terça-feira, 7 de junho de 2016

Luis Sepúlveda e Richard Zimler levam a Viagem Literária a Coimbra

No próximo dia 10 de junho, o Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, recebe dois grandes nomes da literatura, Luis Sepúlveda e Richard Zimler, para a próxima paragem da Viagem Literária. No dia em que se celebra a Língua de Camões, a 15.ª etapa desta grande viagem através dos livros e da literatura reúne estes dois prestigiados contadores de histórias que têm uma grande ligação a Portugal.
A partir das 17:00, o jornalista João Paulo Sacadura conduz a conversa entre os dois convidados, com as respetivas obras recém-lançadas em destaque, os seus percursos artísticos e biográficos e discutindo também questões da atualidade. Durante os 90 minutos, há ainda espaço para questões do público e, no final, para a habitual sessão de autógrafos e contacto mais direto entre os escritores e os leitores.
Neste mês de junho, os dois autores apresentam ao público as suas mais recentes obras, na Feira do Livro de Lisboa. No fim de semana passado, Richard Zimler e o Mestre Júlio Pomar lançaram O Cão que Comia a Chuva, um livro infantil comovente mas cheio de humor sobre o bullying e os seus efeitos devastadores sobre os mais frágeis. No dia 11 de junho, a Porto Editora lança História de um cão chamado Leal, o novo livro de Luís Sepúlveda, com ilustrações de Paulo Galindro. Esta comovente história, agora transposta em livro, foi-lhe transmitida em criança pelo tio-avô, que pertencia ao povo indígena Mapuche, Gente da Terra, do Sul do Chile

Luis Sepúlveda nasceu em Ovalle, no Chile, em 1949, e atualmente reside em Espanha. Da sua vasta obra (toda ela traduzida em Portugal), destacam-se os romances O velho que lia romances de amor e História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar. Mas Mundo do Fim do Mundo, Patagónia Express, Encontros de Amor num País em Guerra, Diário de um Killer Sentimental ou A Sombra do que Fomos (Prémio Primavera de Romance em 2009), por exemplo, conquistaram também, em todo o mundo, a admiração de milhões de leitores. Em 2016, o autor chileno recebeu o Prémio Eduardo Lourenço, sendo considerado um mediador da cultura ibérica.

Richard Zimler nasceu em 1956, em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque. Fez um bacharelato em Religião Comparada na Duke University e um mestrado em Jornalismo na Stanford University. Trabalhou como jornalista durante oito anos, principalmente na região de São Francisco, nos EUA. Em 1990 veio viver para o Porto, onde lecionou Jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Atualmente, tem dupla nacionalidade: americana e portuguesa. Desde 1996, publicou dez romances, uma coletânea de contos e dois livros para crianças.

Na estrada desde abril de 2015, a Viagem Literária completou já 12 etapas em Portugal Continental e 2 grandes sessões nas Regiões Autónomas. Depois de Coimbra, a Viagem Literária continua o seu percurso e segue para Aveiro, cumprindo a sua missão de levar os escritores ao encontro dos seus leitores, contribuindo para a descentralização e democratização do acesso à cultura. Os espaços em que decorrerão as sessões serão, preferencialmente, os teatros municipais, por forma a permitir a participação de centenas de leitores, e os bilhetes serão gratuitos.
A Viagem Literária tem espaços próprios de contacto com o grande público: no site da Porto Editora, no Facebook e no Instagram.


Sem comentários: