quinta-feira, 1 de dezembro de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

O mistério dos fósforos queimados - Ellery Queen [Opinião]

Título: O mistério dos fósforos queimados
Autor: Ellery Queen
Editor: Livros do Brasil
N.º de Páginas: 304
Coleção: Vampiro

Sinopse: 
O homem conhecido como Joseph Kent Gimball era uma figura de proa da fulgurante alta-roda nova-iorquina que se passeava pelas ruas de Manhattan na companhia da sua elegante mulher. O homem conhecido como Joe Wilson poderia muito bem ser apresentado como o epítome da classe média americana, com a sua casa, esposa, cão e relvado para cortar ao fim de semana num modesto subúrbio de Filadélfia. Tudo indicaria que Gimball e Wilson nunca se viriam a cruzar - não fora o caso de os dois habitarem o mesmo corpo. E um corpo que acabaria por ser encontrado cadáver numa Casa de Recuperação a meio caminho entre as suas duas vidas. Escrito em 1936, O Mistério dos Fósforos Queimados é uma das mais fascinantes obras de Ellery Queen, assente numa lógica dedutiva espantosamente conduzida, uma história de investigação em que para descobrir o assassino a primeira questão que o escritor-detetive terá de solucionar é quem foi o assassinado.

A minha opinião: 
A sinopse é bastante explicativa (até demais) do que se vai passar em O Mistérios dos Fósforos Queimados. Mas o facto de a vítima ter uma vida dupla, completamente diferente, fez com que aguçasse a curiosidade na leitura deste livro. 

Estes livros da nova coleção Vampiro fazem-me lembrar a juventude. Li tantos, que lhes perdi a conta. Hoje em dia poderia ter uma coleção bastante significativa, caso a minha mãe não os tivesse deitado fora. Sim, a minha mãe, devoradora de livros também, achava que estava coleção devia ser lida e depois "desprezada" pelo que não sobrou quase nada destes livros que povoaram a minha juventude. 

A vida dupla de Gimball vai ser o tema central da história, visto que nem uma nem a outra mulher sabiam da sua existência. Gimball socorre-se do trabalho para dar desculpas da sua ausência. Assim, acaba por estar presente nos momentos mais importantes das famílias. Rico enquanto Gimball, sendo uma figura conhecida na alta roda de Nova-Iorque, ao vestir a pele de Joe Wilson, a vítima leva uma vida bastante mediana num subúrbio de Filadélfia. 

No entanto, tudo acaba por ser descoberto quando Gimball aparece morto numa cabana onde ninguém parece conhecer, deixando um seguro de um milhão de dólares cujo nome de beneficiário foi mudado muito recentemente.
 
Ellery Queen engendra uma história bastante interessante e ritmada, com personagens misteriosas, levando o leitor a desconfiar de cada uma delas, não conseguindo descortinar o assassino logo à primeira vista. 

Completamente diferente dos livros policiais atuais, O Mistério dos Fósforos Queimados foi escrito em 1930, é um bom clássico que se lê num ápice.