sexta-feira, 16 de setembro de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidade Esfera dos Livros: A Rainha Santa de Isabel Machado

Isabel tinha 12 anos quando se casou com D. Dinis. De personalidade rara, era inteligente, devota e caridosa (além de bela) e cobiçada por várias cortes europeias para uma aliança de casamento. Os interesses políticos fizeram com que viesse parar a Portugal, em 1282. Não foi submissa nem se alheou dos problemas do reino. Revelou-se firme na defesa dos pobres, dos doentes e dos excluídos e por diversas vezes enfrentou o rei D. Dinis com grande coragem, tendo um papel determinante em momentos políticos decisivos na Península Ibérica. De tal maneira que o rei a desterrou para Alenquer para evitar a sua influência. Mesmo assim, usou os conhecimentos e laços familiares para conseguir a paz entre D. Dinis e o filho D. Afonso – futuro D. Afonso IV – durante a guerra que os opôs.

É mais conhecida pelas curas e pelos milagres que alegadamente realizou. Quem nunca ouviu a história do milagre das rosas? Foi beatificada pelo Papa Leão X em 1516, passam este ano 500 anos, e mais tarde canonizada (graças ao grande empenho da dinastia filipina) pelo Papa Bento XIV. Mas , na verdade, Isabel sempre foi Santa na memória do povo.

É a historia desta Rainha Santa, figura enigmática ao redor de quem se construíram muitas lendas e sobre quem na realidade pouco se sabe, que Isabel Machado nos traz, baseando-se numa pesquisa exaustiva de onde se destacam factos como os seus profundos conhecimentos de medicina.

À venda a 16 de Setembro.

Sobre a autora:
Isabel MachadoIsabel Machado é escritora e jornalista, nasceu em Lisboa, concluiu o 12.º ano nos Estados Unidos e é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa. Nos anos 80 recebeu o primeiro prémio nacional de um concurso europeu de dissertação, promovido pela Alliance Française de Paris e, em 2003, foi-lhe atribuído um prémio de jornalismo da Fundação Roche e da Liga Portuguesa Contra o Cancro, por uma reportagem publicada na revista LuxWoman sobre cancro infantil. Fez trabalhos de tradução e de interpretação simultânea, leccionou Português e Francês no ensino básico e Português como língua estrangeira. Durante 11 anos foi pivô e jornalista da Televisão de Macau, colaborando regularmente com publicações locais. Em Portugal, foi pivô do Canal Parlamento desde 2003 até Janeiro de 2011. Em 2011 publicou o seu primeiro romance histórico, Isabel I e o seu médico português e, em 2014, Vitória de Inglaterra – A rainha que amou e ameaçou Portugal. Já em 2015 publicou Constança – A princesa traída por Pedro e Inês, cuja acção decorre num período da História de Portugal imediatamente posterior ao de A Rainha Santa, o seu quarto romance histórico.