segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 | By: Maria Manuel Magalhaes

«13 Anos para Sempre, Marion» - Nora Fraisse conta como o bullying matou a sua filha

Título: «13 Anos para Sempre, Marion»
Autor: Nora Fraisse
Género: Memórias
Tradução: Patrícia Xavier
N.º de páginas: 168
Data de lançamento: 13 de janeiro
PVP: € 15,50

«Marion, minha filha, a 13 de fevereiro de 2013, suicidaste-te, enforcando-te com um lenço, no teu quarto. Tinhas 13 anos». O livro «13 Anos para Sempre, Marion», que chega às livrarias na próxima sexta-feira, dia 13 de janeiro, não podia começar de forma mais trágica. A autora é Nora Fraisse, mãe de Marion.
Nora Fraisse escreveu este comovente e alarmante livro como um tributo à sua filha mas também para servir de alerta para os perigos do bullying e das pressões das redes sociais sobre os jovens. Causas essas que levaram Marion a cometer suicídio.

«Escrevo este livro para te prestar homenagem, para te falar da nostalgia que sinto perante um futuro que não vais partilhar comigo, connosco. Escrevo este livro para que cada pessoa retire lições da tua morte. Para que os pais evitem que os seus filhos se tornem vítimas, como tu, ou agressores, como aqueles que te levaram ao desespero. Para que as direções das escolas se esforcem por vigiar, por escutar, por estender a mão às crianças em sofrimento. Escrevo este livro para que levem a sério o problema do assédio na escola, o bullying. Escrevo este livro para que nunca mais uma criança tenha vontade de enforcar o seu telemóvel, nem de suspender a sua vida para sempre».
O bullying é, atualmente, um dos maiores perigos da sociedade ocidental, no que diz respeito aos jovens, sendo um tema que gera grande preocupação em Portugal. Um estudo da Organização Mundial de Saúde, atualizado em setembro de 2016, que envolveu 40 países em desenvolvimento, diz que em média, 42% de rapazes e 37% de raparigas foram expostos a bullying.
Este livro foi um bestseller no seu país de origem, França, com 141.000 exemplares vendidos. Os direitos do livro foram também adquiridos para a Rússia, Coreia do Sul e Polónia. Foi feito um telefilme baseado no livro que foi divulgado em França e teve mais de 4 milhões de espectadores.

Veja o trailler aqui.

No dia 23 de fevereiro realizar-se-á uma tertúlia na FNAC do Centro Comercial Colombo, que terá como ponto de partida este livro para abrir o diálogo sobre a deteção e prevenção do bullying e de outros problemas relacionados com a violência escolar. Mais informações serão disponibilizadas brevemente no website e na página de Facebook da Bertrand Editora.

Sinopse:
No dia 13 de fevereiro de 2013, aos 13 anos, Marion suicidou-se. A mãe encontrou-a enforcada no seu quarto.
Simbolicamente, tinha “enforcado” o telemóvel junto de si.
A mãe de Marion escreve este livro, mergulhada em sofrimento e perplexidade, como um tributo à filha, mas também como alerta para os perigos do bullying e das pressões das redes sociais sobre os jovens.
Um livro comovente e alarmante, que nos faz pensar num dos maiores perigos da nossa sociedade relativamente aos mais jovens.

Sobre a autora:
Nora Fraisse é a mãe de Marion. Depois de 13 Anos para Sempre, Marion, escreveu um manual sobre como prevenir, identificar e agir contra o bullying entre os jovens. É fundadora da associação Marion Fraisse – La Main Tendue, que pretende ajudar jovens vítimas de bullying e os seus familiares.



2 marcadores:

Dora disse...

Este quero mesmo ler!

Maria Manuel Magalhaes disse...

Também gostei da história...
Fiquei muito curiosa