quinta-feira, 6 de outubro de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

«Diário de um Adolescente na Lisboa de 1910»: Novo livro de Alice Vieira na ESCRITARIA


Premiada autora portuguesa com mais de oito dezenas de títulos publicados, Alice Vieira lança novo livro no âmbito do festival que celebra a sua vida e a sua obra.

Alice Vieira será a escritora homenageada na edição deste ano do Festival Literário ESCRITARIA, que se realiza de 6 a 9 de outubro, em Penafiel. Ao longo de quatro dias será possível descobrir a vida e a obra da consagrada escritora portuguesa de livros infantis e juvenis pelas ruas e em diversos espaços da cidade de Penafiel.

Um dos pontos altos da ESCRITARIA 2016 será o lançamento do novo livro de Alice Vieira, Um Diário de um Adolescente na Lisboa de 1910 (LeYa/Texto), a ter lugar no dia 7 de outubro, pelas 21h30, noMuseu Municipal de Penafiel, com apresentação de Sílvia Alves. Neste seu novo livro, Alice Vieira recria a vida de um jovem lisboeta de 14 anos em 1910. Pai republicano, avó monárquica, criada com namorado da Carbonária e aluno de um dos homens que mataram D. Carlos e D. Luís Filipe, facilmente se compreende a confusão que vai na cabeça de José Joaquim. O seu diário é o registo bem-humorado desses dias de sobressalto que vão culminar no 5 de Outubro de 1910.

Alice Vieira nasceu em 1943 em Lisboa. É licenciada em Germânicas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Em 1958, iniciou a sua colaboração no Diário de Lisboa e a partir de 1969 dedicou-se ao jornalismo profissional. Desde 1979, tem vindo a publicar regularmente livros, tendo editado mais de oito dezenas de títulos. Recebeu em 1979 o Prémio de Literatura Infantil Ano Internacional da Criança com Rosa, Minha Irmã Rosa; em 1983, com Este Rei que Eu Escolhi, o Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura Infantil; e, em 1994 o Grande Prémio Gulbenkian, pelo conjunto da sua obra. Foi indicada, por duas vezes, como candidata portuguesa ao Prémio Hans Christian Andersen. Foi igualmente apresentada por duas vezes como candidata ao ALMA (Astrid Lindgren Memorial Award). A edição francesa do seu livro Os Olhos de Ana Marta recebeu, em 2000, o Prix Octogone de Romance Juvenil, e a edição sueca de Flor de Mel recebeu, em 2009, a Estrela de Prata do Prémio Peter Pan. Além de escrever regularmente para a imprensa, é também autora de três livros de poesia, de várias coletâneas de crónicas e de livros de ficção escritos em colaboração.

Entre as múltiplas iniciativas de homenagem à vida e obra de Alice Vieira previstas nesta edição da ESCRITARIA constam conferências e debates, duas exposições (Alice Vieira: Ler = Interpretar + Escrever + Desenhar = Criar, na Biblioteca Municipal de Penafiel; e Olhar Alice Vieira, no Museu Municipal de Penafiel, em colaboração com a Hemeroteca de Lisboa), teatro de rua, arte pública, música, momentos de leitura, uma feira do livro, sessões de autógrafos e iniciativas com as escolas.

A organização da Escritaria é da responsabilidade da Câmara Municipal de Penafiel e da Editorial Novembro. Em edições anteriores a “Escritaria” homenageou outros grandes escritores como Mário Cláudio, Lídia Jorge, Mário de Carvalho, Urbano Tavares Rodrigues, Mia Couto, António Lobo Antunes, José Saramago e Agustina Bessa-Luís.

O programa completo do festival literário de Penafiel encontra-se disponível aqui. Mais informações sobre a Escritaria 2016 em www.facebook.com/Escritaria .