terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Guerra & Paz: Ambição, o romance que lhe mostra o governo por dentro


Título: Ambição
Autor: Lurdes Feio
N.º de Páginas: 416
PVP: 17,99 €
Género: Ficção/Romance
Nas livrarias a 21 de Janeiro
Guerra e Paz Editores

Sinopse:
LUXÚRIA, TRAIÇÃO, INTRIGA POLÍTICA E UMA BATALHA MEDIÁTICA NUM ROMANCE TÃO ACTUAL

QUE A REALIDADE INUNDA TODAS AS PÁGINAS, NUM FRÉMITO DE PAIXÃO.

Francisco Mortágua tinha finalmente conseguido: era ministro. Depois de um percurso nas juventudes partidárias, aquele que acreditava estar predes­tinado a grandes coisas no panorama político português sabia que uma das suas mais preciosas aliadas – e que facilmente poderia tornar-se inimiga – era a comunicação social. O ministro queria marcar a diferença, ser um político sério, e precisava de cair nas boas graças dos jornalistas para rentabilizar esse trabalho. Mas Francisco tinha uma enorme desvantagem: era um sedutor in­veterado.

Quando se envolve com Marta Santiago, jornalista de um dos maiores jornais diários nacionais, Francisco Mortágua está longe de imaginar que os escrúpulos de Marta e a sua verticalidade moral são exactamente o oposto de tudo e todos os que o rodeiam. Num jogo de poderes, com a facção da oposição a tirar da manga a carta da chantagem, a esposa traída cada vez mais ressentida, os colegas de governo a transpirarem inveja e o esquema vicioso das obras públicas a prosseguir apesar da sua acção, a ambição do ministro poderá não ser maior do que a sede de vingança daqueles que vai derrotando, um a um, para chegar onde tanto quer.

Entre o calor da cama e as luvas passadas debaixo da secretária, nada será simples e limpo no país onde grassa a impunidade, a chantagem e a coacção. O ministro Francisco Mortágua, mais ingénuo do que à primeira vista parece­ria, vai ser confrontado com a verdadeira face da alta política e descobrir do que é capaz esse enorme monstro chamado corrupção.

Sobre a autora:
Nasceu em Lisboa. Formada em Jornalis­mo, construiu uma longa e sólida carrei­ra com mais de três décadas, tendo sido grande repórter no semanário O Jornal e feito parte, em 1993, da equipa fun­dadora da revista Visão, onde trabalhou na secção política, área a que, de resto, dedicou grande parte do seu percurso profissional. Em 2000, como free-lancer, abraça novos desafios e colabora, entre outros, com o Instituto da Cooperação Portuguesa na edição de uma revista te­mática. Em 2012, publica Para onde Vai o Nosso Dinheiro, um livro-reportagem. Ambição é o seu primeiro romance.



Sem comentários: