quinta-feira, 14 de abril de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

Bruno Vieira Amaral - Na lista das dez novas vozes da literatura europeia

Bruno Vieira Amaral foi escolhido como uma das dez novas vozes da literatura europeia (New Voices From Europe), uma iniciativa da Literature Across Frontiers, programa que conta com o apoio da União Europeia.
O anúncio foi feito ao princípio desta tarde na Feira do Livro de Londres e a lista, além do escritor português, inclui outros nove autores — poetas, romancistas, dramaturgos e jornalistas — de países como a Espanha, Malta, Turquia, Reino Unido, Hungria, Noruega e Macedónia.
Nos próximos doze meses o trabalho destes autores será promovido numa série de eventos por toda a Europa e será também publicada uma antologia com textos dos escritores.
Para a directora do New Voices, Alexandra Büchler, esta escolha visa dar aos escritores oportunidades de divulgação que de outra forma não teriam.
Com As Primeiras Coisas, o seu primeiro romance, publicado pela Quetzal, Bruno Vieira Amaral conseguiu a rara proeza de arrecadar quatro importantes prémios da literatura portuguesa: Livro do Ano 2013 da revista TimeOut, o Prémio Fernando Namora 2013, o Prémio PEN Narrativa 2013 — e, em 2015, o Prémio José Saramago.

Bruno Vieira Amaral nasceu em 1978 e licenciou-se em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE. Em 2002, uma temerária incursão pela poesia valeu-lhe ser selecionado para a Mostra Nacional de Jovens Criadores. Colaborou no DN Jovem, revista Atlântico e jornal i. É crítico literário, tradutor e autor do Guia Para 50 Personagens da Ficção Portuguesa e do blogue Circo da Lama. É editor-adjunto da revista LER e prepara o seu novo romance.