quarta-feira, 30 de novembro de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

Vida e obra de Sophia celebradas a 6 de dezembro no CCB

No dia 6 de dezembro, terça-feira, às 18:30, realiza-se no Centro Cultural de Belém uma cerimónia de homenagem à vida e obra de Sophia de Mello Breyner Andresen. Participam nesta sessão Carlos Mendes de Sousa, João Almeida Flor, Luis Miguel Cintra, Margarida Gil e Richard Zenith, havendo ainda uma atuação de Katia Guerreiro e leituras por Pedro Lamares.
A sessão terá lugar na renomeada Sala Sophia de Mello Breyner Andresen (antes apenas Sophia de Mello Breyner) e surge numa altura em que a Assírio & Alvim conclui a republicação de toda a obra poética da escritora e lança a sua tradução do livro Tanto Barulho por Nada, de William Shakespeare, até agora inédita em livro.

Sobre a autora:
Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu a 6 de novembro de 1919 no Porto, onde passou a infância. Em 1939-1940 estudou Filologia Clássica na Universidade de Lisboa. Publicou os primeiros versos em 1940, nos Cadernos de Poesia.
A sua obra está traduzida em várias línguas e foi várias vezes premiada, tendo recebido, entre outros, o Prémio Camões 1999, o Prémio Poesia Max Jacob 2001 e o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana – a primeira vez que um português venceu este prestigiado galardão. Com uma linguagem poética quase transparente e íntima, ao mesmo tempo ancorada nos antigos mitos clássicos, Sophia evoca nos seus versos os objetos, as coisas, os seres, os tempos, os mares, os dias.
Faleceu a 2 de julho de 2004, em Lisboa. Dez anos depois, em 2014, foram-lhe concedidas honras de Estado e os seus restos mortais foram trasladados para o Panteão Nacional.