quinta-feira, 26 de abril de 2018

Gradiva: Os Livros de Abril

Título: Uma Mulher de Cinquenta Anos
Diário Íntimo
Autor: 
Maria Monforte
Coleção: «Gradiva» 
N.º de Páginas: 332 
PVP: €12,50

Em cinco dias, com recurso ao diário íntimo, Cármen desnuda a sua vida a um interlocutor que não a conhece nem a pode ver. Entre a consciência e a perdição, entre o que se lhe afigura correcto e a violação das fronteiras, entre o controlo e o irreparável, emergem as fragilidades e desejos, esperanças e desilusões, sensações de companhia e solidão, medos e impulsos irreprimíveis de fruição carnal de uma mulher de 50 anos, viúva há sete.

Mas a autora - Maria Monforte - vai mais longe. Explorando a profundidade da dimensão humana; desenvolvendo uma visão feminina transposta para os sentimentos e materializada nas relações que brotam nas esquinas da vida de Cármen; metamorfoseando os tons cinza em cores rubras, no cenário do final dos anos sessenta do Século XX. Uma época em que também o mundo fervilha com novas experiências, e a sociedade portuguesa assiste à queda de Salazar, vivendo a expectativa do fim da ditadura.

Mas quem é Maria Monforte, a autora por detrás do nome?
Uma personalidade da vida pública portuguesa que quer preservar a sua imagem?
O que a leva a esconder-se por detrás de um pseudónimo?
A ousadia do tema?
O receio de ver a sua autobiografia descoberta?
A partir daqui, imagine o leitor quem poderá ser.


Título: As Virtudes do Fracasso
Autor: Charles Pépin
Coleção: «Fora de Colecção»
N.º de Páginas: 180
PVP: €12,50

Ainda que o fracasso faça parte da vida, vivemos numa época que o despreza e que idolatra o sucesso. Mas mesmo aqueles nomes que facilmente associamos ao sucesso – como Steve Jobs, Thomas Edison ou J. K. Rowling – tiveram os seus fracassos. Vários. Recorrendo a estes e a outros exemplos, o autor sugere que vejamos o fracasso como sinal de audácia e aquisição de experiência. Cada provação pode tornar-nos mais lúcidos e mais combativos.





Título: Um Artista do Mundo Flutuante
Autor: Kazuo Ishiguro 
Coleção: «Gradiva» 
N.º de Páginas: 256 
PVP: €12,00

Kazuo Ishiguro – UM NOVO ROMANCE DO VENCEDOR DO PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2017

ROMANCE VENCEDOR DO WHITBREAD PRIZE

«Os bons escritores abundam, mas os bons romancistas são muito raros. Kazuo Ishiguro é uma dessas raridades. Este seu segundo romance é o tipo de livro que aumenta a consciência do leitor, ensinando-o a ler com mais sensibilidade.» The New York Times Book Review

«Este romance é uma análise genial do tumulto vivido no Japão pós-guerra, um tempo em que as certezas haviam sido derrubadas, a hierarquia das gerações parecia invertida e mesmo a geografia das cidades fora alterada. Tudo isto é
pungentemente visto através do olhar de um homem que, sendo rejeitado pelo futuro, escolhe também rejeitar o seu próprio passado.» 
The Japan Times

1948. O Japão procura reconstruir-se após a hecatombe da II Guerra Mundial. O autor galardoado com o Nobel da Literatura 2017 apresenta-nos uma trama familiar, ao mesmo tempo intensa e delicada, retratando com perícia o Japão do pós-guerra. Nesse retrato, subtil e comovente, destaca-se Masuji Ono, artista agora retirado, constantemente assediado pelas memórias de uma vida e carreira marcadas pela ascensão do militarismo japonês. A culpa, o envelhecimento, a maleabilidade da memória e a solidão atravessam este romance, que se abre a leituras múltiplas. Uma obra literária fascinante! 
 
Título: Um Silêncio de Sombras
Autor: Silvério Manata
Coleção: «Gradiva» 
N.º de páginas: 164 
PVP: €15,50

Trama rica e historicamente documentada reúnem-se num romance de leitura cativante, com uma escrita original, sensível e talentosa. Obra vencedora do Prémio Literário Alves Redol 2017, a narrativa conduz sabiamente o leitor por uma história vivida entre palavras não ditas sobre um período sombrio das vidas das personagens e da região da Gândara, aqui retratada. O convívio entre um idoso, ligado à região, e um jovem, citadino, marca o ritmo de uma obra com diversos planos temporais e acontecimentos variados. No fim, uma revelação surpreendente.





Sem comentários: