quinta-feira, 1 de outubro de 2015 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Vinha do Anjo - Sveva Casati Modignani [Opinião]

Título: A Vinha do Anjo
Autor:
Sveva Casati Modignani
Tradução: Regina Valente
Págs.: 384
Capa: mole com badanas
PVP: 17,50 €

Sinopse:
Longas filas de videiras estendem-se pelas colinas suaves de Borgofranco. Há dois séculos que a família Brugliani é proprietária daquele antigo burgo e das vinhas, tratadas com paciência para delas extrair vinhos preciosos e únicos. Aos 35 anos, Angelica é a herdeira da tradição e do património familiar. Mãe, esposa, empresária de sucesso: tudo parece perfeito na sua vida. Só ela sabe que por detrás daquela fachada se esconde um mundo sombrio, feito de mentiras – as do marido – e de sonhos pueris.
Uma noite, em que conduzia sua moto e sentindo-se dominada pela amargura e pelas lágrimas, Angelica não se apercebe de que o carro à sua frente está a travar. O choque é violento, mas felizmente sem consequências graves, quer para ela, quer para o condutor do automóvel, Tancredi D’Azaro. Angelica não sabe ainda que aquele homem é um dos chefs mais aclamados em todo o mundo. E ambos ignoram que, depois daquele encontro fugaz, o destino voltará a entrelaçar os seus caminhos, suscitando a tentação de um novo começo. É então tempo de fazer escolhas, tendo em conta o peso do passado e as responsabilidades do presente - porque a vida é feita de sonhos e paixões.
A Vinha do Anjo conta-nos a história envolvente de uma família e de uma tradição milenar, o retrato de uma protagonista fascinante no qual se reveem muitas das mulheres empreendedoras e corajosas que anonimamente constroem as nossas sociedades.

A minha opinião: 
Sveva Casati Modignani tem uma fórmula mágica: pega numa personagem feminina forte, conta-nos uma história envolvente de uma zona italiana, atrai-nos com o cheiro da sua cozinha e, a somar a isso, desvenda-nos a vida passada de todas as personagens.

Assim se constrói Angelica, uma mulher de 35 anos, herdeira de um vasto património vinículo, empresária de sucesso. Mas também mãe de uma adolescente de 14 anos e esposa de um jornalista de 40 anos, Rafaello, que a trai. No dia em que descobre a traição ela acaba por ter um acidente e é nesse acidente que ela conhece um famoso chef de cozinha, Tancredi D'Azaro. Esse encontro fugaz vai ter consequências no futuro...


Sveva dá-nos a conhecer a infância de Angélica, as suas fragilidades enquanto mulher, das suas más escolhas amorosas, das suas más opções, e em como o facto dessas más opções a fizeram crescer enquanto mulher e enquanto empresária de sucesso. Provavelmente essa má escolha no passado de Angélica fê-la ver o que desejava fazer para o seu futuro.

Já na quinta toma as rédeas na vinha e aí é que se torna realmente feliz, alcançando o topo da felicidade ao conhecer Rafaello e ter Elizabetta.

Depois temos a história de Rafaello, o seu passado e presente, o seu arrependimento e a de Tancredi, uma vida bastante interessante e a que mais gostei de conhecer.

«-Nunca se para de crescer e de aprender. Os dissabores e as alegrias fazem parte da vida de cada um de nós e temos de os aceitar.» 

A Vinha do Anjo é mais um excelente romance da autora italiana que nos prende desde a primeira página. Recomendo sem reservas.