quarta-feira, 25 de maio de 2016

Bertrand Editora: Kim Gordon, A Miúda da Banda nas livrarias na próxima sexta-feira

Título: A Miúda da Banda
Autor: Kim Gordon
Género: Memórias
N.º de páginas: 312
Data de lançamento: 3 de junho
PVP: 16.60 euros

O crescimento de uma rapariga que se torna mulher em território desconhecido, na música, na arte, na cumplicidade – e o que acontece quando esta se dissolve.
«Leitura só para aficionados da música e dos Sonic Youth
em particular? Nem pense.» Miguel Cadete | Expresso
Kim Gordon, membro fundador dos Sonic Youth, símbolo feminino de uma geração, conta-nos a sua história – uma memória de vida focada na música, no casamento, na maternidade, na independência e, naturalmente, na sua condição de pioneira entre as mulheres do rock. Uma narrativa marcada pela beleza e pela sensibilidade visceral.
Considerada por muitos reservada, em A Miúda da Banda apresenta-se de forma inédita. Conta-nos a sua história de família, a infância e juventude na Califórnia dos anos 60 e 70, o percurso nas artes visuais, a mudança para Nova Iorque, os homens da sua vida, o casamento, a sua relação com a filha, a música, a banda.
Gordon faz-nos regressar à Nova Iorque perdida, dos anos 80 e 90, de onde brotaram os Sonic Youth e a revolução alternativa na música popular. Um tempo em que a banda ajudou a edificar um novo léxico musical – que abriu caminho aos Nirvana, Hole, Smashing Pumpkins e muitos outros grupos.
Uma crónica emotiva e contemporânea particularmente rica em imagens e sons de um mundo em mudança e de uma vida transformadora, A Miúda da Banda é a história fascinante de um percurso notável e de uma artista extraordinária.

«Sempre admirei a Kim Gordon. É fantástica, inteligente e tem valor. A Miúda da Banda é um livro de memórias fascinante e sincero com emoções à flor da pele.» Sofia Coppola.
«Kim Gordon escreve como toca. Feroz, verdadeira e com o abandono criativo de uma artista excecional.» Amy Poehler.

Do livro
«Ao entrarmos em palco para o nosso último concerto, a noite era toda em torno dos rapazes. Exteriormente, estava toda a gente com o mesmo aspeto dos últimos trinta anos. Por dentro,
a história era outra.»
«Retrospetivamente, foi esse o motivo pelo qual me juntei a uma banda, para ter uma hipótese de estar dentro dessa dinâmica masculina e não a assistir de fora.»
«Eram quatro da manhã quando eu e o Thurston saímos do estúdio de Rockfeller Center. Estava a descer um nevão sobre a cidade, enchendo os passeios e as estradas de neve espessa. Era Nova Iorque no seu momento mais silencioso e belo. Tínhamos os nossos amplificadores, grandes e pesados, connosco. (…) Ali estávamos nós, dois habitantes da cidade vindos de fora, imigrantes entre os duros esqueletos dos altos arranha-céus apagados, enquanto a neve caia com força nas ruas. Senti, por um momento, que fazia parte de uma espécie de mundo adulto do espectáculo e, então, o táxi arrancou lentamente, rompendo por entre a neve, em direção a Elridge Street.»

Sobre a autora: 
Kim Gordon Kim Althea Gordon nasceu em Rochester, EUA, a 28 de abril de 1953. É artista em várias áreas, incluindo a música, pintura e moda, mas a sua fama é atribuível ao papel que desempenhou como guitarrista e vocalista da banda de pós-punk experimental Sonic Youth, que em 1981 formou em conjunto com Thurston Moore e Lee Ranaldo.
É artista, música, produtora, designer de moda, escritora e atriz. Após a separação da banda, Gordon formou o grupo Body/ Head.
Tem tido exposições na Gagosian Gallery, em Nova Iorque, expondo, atualmente, na 303 Gallery, também em Nova Iorque.
Vivem em Northampton, Massuchesetts, Nova Iorque e Los Angeles.


Sem comentários: