sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

A Casa de Bonecas - M. J. Arlidge [Opinião]

Título: A Casa de Bonecas
Autor: M. J. Arlidge
O novo lar destas mulheres é agora o seu maior pesadelo.
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 320
Editor: TopSeller
PVP: 17,69€

Sinopse:
O corpo de uma jovem é desenterrado numa praia remota, mas o seu desaparecimento nunca tinha sido denunciado. Alguém a mantivera «viva» ao longo do tempo, enviando à família, regularmente, mensagens em seu nome.

Para a detetive Helen Grace, todas as provas apontam para um assassino em série, um monstro distorcido mas engenhoso e hábil — um predador que já matou antes.

À medida que Helen se esforça por destrinçar as motivações do assassino, ela compreende que se trata de uma verdadeira corrida contra o tempo. Uma única falha pode significar a perda de mais uma vida.

A minha opinião: 
Terceiro livro da série Helen Grace, "A Casa de Bonecas" vem consolidar tanto a minha paixão pelo autor como pela protagonista, a detective Helen.

Dividido em duas partes de horror distintas, "A Casa de Bonecas" começa com a jovem Ruby a acordar numa espécie de cave escura e fria, sem se lembrar de como foi ali parar. Ao mesmo tempo, é encontrado numa praia ali perto o corpo de uma jovem rapariga, completamente desnutrido. Pela autópsia, é natural que esse corpo pudesse ter estado em cativeiro há algum tempo, mas o estranho é ninguém ter dado conta do seu desaparecimento.

À medida em que o desenrolar do livro torna a história mais evidente vamos "observando" e "vivenciando" episódios macabros e chocantes, tónica habitual para quem já está habituado a ler os livros de M. J. Arlidge. 


O autor criou um vilão extremamente inteligente, um serial killer obcecado por um modelo de mulher, com um perfil único, e que escolhe mulheres a viver sozinhas, e que não tenham muitas relações com os seus familiares. É assim que consegue fazer com que as raparigas desapareçam sem deixar rasto e que a polícia nunca receba uma queixa de desaparecimento.

Ruby, a rapariga cativa, mostra uma garra impressionante, tentado enganar o seu raptor, mostrando a força onde uma pessoa pode ir para querer sobreviver. O dia a dia no cativeiro é impressionante, mas a forma como ela tenta conhecer o seu captor, sobretudo psicologicamente, é muito interessante.

Helen Grace continua com a mesma garra, o seu desejo de crescer a nível profissional. É uma mulher batalhadora, embora a vida familiar continue o caos de sempre, o seu sobrinho está em parte incerta e a colega Ceri Harwood continua a querer persigui-la. 

Todos estes ingredientes tornam este livro uma excelente leitura.

O quarto livro. "Liar, Liar", será publicado pela Topseller em março, boa notícia para os amantes da série Helen Grace. Neste livro, os três incêndios que iluminam os céus da cidade são mais do que uma mera coincidência, e uma série de cuidadosos e calculosos crimes começam a acontecer. Pela sinopse parece que vem mais um excelente livro!


Opiniões dos primeiros livros da série:






3 comentários:

Dora disse...

Posso-te pedir uma foto dos 3 livros seguidos? :)

Maria Manuel Magalhaes disse...

Penso que não consigo colocar aqui foto no comentário pois não? Pelo menos nunca o fiz :P

Mando por mensagem no facebook ;)

Dora disse...

Obrigada!