Sinopse
O que têm em comum Manuel Gomes de Elvas, o escravo que se tornou fidalgo, Francisca Coronel, a freira insubmissa encarcerada no convento, Luís Gomes da Mata, o correio-mor e Anne Armande du Verger, a espia francesa, amante do rei D. Pedro II e avó do primeiro duque de Lafões, Pedro Henrique de Bragança?

São todos membros de uma família a quem os portugueses devem parte do seu património e cuja história é o tema deste livro. Nele se incluem alguns episódios surpreendentes do passado português: desde a peculiar obsessão do herdeiro da coroa, D. Sebastião, que o levou ao desastre de Alcácer-Quibir até ao fascínio da família real pelos autos de fé, passando pelos amores licenciosos nos conventos e os horrores da Inquisição – e, como pano de fundo, os esforços e o engenho de uma família que conseguiu sobreviver aos tumultos da nossa história.

Assente em factos verdadeiros, numa investigação que levou a autora aos Arquivos Secretos do Vaticano e a outros arquivos nacionais e internacionais, o livro acompanha diversos momentos marcantes da história de Portugal, como a batalha de Alcácer-Quibir e as suas funestas consequências, a dominação filipina que se lhe seguiu, a ação persecutória do Santo Ofício, as invasões francesas e as guerras liberais.

Sobre a autora: 
Isabel Braga Abecassis. Licenciada em História pela Faculdade de Letras de Lisboa, pós-graduada com o curso de Bibliotecária-Arquivista da Faculdade de Letras da Universidade de

Coimbra e mestra em Edição de Texto pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É autora da obra A Real Barraca publicada, no ano de 2009, pela Tribuna da História.

Foi responsável pela biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, pelo arquivo histórico do Palácio da Ajuda/Museu e encontra-se atualmente a trabalhar no Arquivo Nacional da Torre do Tombo.


Sem comentários: