segunda-feira, 4 de abril de 2016

Numa Floresta Muito Escura - Ruth Ware [Opinião]

Título: Numa Floresta Muito Escura
Autor:
Ruth Ware
Páginas: 328
Editor: Clube do Autor
PVP: 17€

Sinopse
Uma mulher solitária recebe um convite inesperado para a despedida de solteira de uma amiga que não via há muito tempo. Relutantemente, ela aceita participar na reunião de amigas, algures numa casa isolada na floresta.
Quarenta e oito horas depois, Nora acorda numa cama do hospital. Está ferida mas não se recorda exatamente do que se passou. Sabe, no entanto, que alguém morreu. O que fiz eu?, pergunta-se ela, consciente de que algo muito grave aconteceu naquela casa na floresta escura, muito escura…

A minha opinião: 
Nora Shaw, uma escritora de livros policiais, recebe um email de uma desconhecida, mas com uma amiga em comum, a convidá-la para uma despedida de solteira. Apesar de hesitante, uma vez que não via essa amiga há dez anos, Nora acaba por aceitar. A reunião de amigas leva-a a uma casa isolada numa floresta recôndita, onde não existe vivalma. Ideal para confraternizarem, mas um pouco assustadora. 

Pouco dada a amizades, Nora é o que se pode chamar de uma anti-social. Se não fosse Nina, colega de infância, uma das seis pessoas convidadas para a despedida de solteira a convencê-la a ir, Nora era bem capaz de ter recusado. Não conhecia mais ninguém do grupo a não ser Nina e Clare (a noiva) e não entendia o porquê da sua presença, já que nem sequer tinha sido convidada para o casamento. 

Quando começou a conhecer os outros elementos do grupo e o local onde ficariam durante o fim de semana, isolados do resto do mundo, Nora desejava, cada vez mais, não ter aceite o convite. Nina começava a concordar com a amiga. 

Obrigada a conviver com pessoas que não se identifica e a ter de responder a perguntas do passado que não pretende, Nora sente-se cada vez mais claustrofóbica. Somando a isso, estão fechados numa casa de vidro, com uma floresta escura, cujos ruídos à noite podem ser cada vez mais assustadores. Ingredientes perfeitos para transformar este livro num thriller com uma leitura completamente viciante. 

Depois, Nora acorda numa cama do hospital, gravemente ferida, e não sabe o que se passou. De vítima passa a suspeita e com o tempo vai-se lembrando de pequenas coisas até que se recorda que morreu alguém naquela noite...

Desde que saiu a novidade que sabia que era um livro que me ia surpreender. A capa é excelente, o título também, a sinopse já desvenda um pouco daquilo que vai acontecendo na trama, mas a história, a riqueza das personagens, sobretudo Clare e Flo (Nina também me deixou intrigada em algumas coisas), faz com que tenha adorado o livro e que o recomende aos amantes de thrillers



 

Sem comentários: