terça-feira, 12 de abril de 2016 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Duquesa de Mântua - A princesa italiana que foi vice-rainha de Portugal

Entre as armas dos fidalgos e a exaltação do povo, no dia 1 de dezembro de 1640, a Duquesa de Mântua assoma à varanda do Palácio Real, no Paço da Ribeira, em Lisboa, tentando travar o golpe de estado que estava em vias de pôr fim a 6 décadas de domínio castelhano. Margarida era uma princesa italiana, crescida na corte de Saboia, a quem Filipe IV de Espanha (III de Portugal), seu primo, atribuiu a tarefa de governar Portugal em seu nome.

É a história desta vice-rainha de Portugal, que foi a última governante de Portugal em nome da dinastia filipina, que a historiadora Joana Bouza Serrano elegeu para tema do seu segundo livro, depois de “As Avis”.

À venda a 15 de abril.





Foto Joana B Serrano (c) Catarina Dinis de Almeida
Sobre a autora:
Joana Bouza Serrano é licenciada em História e mestre em História Moderna e dos Descobrimentos pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Em 2009, publicou As Avis, também com a Esfera dos Livros.