quinta-feira, 3 de março de 2016

«Lobo Solitário», de Jodi Picoult, dia 11 de março nas livrarias

Título: Lobo Solitário
Autor: Jodi Picoult
Género: Literatura / Romance
Tradutor: Fernanda Oliveira
N.º de páginas: 408
Data de lançamento: 11 de março de 2016
PVP: € 17,70

Nº1 do New York Times
O pragmatismo da Natureza através de uma alcateia de lobos em comparação com a complexidade dos seres humanos é colocado em perspetiva em o Lobo Solitário, o novo romance de Jodi Picoult. A autora, uma das mais internacionais e populares da atualidade, retrata a dinâmica das relações familiares através das personagens Luke Warren, Georgie, Edward e Cara, que se debatem com difíceis questões morais, das quais a principal é: vale a pena viver a qualquer custo?
Depois de A Contadora de Histórias, Jodi Picoult volta a trazer aos leitores um dilema moral difícil de resolver. É com grande mestria que a escritora faz alternar as vozes narrativas e entra no delicado universo médico da neurociência, tocando no tema sensível da vida perto do fim.
Estabelecendo sempre um paralelismo entre uma alcateia e o sentido de família tendo como pano de fundo a dicotomia vida-morte, Jodi Picoult cria uma escrita de grande intensidade em torno de Luke Warren, um cientista que dedicou a sua vida a estudar lobos, e que está em estado grave na sequência de um acidente automóvel com a filha, Cara. Ela e o irmão, Edward, debatem-se sobre o destino do pai. «Haverá razões ocultas para deixarem o pai morrer… ou viver?».
Uma escrita rica e brilhante, que prende desde o primeiro instante, conduzindo quem lê pela resolução de um mesmo problema que é sentido de modos diferentes por diferentes personagens.
«Ficção literária de qualidade superior com uma história muito humana e cativante.» - Mail on Sunday

Sinopse:
Quando um lobo sabe que o seu tempo está a terminar e que já não é útil à alcateia, muitas vezes escolhe afastar-se. Morre assim isolado da sua família, do seu grupo, preservando até ao fim todo o orgulho que lhe é próprio e mantendo-se fiel à sua natureza.
Luke Warren passou a vida inteira a estudar lobos. Chegou inclusivamente a viver com lobos durante longos períodos. Em muitos sentidos, Luke compreende melhor as dinâmicas da alcateia do que da sua própria família. A mulher, Georgie, desistiu finalmente da solidão em que vivia e deixou-o. O filho, Edward, de vinte e quatro anos, fugiu há seis, deixando para trás uma relação destruída com o pai. Recebe então um telefonema alarmante: Luke ficou gravemente ferido num acidente de automóvel com Cara, a sua irmã mais nova. De repente, tudo muda: Edward tem de regressar a casa e enfrentar o pai que deixou aos dezoito anos. Ele e Cara têm de decidir juntos o destino deste. Não há respostas fáceis, e as perguntas são muitas: que segredos esconderam Edward e Cara um do outro? Haverá razões ocultas para deixarem o pai morrer… ou viver? Qual seria a vontade de Luke? Como podem os filhos tomar uma decisão destas num contexto de culpa e sofrimento? E, sobretudo, terão esquecido aquilo que todo e qualquer lobo sabe e nunca esquece: cada membro da alcateia precisa dos outros e, às vezes, a sobrevivência implica sacrifício.
Lobo Solitário descreve de forma brilhante a dinâmica familiar: o amor, a proteção, a força que podem dar, mas também o preço a pagar por eles.

Sobre a autora:
Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e Escrita Criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante.
O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram a autora a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa corretora e numa editora, foi copywriter numa agência de publicidade e professora de inglês.
É uma das autoras mais populares da atualidade. Em 2003, foi galardoada com o New England Bookseller Award for Fiction.

«Há muitos aspirantes ao seu trono, mas não existe ninguém na área da ficção comercial que faça virar as páginas de maneira mais eficaz do que Jodi Picoult.» - USA Today



Sem comentários: