quarta-feira, 20 de abril de 2016

Há um pequeno livro vermelho entre a China e Portugal

Título: O Pequeno Livro Vermelho
Autor: Mao Tsé-tung
N.º de Páginas: 264
PVP: 24,00 €
Género: Não Ficção/Política/História
Nas livrarias a 20 de Abril
Guerra e Paz Editores

Sinopse:

Este livro andou nas mãos de milhões de seres humanos: da China à Europa, de acontecimentos histórico míticos como o Maio de 68 a filmes de Jean-Luc Godard, das mãos dos operários e militares chineses, em Pequim, às mãos do estudantes de Direito do MRPP, em Lisboa. Visto como um livro libertador, que poria em causa todo o poder – «Bombardeiem o Quartel-General» era o apelo de Mao – o que na sua construção aforística se esconde é o mais exacerbado culto da personalidade. Fanatismo, tortura, repressão da mais ínfima liberdade de pensamento, e um milhão de mortos, é o balanço que a China faz da influência deste livro. Nele vem desaguar toda a história do comunismo chinês, um comunismo que foi, desde o seu começo, furiosamente estatal e impiedosamente repressivo.



O PEQUENO LIVRO VERMELHO é precedido por um estudo de Manuel S. Fonseca VIOLÊNCIA, FOME E REEDUCAÇÃO NA CHINA DE MAO. Edição profusamente ilustrada







Sem comentários: