segunda-feira, 4 de maio de 2015 | By: Maria Manuel Magalhaes

Tempo de Partir - Jodi Picoult [Opinião]

Título: Tempo de Partir
Autor: Jodi Picoult
Título Original: Leaving Time
Tradução: Manuela Madureira
Páginas: 440
Coleção: Grandes Narrativas N.º 603
PVP: 17,90€

Durante mais de uma década, Jenna Metcalf não deixa de pensar na sua mãe, Alice, que desapareceu em misteriosas circunstâncias na sequência de um trágico acidente. A criança que era então não conservou lembranças dos acontecimentos, mas Jenna recusa-se a acreditar que a mãe a tivesse abandonado e relê constantemente os diários que ela escrevia com as observações da sua pesquisa sobre elefantes, tentando encontrar uma pista oculta. Desesperada por obter respostas, Jenna contrata dois improváveis ajudantes, uma médium famosa por encontrar pessoas desaparecidas e um detetive que já tinha estado envolvido na investigação do desaparecimento de Alice, e parte determinada a descobrir a verdade.

A minha opinião: 

Jodi Picoult é bem conhecida do público português. Publicada agora pela Editorial Presença, sempre granjeou seguidores, sobretudo por parte do público feminino devido aos seus romances, muitos deles abordando doenças raras ou mortais, que puxam facilmente a lágrima.

"Tempo de Partir" aborda outro tema, o tema do abandono, da solidão. Jenna Metcalf é uma jovem adolescente obcecada pelo desaparecimento da sua mãe há 10 anos. Sem que haja um motivo válido para o seu desaparecimento a jovem Jenna decide aventurar-se na descoberta da verdade e contrata um dos detectives que esteve envolvido na investigação do desaparecimento da sua mãe e uma médium outrora famosa, mas que actualmente está caída em desgraça.

Este trio pode, aparentemente formar um grupo caricato e uma história estranha, mas torna um livro bastante envolvente e interessante. Mais ainda é toda a informação à volta dos elefantes, animais que apesar de não serem de todo dos meus favoritos, acabaram por ocupar um lugar no meu coração.

Mais uma vez Picoult prova ser mestre nas pesquisas sobre qualquer assunto. Neste caso, a pesquisa sobre os elefantes resulta muito bem. Estes seres gigantes, mas que nos dão uma lição tão grande sobre o que é o amor pelas crias, pelo próximo, pela vida em grupo, até por quem trata deles, poderia advir daí grandes exemplos para a humanidade...

No que à investigação diz respeito, pouco posso referir sem que caia no risco de criar spoilers. Jenna baseia parte da sua procura na sua memória, embora que pequena já que quando a sua mãe, Alice, tratadora de elefantes, desapareceu Jenna tinha apenas três anos, e no diário desta. Em parte vai ter a ajuda de Serenety, a médium, que a vai ajudar a descobrir pistas esquecidas ou ocultas durante dez anos e de Virgil Stanhope, o ex-detective, que a vai ajudar a encontrar as respostas há muito esquecidas para a maior parte das pessoas.

"Tempo de Partir" é o sexto livro que leio de Jodi Picoult e a cada livro que leio da autora me surpreendo mais. Não é, pois, de estranhar, que já tenha vendido mais de 40 milhões de exemplares em todo o mundo. Este foi, sem dúvida, o livro que mais gostei de ler até agora. Um livro com uma história ternurenta, com um enredo envolvente, uma história sobre animais e com policial à mistura como eu gosto...

E o final...

O final é surpreendente!

Excelente aposta. 




Excerto:
"Gostava de ter o tipo de avó que, quando eu era pequena, me mostrasse fotografias da minha mãe desaparecida, ou fizesse um bolo no seu dia de anos, em vez de se limitar a encorajar-me a selar os meus sentimentos dentro de uma caixinha." pag. 27






1 marcadores:

Dora disse...

Deixaste-me muito curiosa...