quinta-feira, 6 de outubro de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

«Para a Minha Irmã», de Jodi Picoult, nas livrarias dia 14 de outubro

Título: Para a Minha Irmã
Autor: Jodi Picoult
Género: Literatura / Romance
Tradução: Fernanda Oliveira
N.º de páginas: 456
Data de lançamento: 14 de outubro de 2016

Jodi Picoult confronta o leitor com um novo dilema ético e moral:
até onde podemos ir para salvar uma criança?
Jodi Picoult, uma das autoras de romance feminino mais internacionais e populares da atualidade, está de regresso com um novo livro: Para a Minha Irmã. Conhecida pelas suas obras em que as personagens se debatem com difíceis questões éticas e morais, Jodi Picoult aborda neste livro a problemática da genética e das consequências de criar uma vida apenas para prestar assistência médica a outra. Um romance provocador e que questiona os limites da sobrevivência a qualquer custo.
Adaptado com sucesso para o cinema em 2009, mas com um final diferente do livro, o filme tem as atrizes Cameron Diaz e Abigail Breslin nos principais papéis. Para a Minha Irmã está repleto de sentimentos e emoções do princípio ao fim, colocando o leitor perante os desafios e as dúvidas sobre a maneira mais correta de lidar com estes dilemas. Este drama é retratado pela escritora com graciosidade, sensibilidade e sabedoria.
Autora nº1 do The New York Times, Jodi Picoult assina com esta obra mais um best-seller na sua carreira, que a consagra como uma «mestre, quase clarividente, na abordagem de temas fortes e a escrever livros viciantes sobre eles», segundo as palavras do Washington Post.
«Um romance que hipnotiza» – Publishers Weekly –

Sinopse:
Até onde se pode ir para salvar a vida de uma criança?
Anna não está doente, mas até parece estar. Aos treze anos, já fez inúmeras cirurgias e transfusões para que Kate, a sua irmã mais velha, possa combater a leucemia que a afeta desde a infância. Anna foi concebida para ser dadora de medula compatível com Kate, uma vida e um papel que ela nunca questionou...até agora. À semelhança da maior parte dos adolescentes, Anna começa a questionar quem realmente é. Mas, ao contrário da maioria dos adolescentes, sempre foi definida em função da irmã. E é então que Anna toma uma decisão impensável para a maioria das pessoas, uma decisão que faz com que a sua família desmorone e que pode ter consequências fatais para a irmã que ela adora.
Para a Minha Irmã questiona o que significa ser um bom pai ou mãe, uma boa irmã, uma boa pessoa. Será moralmente defensável fazer qualquer coisa para salvar a vida de uma criança, mesmo que isso implique desrespeitar os direitos de outra? Valerá a pena tentar descobrir quem se é de facto, quando essa pergunta nos faz gostarmos menos de nós próprios? Deveremos seguir o nosso coração, ou deixar-nos conduzir por outros?

Sobre o autor:
Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e Escrita Criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante. O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram a autora a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa corretora e numa editora, foi copywriter numa agência de publicidade e professora de inglês. É uma das autoras mais populares da atualidade. Em 2003 foi galardoada com o New England Bookseller Award for Fiction.