domingo, 1 de janeiro de 2017 | By: Maria Manuel Magalhaes

Destroçada - Karin Slaughter [Opinião]

Título: Destroçada
Autor: Karin Slaughter
Editor: Harper Collins
Páginas: 464

Sinopse:
Quando o agente especial Will Trent chega ao condado de Grant, depara-se com uma esquadra determinada a proteger as inúmeras questões sem resposta, acerca da morte de um detido. Não percebe por que motivo a detetive Lena Adams lhe oculta segredos; não compreende o seu papel na morte do popular chefe da polícia do condado de Grant; também não entende por que motivo a viúva desse homem, a doutora Sara Linton, precisa dele mais do que nunca, para a ajudar a deslindar esse caso. Enquanto a polícia investiga o homicídio de uma mulher jovem encontrada num lago gelado, Trent investiga a própria polícia, pressionando Adams precisamente quando ela está prestes a ceder. Encurralado entre duas mulheres complexas e determinadas, e tentando compreender a desconfiança passional de Linton por Adams, os factos que rodearam a morte do chefe Tolliver, bem como as complexidades dessa cidade insular, Trent vai encarar um caso pejado de segredos explosivos e deparar-se com uma linha muito ténue que, a ser pisada, poderia ser fatal.

A minha opinião: 
"Era possível que a avó tivesse razão, quando lhe dizia que raparigas como ela não iam para a universidade, apenas arranjavam trabalho na fábrica de pneus, conheciam um rapaz, engravidama, casavam, tinham um casalinho de filhos ou mais, e depois divorciavam-se, embora não necessariamente por essa ordem." pag. 13

A mãe, avó, a tia tinham vivido assim mas Allison não queria essa vida para si. Boa aluna a química, ela queria ir para a Universidade. A conselho de um professor decide mesmo ir, mas a jovem está a passar por uma fase menos boa da sua vida. O seu namorado de há dois anos está muito diferente e quando o conheceu, o dinheiro é escasso e Allison sente-se desesperada.

Quando uma jovem universitária aparece morta, as primeiras impressões apontam para suicídio. Mas após uma análise mais pormenorizada a polícia local constate que se trata de homicídio. Uma pequena investigação leva-os a um suspeito que depressa se torna o assassino. Mas as coisas não parecem correr bem.

Na mesma altura, e depois de bastante tempo fora do condado de Grant, Sara Linton decide fazer uma visita aos seus pais e recebe um telefonema que a coloca em alerta. Por isso mesmo decide chamar o  seu amigo Will Trent para que a ajude na investigação da morte de jovem e do principal suspeito.

Sara Linton, médica, viúva de um polícia, e com ressentimentos em relação à polícia local, desconfia que a polícia prendeu o homem errado.
Will começa por investigar a estranha morte da rapariga, ao mesmo tempo que põe em causa todos os procedimentos levados a cabo pela polícia, sobretudo Lena Adams, de quem desconfia estar a esconder algo muito importante, e do chefe da esquadra, que tem comportamentos muito estranhos.

Após anos fora, Sara regressa à sua terra natal e aos fantasmas do passado. A morte de Jeffrey ainda não está curada e faz com que se envolva demasiado na investigação, embora tenha querido distanciar-se da esquadra e, sobretudo, de Lena, por quem nutre um ódio de morte.

Slaughter cria personagens frágeis, quer do ponto de vista mental como emocional, que levam a que o leitor crie empatia com umas em detrimento de outras. O próprio protagonista tem marcas do passado, perceptíveis no seu dia a dia que o tornam mais humano aos olhos dos leitor.

Broken - Destroçada é o quarto livro da série Will Trent e já ganhou uma fã assumida. Espero ansiosamente pelo próximo.