quarta-feira, 9 de novembro de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

«Seda», de Alessandro Baricco - Uma dolorosa história de amor contada sob a forma de uma fábula clássica

Título: «Seda»
Autor: Alessandro Baricco
Género: Literatura / Romance
Tradução: Sara Ludovico
N.º de páginas: 120
Data de lançamento: 11 de novembro
PVP: € 14,40

Uma dolorosa história de amor contada sob a forma de uma fábula clássica.
Seda, do escritor italiano Alessandro Baricco, chega às livrarias na sexta-feira, dia 11 de novembro, pela Quetzal. Em março deste ano, a editora publicou também o romance A Jovem Noiva, do mesmo autor.
Seda é um livro com uma narrativa encantadora, de uma simplicidade e beleza efémeras, com um pequeno toque de mistério. Conta-nos a história de Hervé Joncour, um comerciante de seda que se vê obrigado a fazer uma viagem ao Japão depois de uma epidemia ter dizimado os bichos-da-seda provenientes de África. Chegado a esse país distante e desconhecido, Joncour é acolhido pelo nobre Hara Kei, que se faz sempre acompanhar pela sua concubina. Entre Joncour e essa jovem vai surgir uma história de amor – um envolvimento que é preciso manter secreto.
Para o jornal Guardian, o livro de Baricco é «muito comovente – uma história de amor e desejo tecida com extrema delicadeza». O Sunday Times diz que se trata de «uma dolorosa história de amor contada sob a forma de uma fábula clássica; uma preciosidade literária com grande poder encantatório» e o Daily Telegraph afirma ser «um drama poderoso e perspicaz sobre os desejos humanos mais profundos. Um dos romances mais espantosos e comoventes».
«A jovem rapariga continuava a observá-lo, com uma violência que arrancava a todas as suas palavras a obrigação de soarem memoráveis. A sala parecia agora ter deslizado para uma quietude perpétua, quando de repente, e de uma forma absolutamente silenciosa, a rapariga fez irromper uma mão de dentro do vestido, fazendo-a deslizar pelo tatâmi, diante dela. Hervé Joncour viu aquela mancha pálida chegar às margens do seu campo visual, viu-a tocar ao de leve a chávena de chá de Hara Kei e depois, num gesto absurdo, continuar a deslizar até agarrar sem hesitações a outra chávena, que era inexoravelmente a chávena em que ele bebera, erguê-la lentamente e levá-la consigo.»
Seda foi adaptado ao cinema em 2007, com grande repercussão mundial, pelo realizador canadiano François Girard e com representação de Michael Pitt, Keira Knightley e Kôji Yakusho.
Sinopse: Na França de 1861, a tranquilidade do jovem Hervé Joncour, comerciante de ovos de bicho-da-seda, é abalada quando uma epidemia assola a criação dos fiadores europeus e o obriga a procurar a preciosa mercadoria no Japão, a milhares de quilómetros de Lavilledieu, onde vivia com a mulher Hélène.
Começa, então, um novo ciclo na sua vida. Em viagens perigosas, repletas de descobertas e sofrimentos, Hervé muda e sente fortemente o antagonismo de culturas e a intensa atração pelo desconhecido que se personifica na jovem concubina de Hara Kei.

Sobre o autor:
Alessandro Baricco nasceu em Turim, em 1958. Os seus romances receberam inúmeros prémios e alguns foram adaptados ao cinema, como por exemplo, Seda, que agora se publica pela Quetzal e que teve repercussão em todo o mundo. Em breve, a Quetzal publicará outros títulos ainda inéditos em Portugal, entre eles, Tre volte all’alba e Mr. Gwyn.