quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 | By: Maria Manuel Magalhaes

Biografia de Robin Williams chega dia 22 às livrarias de todo o país

 Título: Robin Williams
A vida, o sorriso e o sofrimento do homem que fez rir o mundo
Autor: Emily Herbert

Tradução: Pedro Garcia Rosado
N.º de Páginas: 232 + Extratextos
PVP: 15,00€
Nas livrarias a partir de 22 de Janeiro

«Agora talvez seja fácil dizê-lo, mas entre as mil caretas de Robin Williams havia uma intransponível: a do homem de olhos profundamente tristes. Williams foi mais uma vítima do destino trágico de tantos comediantes: a capacidade de fazer rir a todos menos ao homem que vê ao espelho.» El País

Robin Williams fez rir milhões de pessoas em todo o mundo com a sua energia sem limites e uma sagacidade ímpar. Através de papéis marcantes em filmes que se tornaram clássicos, o ator tornou-se no rosto genial da comédia familiar. O talento, no entanto, não se esgotava na comédia. Robin era capaz de desempenhar com naturalidade papéis sérios com profundidade, empatia e credibilidade. Incontornável era, também, o seu carácter. A sua generosidade era bem conhecida e admirada. Mas por trás do riso escondia-se um homem perturbado. Afinal, o que teria levado um homem gentil e talentoso a um fim tão trágico? O livro Robin Williams, uma biografia da autoria de Emily Herbert, chega dia 22 às livrarias de todo o país. Ao longo das suas páginas revisitamos o percurso do ator e muitas curiosidades da sua vida pessoal.
Robin Williams nasceu a 21 de Julho de 1951;
Em criança, era muito gordo. Para se distrair começou a fazer imitações;
Na escola, foi eleito o aluno ‘Mais Engraçado’ e o ‘Menos Provável de ser Bem-sucedido’;
Williams adorava computadores e videojogos;
Estudou na Julliard School, umas das mais prestigiadas escolas teatrais do mundo;
Teve três mulheres e três filhos. Estava casado com Susan Schneider desde 2011;
Em 1997 integrou a lista das ‘100 Estrelas de Cinema de Todos os Tempos” da revista Empire;
Possuía um rancho em Napa Valley;
Foi eleito um dos ’25 Melhores Atores’ pela revista Entertainment Weekly em 1998;
Tem uma estrela no Passeio da Fama em Hollywood;
Participou num episódio da popular série ‘Friends’;
Em 2003 a revista Entertainment Weekly elegeu-o uma das ’50 Maiores Estrelas de Cinema de Todos os Tempos’;
Ajudou a pagar as despesas de saúde de Christopher Reeve, de quem era muito amigo, durante os seus últimos anos de vida;
Submeteu-se a uma intervenção cirúrgica ao coração em 2009;
Esteve 4 vezes nomeado para os óscares, ganhou 2 Emmy, 6 Globos de Ouro, 5 Grammy e 2 Screen Actors Guild;
Estava a gravar ‘À Noite no Museu 3’ quando morreu, o ano passado. O filme já estreou por cá.

«Um dos comediantes mais explosivos, exaustivos e prodigiosamente verbais que alguma vez viveu.» New York Times
«Robin Williams: uma vida de riso dedicada aos outros.» The Guardian

Robin Williams estreou-se na televisão em 1977 e tornou-se logo um fenómeno. Se a estreia no cinema não foi auspiciosa, rapidamente a tendência se inverteu. Pelo papel em Bom dia, Vietname foi nomeado pela primeira vez para o Óscar de Melhor Ator. Voltou a ser nomeado pelo inesquecível papel em O Clube dos Poetas Mortos. Finalmente, em 1997, foi distinguido com o Óscar de melhor ator pela atuação em O Bom Rebelde. Protagonista de vários filmes marcantes ao longo de 30 anos, Robin Williams morreu a 11 de agosto de 2014, aos 63 anos.
Emily Herbert é jornalista.