terça-feira, 8 de março de 2016

Há 100 anos Portugal ia para a Guerra - Das Trincheiras, com Saudade, de Isabel Pestana Marques

"Quando, a 9 de março de 1916, em Lisboa, o ministro alemão entregou uma declaração de guerra ao ministro dos Negócios Estrangeiros português, estava aberto o caminho para a criação do Corpo Expedicionário Português. Após meses de preparação no Campo de Instrução de Tancos, em 1917 cerca de 55 mil homens partem de Alcântara para a Flandres. Segundo os números divulgados pela historiadora Isabel Pestana Marques no livro Das Trincheiras, com Saudade [ed. A Esfera dos Livros], morreram 2288 homens durante toda a campanha militar (1917-1919) – na batalha de La Lys, a 9 de Abril de 1918, as baixas portuguesas contabilizaram-se entre prisioneiros (6315 praças e 270 oficiais) e mortos em combate (369 praças e 29 oficiais)” (In, Notícias Magazine, 6/03/2016)


Quando passam 100 anos sobre a entrada oficial de Portugal no conflito, a Esfera dos Livros volta a publicar o livro de Isabel Pestana Marques, agora com uma nova capa.




Sem comentários: