quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Pergaminho: Sabe fazer as perguntas certas?

Título: As Perguntas Certas
Autores: James O. Pyle e Maryann Karinch
Género: Gestão/ Psicologia
Tradutor: Rita Canas Mendes
N.º de páginas: 264
Data de lançamento: 13 de fevereiro
PVP: 15,50€

Com este livro fique a conhecer as técnicas para identificar mentiras, subterfúgios e enganos em qualquer diálogo, pela experiência de um interrogador veterano do exército dos EUA.
Mas afinal o que há de tão difícil em fazer a pergunta certa?
O segredo para descobrir tudo aquilo que quer saber em qualquer situação de diálogo – seja numa entrevista de emprego ou numa conversa informal entre amigos – é muito simples: basta fazer as perguntas certas. Contudo, a maior parte das pessoas, ao tentar obter informações de professores, amigos, familiares, clientes, especialistas, ou até de suspeitos em situações de confronto, faz as perguntas erradas. Até pessoas especializadas em dialogar, tais como jornalistas e advogados, fazem frequentemente perguntas que geram respostas parciais, falsas ou enganadoras. Para descobrir o que se quer saber, não basta perguntá-lo diretamente; afinal, fazer perguntas é uma ciência. E essa ciência está agora ao seu alcance. Com base nas técnicas usadas pelo autor, um interrogador veterano do exército dos EUA, As Perguntas Certas vai ensinar-lhe, entre outras coisas, a:
Reconhecer o tipo de perguntas a evitar;
Identificar rumores ou informação não confirmada;
Escutar ativamente para identificar pistas reveladoras;
Determinar como e quando pode controlar uma conversa.
«Existem duas coisas que ninguém lhe dará gratuitamente: dinheiro e informação.»

Sobre os autores:
James O. Pyle é interrogador e instrutor na área de Informação Humana. Colaborou com o exército dos EUA durante mais de 25 anos em departamentos como o Defense Language Institute, o United States Army Intelligence Center e o Joint Intelligence Center do Pentágono.
Maryann Karinch é autora de mais de duas dezenas de livros sobre comunicação e linguagem não-verbal.




Sem comentários: