terça-feira, 3 de novembro de 2015 | By: Maria Manuel Magalhaes

Planeta: Novidades Novembro

FICÇÃO 

Título: A Mão Esquerda de Deus
Autor:
Pedro Almeida Vieira
N.º de Páginas: 320 
PVP: 18,80€
Nas livrarias a partir de 04 de Novembro

De novo no mercado, em reedição da Planeta, aquele que é um dos mais importantes romances históricos sobre a Inquisição portuguesa já escritos.
Um autor que é considerado uma das mais importantes vozes literárias da sua geração e que é claramente uma das mais reconhecidas no campo do romance histórico.
Este livro é baseado na fábula, por muitos aceite como verdade histórica, do falsário andaluz Alonso Pérez de Saavedra, que através de bulas forjadas terá passado por núncio apostólico e instituído em 1539, durante o reinado de D. João III, o Tribunal da Santa Inquisição em Portugal.
Finalista do Prémio Literário Casino da Póvoa/Correntes d'Escritas,
A Mão Esquerda de Deus é um romance poderoso e inesquecível sobre a verdade e a mentira, uma história de amor e culpa e uma viagem intemporal ao mais fundo da natureza humana, numa época em que impera a intolerância e a desumanidade.

O que diz a crítica:
«Um dos mais talentosos escritores de ficção da sua geração.»  José Riço Direitinho
«Um deslumbrante romance histórico, uma narrativa encantatória. Muito bom.» Helena Vasconcelos, Storm Magazine
«Este escritor português já nos deu várias obras de fôlego e inesperadas pelo seu enquadramento histórico, profunda recriação de época e excepcional originalidade. Neste A Mão Esquerda de Deus, volta a surpreender.» João Céu e Silva, NS
«Vou na quarta visita – desta feita salteada –, apenas pelo gosto de reler determinadas passagens, e, de cada vez que o reencontro, acontece dar por mim quase incrédula com a relativamente discreta recepção ao livro desde que foi publicado.» Luísa Mellid-Franco, Expresso
«Pedro Almeida Vieira (n. 1969) escreveu um romance inteligente e astuto em que, para além de outras questões, indaga a natureza da "verdade histórica" e, por consequência, também do poder da ficção.» José Riço Direitinho, Ler

Sobre o autor
Pedro Almeida Vieira nasceu em Coimbra em Novembro de 1969 e vive em Lisboa.
Licenciado em Engenharia Biofísica na Universidade de Évora, tem repartido a sua actividade pelo jornalismo, a investigação académica e a escrita. Entre outros periódicos, foi jornalista na revista Grande Reportagem e no semanário Expresso.
Além de quatro ensaios na área ambiental, desde 2004 publicou ainda quatro romances (Nove Mil Passos, O Profeta do Castigo Divino, A Mão Esquerda de Deus e Corja Maldita) e os dois volumes de narrativas históricas Crime e Castigo no País dos Brandos Costumes. Em 2012 foi responsável pela redescoberta, fixação de texto e notas de O Estudante de Coimbra, o pioneiro romance moderno português, escrito em 1840-1841 por Guilherme Centazzi.

Título: O Misterioso Senhor G
Autor:
Daniel Sánchez Pardos
N.º de Páginas: 488 
PVP: 21,95 €
Disponível a partir de 4 de Novembro
Uma cidade em convulsão: Barcelona
Um jovem visionário: Gaudí
Uma conspiração mortal
Um trepidante thriller histórico que tem como protagonista Antoni Gaudí, como cenário a Barcelona do século XIX e como pano de fundo a restauração dos Bourbon.
O Misterioso Senhor G, na Barcelona de 1874.
A Barcelona do jovem Antoni Gaudí.
A Barcelona complexa e fascinante do assombroso visionário que um dia mudaria o seu rosto para sempre, são ingredientes que fazem deste livro uma obra poderosa e a confirmação de um grande autor.
Neste romance Gaudí é ainda um desconhecido, tem 21 anos é bonito e dotado de uma inteligência única e de um raro poder de observação e irá viver uma série de acontecimentos que marcarão a sua vida para sempre.
A intriga histórica em que o livro é baseado começa com a restauração dos Bourbon e o regresso do rei Afonso do exílio.
A recriação da sociedade, assim como os costumes da burguesia, partidos, teatros, arte, o papel da mulher, o planeamento urbano, os bairros-de-lata, o ocultismo, a tecnologia moderna, estão descritos de uma forma pormenorizada.
A história culmina uma poderosa conspiração que tem o seu clímax na catedral de Santa Maria Del Mar.

Outubro de 1874, Gabriel Camarasa regressa com a família a Barcelona após vários anos de exílio em Londres. No primeiro dia de aulas na Escuela de Arquitectura de la Lonja, conhece um jovem do segundo ano: Antoni Gaudí. Este é um enigma para Camarasa, pois possui conhecimentos de arquitectura muito superiores para um estudante da sua idade.
Interessam-lhe os assuntos esotéricos, botânica oculta e fotografia, além de manter vários contactos no submundo de Barcelona, onde leva a cabo uma lucrativa e misteriosa actividade. Gaudí é também, ou acredita sê-lo, uma mente dedutiva de primeira ordem.
Quando a aprazível vida de ambos os estudantes se altera devido a um assassínio e a uma obscura conspiração de consequências imprevisíveis, todas as capacidades do jovem Gaudí são postas à prova.
Sobre o autor:
Nasceu em Barcelona em 1979. É licenciado em Filologia Hispânica e diplomado em Tradução Literária. Desenvolveu a sua actividade profissional no âmbito das bibliotecas públicas.
É autor dos romances El gran retorno, El cuarteto de Whitechapel e El jardín de los curiosos. Os seus contos foram publicados em numerosas revistas e antologias, e foram premiadas em concursos como NH de Relatos e Joven & Brillante de novelas. Em 2011 recebeu o prémio La Tormenta en un Vaso para autor revelação do ano com o romance El cuarteto de Whitechapel.
Continua a trabalhar como bibliotecário numa pequena cidade do interior.

NÃO FICÇÃO 

Título: Traidores e Traições na História de Portugal
Autor: Sérgio Luís de Carvalho
N.º de Páginas: 176 
PVP: 15,95€
Nas livrarias a partir de 04 de Novembro

Algumas das mais fascinantes figuras da nossa História são vistas ou foram tidas como traidores – será uma questão de perspectiva?
Desde Viriato e Sertório, passando pelas crises de independência – tão pródigas em traições, como aqui se mostra – até ao final da I Guerra Mundial, com a história de um soldado português executado por traição à Pátria…
Este livro fala de traidores. Mais concretamente de traidores portugueses. Como tal foram acusados de traição pelos poderes legítimos e, como tal, foram (eventualmente) julgados.
Mas isto é só metade da história. Se seguíssemos com rigor este princípio, homens tidos hoje como o paradigma da traição – Miguel de Vasconcelos, por exemplo – não poderiam ser analisados neste livro, enquanto outros, vistos hoje como heróis nacionais – o Mestre de Avis, D. Nuno Álvares Pereira ou D. João IV –, seriam considerados traidores.
Neste livro há homens de bem, há oportunistas, há homens de convicções, há malandros, há homens de fé, há pulhas. Todos traíram ou foram acusados de trair (justa ou injustamente).
Não são todos farinha do mesmo saco, apesar de estarem todos aqui no mesmo saco. Todos têm histórias algo trágicas e, por vezes, até, algo cómicas, todas garante de uma leitura deleitada.
Com a mestria, o rigor e o tom vivaz e irónico a que já nos habituou, Sérgio Luís de Carvalho volta a fazer história da História de Portugal, através do fulgor e fascínio que nos inspiram os grandes traidores aqui tratados.

Sobre o autor
Sérgio Luís de Carvalho nasceu em Lisboa em 1959.
Licenciado em História e com um mestrado em História Medieval, tem até ao momento mais de 30 livros publicados em várias áreas: estudos históricos, livros infanto-juvenis e romances. 
Na Editorial Planeta publicou, até à data, o romance O Destino do Capitão Blanc (2009), os livros para os mais novos O Caminho dos Reis de Portugal (2011), O Caminho dos Presidentes da República (2011) e A Minha Primeira História de Portugal (2012) e os livros de pesquisa e divulgação cultural e histórica Nas Bocas do Mundo – Uma viagem pelas histórias das expressões portuguesas (2010), O Rei Embevedado de Amor, a Rainha Pé de Cabra, as Amantes Feiticeiras do Rei Que Casou com a Cunhada e outras 208 histórias bizarras, trágicas e curiosas dos nossos reis e rainhas, Dicionário de Insultos e Enganos e Equívocos e Falsificações da História de Portugal.
Visite o site do autor em: www.sergioluisdecarvalho.com

Título: Isto é um livro 
Autor: Keri Smith
N.º de Páginas: 232 
PVP: 12,55€
A partir de 4 de Novembro

Tudo ganhará forma como a tua imaginação quiser.
Tens de sair para o mundo para lhe dares vida e cumprires as tarefas indicadas.
Se isto não é um livro, o que será?
Só tu podes responder.
Da mesma autora de Destrói Este Diário, mais um livro que abala certezas, desafia o leitor e estimula a nossa imaginação de uma forma bem ousada.
Estás prestes a embarcar numa viagem.
Chegaste até esta página porque o objecto que agora tens nas mãos te espicaçou a curiosidade. Podes não saber exactamente o que é, mas é aí precisamente que bate o ponto.
Para o completares, ser-te-á pedido que faças um determinado número de coisas. Várias exigem o uso da imaginação.
Estarás à vontade para alterar esta viagem da maneira que entenderes.
Podes completar as tarefas no tempo que quiseres. O trabalho é teu.
Há alguns pontos que não deves esquecer:
1. CONFIA NA TUA IMAGINAÇÃO. ELA É A FONTE DE TODAS AS VERDADEIRAS VIAGENS.
2. AS COISAS NÃO SÃO SEMPRE O QUE PARECEM.
3. TUDO PODE ACONTECER.